Topo
pesquisar

Fator de Proteção Solar (FPS)

Física

O Fator de Proteção Solar (FPS) define o tempo máximo de exposição ao Sol em que a pele estaria protegida por algum tipo de protetor solar.
Cada protetor solar possui um índice, o FPS, que determina o tempo máximo de exposição ao Sol
Cada protetor solar possui um índice, o FPS, que determina o tempo máximo de exposição ao Sol
PUBLICIDADE

 Expondo-se ao Sol durante determinado tempo, a pele do corpo humano pode produzir eritema, que é uma vermelhidão gerada na pele por causa da dilatação de vasos sanguíneos. O protetor solar cria uma camada sobre a pele, protegendo-a da ação dos raios solares e evitando queimaduras e demais problemas que podem surgir em razão dessa exposição.

O protetor solar protege a pele da ação dos raios ultravioleta
O protetor solar protege a pele da ação dos raios ultravioleta

O Fator de Proteção Solar (FPS) é um índice que determina o tempo máximo de exposição ao Sol em que a pele está protegida por um protetor solar. Suponha que para um certo indivíduo o tempo de exposição ao Sol, com a pele desprotegida, seja de dez minutos. Caso ele utilize um protetor solar de FPS 30, por exemplo, o tempo de exposição ao Sol, sem danos à pele, será 30 vezes maior, ou seja, 300 minutos.

Como o FPS é determinado?

O FPS é determinado a partir do conhecimento da Dose Mínima de Eritema (DME), isto é, o tempo mínimo de exposição aos raios solares para que ocorra vermelhidão da pele. O FPS é definido pela razão do DME para uma pele protegida pelo DME da pele desprotegida.

O DME para a pele desprotegida depende do tipo de pele de cada indivíduo. Assim, quanto mais clara for a pele, menor será o tempo de exposição aos raios solares capaz de gerar queimaduras.

Tipos de radiação solar

As radiações provenientes do Sol, que atingem a pele e podem gerar até câncer, são as do tipo ultravioleta (UV). Ao analisar o espectro eletromagnético, é possível notar que as radiações ultravioleta possuem frequências maiores que as frequências que compõem o espectro visível e, por isso, não podem ser percebidas pelo olho humano. Essas radiações são classificadas em UVA, UVB e UVC.

  • UVA: possui comprimento de onda entre 315 nm (1 nm = 1 x 10 – 9 m) e 400 nm, é pouco atenuada pela camada de ozônio e atinge as camadas mais profundas da pele humana;

  • UVB: possui comprimento de onda entre 280 nm e 315 nm, é parcialmente absorvida pela camada de ozônio e não penetra em regiões profundas da pele humana;

  • UVC: possui comprimento de onda entre 100 nm e 280 nm e é totalmente absorvida pela camada de ozônio.

Os raios UV estão relacionados a queimaduras da pele, envelhecimento precoce, problemas nos olhos e podem, a longo prazo, gerar câncer de pele. Em quantidades corretas, as radiações UV trazem benefícios, como a fixação da vitamina D.


Por Joab Silas
Graduado em Física

  

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

JúNIOR, Joab Silas da Silva. "Fator de Proteção Solar (FPS)"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/fisica/fator-protecao-solar-fps.htm>. Acesso em 23 de outubro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA