Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Anexos embrionários

Biologia

PUBLICIDADE

 Os anexos embrionários, como o nome sugere, são estruturas ligadas ao corpo do embrião que garantem o desenvolvimento inicial dos animais. Sem esses anexos, a sobrevivência do novo ser não seria possível, pois suas funções vitais seriam prejudicadas, uma vez que eles não conseguiriam respirar, nutrir-se e excretar as substâncias tóxicas. Os anexos embrionários são:

  • âmnio;

  • cório;

  • saco vitelínico;

  • alantoide.

O cordão umbilical e a placenta são considerados anexos embrionários apenas por alguns autores.

Leia também: Reprodução e desenvolvimento

O que são anexos embrionários?

Os anexos embrionários são estruturas acessórias ao corpo do embrião dos animais que se relacionam a diferentes funções, tais como nutrição, respiração, excreção e proteção. Eles são também chamados de membranas extraembrionárias, uma expressão que frisa o fato de que essas estruturas não fazem parte do corpo do embrião propriamente dito.

Videoaula: Anexos embrionários

Quais são os anexos embrionários?

Os anexos embrionários são âmnio, cório, saco vitelínico e alantoide. Vale destacar que alguns autores não consideram o cordão umbilical e a placenta como anexos embrionários. Outros autores, no entanto, incluem essas estruturas como anexos embrionários e o fazem devido ao fato de o cordão umbilical conter alantoide e seus vasos e porque a placenta apresenta um componente fetal (vilosidades coriais).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Características e funções dos anexos embrionários

  • Âmnio

Está ausente em peixes e anfíbios, sendo observado apenas em répteis, aves e mamíferos, ou seja, no grupo dos amniotas. Caracteriza-se por ser uma membrana resistente que forma uma bolsa que envolve todo o embrião. A bolsa ou vesícula amniótica contém o líquido amniótico, que atua evitando a desidratação, mantendo a temperatura e protegendo o organismo de choques mecânicos e aderências que possam surgir, como entre o embrião e a casca do ovo.

O ovo amniótico recebe essa denominação devido à presença do âmnio. Ele, sem dúvida, foi uma importante novidade evolutiva para a vida no ambiente terrestre, pois garantiu que os tetrápodes reduzissem sua dependência do ambiente aquático. Além do âmnio, o ovo amniótico apresenta outros anexos embrionários: o cório, o saco vitelínico e o alantoide.

 Observe a estrutura do ovo amniótico e alguns dos anexos embrionários.
Observe a estrutura do ovo amniótico e alguns dos anexos embrionários.
  • Cório

O cório ou córion está presente em répteis, aves e mamíferos, porém não ocorre em peixes e anfíbios. Em répteis e aves, o cório constitui o anexo mais externo, sendo ele liso e resistente. Nos mamíferos, esse anexo está modificado para constituir parte da placenta, formando prolongamentos chamados vilosidades coriônicas, as quais são responsáveis por aumentar a superfície de contato com os tecidos maternos. O cório apresenta diferentes funções, sendo uma delas garantir as trocas gasosas do embrião.

  • Saco vitelínico

O saco vitelínico é um anexo embrionário presente em peixes, répteis, aves e mamíferos. Essa estrutura está relacionada com a nutrição do embrião, sendo um local de armazenamento de nutrientes. Esse anexo é um derivado endodérmico revestido externamente por mesoderma e que cresce envolvendo o vitelo. O saco vitelínico conecta-se ao intestino por meio do pedículo vitelínico. Em mamíferos vivíparos, o saco vitelínico apresenta-se reduzido e não está relacionado com a nutrição do embrião, sendo essa função desempenhada pela placenta.

Leia também: Tipos de ovos quanto à distribuição de vitelo

  • Alantoide

O alantoide é um anexo embrionário presente em répteis, aves e mamíferos, estando ausente em peixes e anfíbios. Etá relacionado com duas funções principais: armazenamento de produtos da excreção do embrião e a realização das trocas gasosas.

A placenta é um órgão transitório observado em mamíferos placentários.
A placenta é um órgão transitório observado em mamíferos placentários.
  • Cordão umbilical

O cordão umbilical desenvolve-se a partir do envolvimento do âmnio ao redor do pedículo do saco vitelínico e do alantoide. Esse cordão atua garantindo que nutrientes sejam transportados do organismo da mãe para o feto e que os catabólitos sejam retirados em um sentido inverso.

  • Placenta

A placenta é um órgão transitório presente em mamíferos eutérios que garante a ligação do organismo materno ao embrião. A placenta desempenha diferentes funções, estando relacionada com a respiração, nutrição, excreção e secreção.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Anexos embrionários"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/anexos-embrionarios.htm. Acesso em 25 de setembro de 2021.

Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios
Questão 1

(FCC-BA) A proteção mecânica do embrião dos mamíferos é realizada fundamentalmente

a) pelo alantoide.

b) pela placenta.

c) pelo saco vitelínico.

d) pelo cordão umbilical.

e) pelo saco amniótico.

Questão 2

Essa estrutura é a primeira membrana extraembrionária a ser formada e origina-se a partir do endoderma e mesoderma. Sua principal função é nutrir o embrião e está bem desenvolvida em peixes, répteis e aves.

Marque a alternativa que indica corretamente a estrutura descrita.

a) Saco vitelínico.

b) Placenta.

c) Âmnio.

d) Alantoide.

e) Cório.

Mais Questões
Artigos Relacionados
Clique aqui e conheça mais sobre os anfíbios, um grupo de vertebrados. Neste texto falaremos suas principais características, classificação e reprodução.
Descubra como é o corpo de uma ave, bem como suas adaptações para seu modo de vida.
Clique aqui e veja como ocorre o desenvolvimento do embrião na espécie humana.
Conheça o grupo que abrange cerca de 95% dos mamíferos em todo o planeta!
Conheça as principais características dos mamíferos. Leia a respeito da sua reprodução. Descubra como esses animais podem ser classificados.
Clique aqui e conheça as características dos peixes e suas adaptações ao meio aquático. Saiba a diferença entre peixes cartilaginosos e ósseos.
Aprenda mais sobre os répteis clicando aqui! Neste texto exploraremos as características desses animais e conheceremos mais sobre sua classificação.