Topo
pesquisar

Malária e toxoplasmose

Biologia

PUBLICIDADE

Malária (febre intermitente, impaludismo, maleita, sezão): causada por protozoários do Gênero Plasmodium, é transmitida pela picada de fêmeas de mosquitos do Gênero Anopheles, por transfusão de sangue de indivíduo contaminado e também de mãe grávida para o feto. O indivíduo infectado apresenta um quadro febril, com intervalos regulares, de acordo com o agente responsável pela doença. Quando é o Plasmodium falciparum ou o P. vivax, o intervalo é de 48 horas. Já no caso do P. malarie, 72 horas. Este sintoma é o resultado do rompimento de hemácias e liberação de resíduos tóxicos por estes parasitas. Além de febre, o Plasmodium falciparum pode provocar o comprometimento de regiões do sistema respiratório e nervoso.

Toxoplasmose: a infecção se dá pela ingestão de carne contaminada pelos cistos do Toxoplasma gondii ou ao entrar em contato com fezes de gatos hospedeiros deste protozoário. O indivíduo pode ter febre, dores musculares e articulares, comprometimento da visão, dor de cabeça e garganta, manchas pequenas e vermelhas pelo corpo e aumento dos linfonodos como sintomas; assim como se apresentar assintomático. Em casos mais graves, podem ocorrer lesões em órgãos, como os olhos e cérebro. Mulheres gestantes podem transmitir a doença aos seus bebês.

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:
A automedicação pode ter efeitos indesejados e imprevistos, pois o remédio errado não só não cura como pode piorar a saúde.


Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Malária e toxoplasmose"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/malaria-toxoplasmose.htm>. Acesso em 27 de marco de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA