Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Tamisação, ventilação e imantação

A tamisação, a ventilação e a imantação são métodos de separação de misturas heterogêneas em que os componentes são sólidos e possuem propriedades físicas diferentes.

Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

  A tamisação, a ventilação e a imantação são processos de separação muito importantes para o nosso cotidiano. Os métodos de separação são utilizados para separar dois ou mais componentes de uma mistura, que pode ser heterogênea ou homogênea. Esses métodos são empregados tanto em indústrias e laboratórios quanto no nosso cotidiano, quando se trata de misturas mais simples.

A escolha do método passa por uma análise dos componentes da mistura, que vai desde o seu tipo até a natureza das substâncias envolvidas. Entre esses processos de separação, existem os processos de separação mecânica, que não envolvem transformações químicas e nem transformações de estado físicos, que é o caso dos processos abordados a seguir.

Leia também: Tipos de Misturas

Tópicos deste artigo

Tamisação

Os tamises são bastante utilizados em laboratórios e indústrias farmacêuticas para separação de misturas de materiais particulados.
Os tamises são bastante utilizados em laboratórios e indústrias farmacêuticas para separação de misturas de materiais particulados.

A tamisação ou peneiração é um método bastante comum no nosso cotidiano. Esse processo é utilizado para separar dois sólidos que possuem tamanhos diferentes, por meio de uma peneira. Os sólidos menores passam pela peneira e os maiores ficam retidos na malha dela. O nome desse processo é derivado de tamises, que são peneiras muito finas utilizadas em laboratório e indústrias.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Tamisação na indústria farmacêutica

Na indústria farmacêutica, a tamisação tem uma importante aplicação, uma vez que é necessária uma separação de porções mais precisa dos componentes de uma mistura granulada. Para esse fim, existem vários tipos de tamises, que são divididos pelo tamanho dos espaços das malhas e cada um possui um emprego diferente.

Esses espaços vazios variam de 2,8 mm (muito grosso) até 0,15 mm (muito fino). Geralmente, os mais grossos são utilizados para granulados efervescentes, e os mais finos são utilizados para medicamentos encapsulados e comprimidos.

Leia também: Conheça o processo de sedimentação fracionada

Ventilação

A ventilação é um processo que separa os sólidos por meio de arraste de uma corrente de ar. Para isso, é necessário que os dois tenham diferença de densidade, para que o menos denso seja deslocado pelo jato de ar.

Esse processo é utilizado, geralmente, em atividades agrícolas, para separar as folhas e as cascas dos grãos, durante a colheita de café, arroz, cereais, entre outros. É importante que se conheça a mistura para que se aplique uma corrente de ar com intensidade adequada para cada tipo de separação que se queira fazer.

Acesse também: Conheça mais o processo de destilação simples

Imantação

A imantação ou separação magnética é o método usado para separar dois sólidos. Um deles precisa sofrer atração de um ímã, ou seja, um dos dois componentes da mistura deve ser um material magnético.

A imantação é feita aproximando-se um ímã da mistura em questão e atraindo o material magnético, separando-o do outro componente. A imagem a seguir pode representar o processo de separação magnética entre a areia e raspas de ferro:

O componente magnético da mistura, no caso o ferro, é atraído pelo ímã.
O componente magnético da mistura, no caso o ferro, é atraído pelo ímã.

Com a aproximação de um ímã, o ferro é atraíd,o e a areia permanece no recipiente. Esse método é aplicado também em escalas maiores, em indústrias de alimentos e em cooperativas de reciclagem.

  • Processos de imantação

Durante o processo de separação de misturas por imantação, pode-se utilizar ímãs ou ainda eletroímãs, que são utilizados na reciclagem e em ferros-velhos.

- Por contato: o material desmagnetizado ao entrar em contato com um ímã, por um determinado tempo, passa a se comportar momentaneamente com um ímã.

- Por atrito: quando o material a ser magnetizado é atritado a um ímã, sofre a ação do campo magnético se tornando um ímã momentâneo.

- Por corrente elétrica: se um material a ser magnetizado for enrolado por um fio condutor ligado a uma fonte de energia, a corrente elétrica criará um campo magnético que tornará o material um ímã. Esse processo é bastante utilizado para criar eletroímãs muito fortes usados em ferros-velhos.

 

Por Victor Ricardo
Professor de Química  

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FERREIRA, Victor Ricardo. "Tamisação, ventilação e imantação"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/tamisacao-ventilacao-imantacao.htm. Acesso em 04 de julho de 2022.

De estudante para estudante


Como fazer balanceamento de equações?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

O que é camada de valência?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

PUBLICIDADE

Estude agora


A condição pós-moderna de Jean-François Lyotard

Jean-François Lyotard é um dos pensadores que se dedicam a entender a complexa condição pós-moderna. Entender a...

Área da esfera

Nesta videoaula, vamos realizar a demonstração para o cálculo da área de uma esfera e resolveremos um...