Reações de simples troca entre metais

Química

As reações de simples troca entre metais são aquelas em que um metal mais eletropositivo, na forma de substância simples, desloca o cátion de uma substância composta.
PUBLICIDADE

Reações de simples troca entre metais são fenômenos químicos que podem ocorrer apenas quando uma substância simples, que deve ser obrigatoriamente um metal, é colocada em um mesmo recipiente que uma substância composta.

Convencionalmente, a reação de simples troca entre metais também é chamada de reação de deslocamento. Isso porque o metal (A) da substância simples troca de posição com o cátion (Y) da substância composta (YC), conforme o representado na equação genérica a seguir:

A + YC → AC + Y

Porém, a reação de simples troca entre metais ocorre apenas se a substância simples metálica for mais eletropositiva, ou seja, mais reativa que o cátion presente na substância composta.

Para auxiliar, segue abaixo um esquema contendo a ordem decrescente de eletropositividade dos principais elementos químicos que participam de reações de simples troca entre metais:

Em ordem decrescente de eletropositividade, enfatizamos os metais nobres
Em ordem decrescente de eletropositividade, enfatizamos os metais nobres

Nessa ordem, o elemento lítio apresenta a maior eletropositividade, enquanto o elemento ouro a menor. Todos os elementos localizados abaixo do hidrogênio são denominados metais nobres.

Obs.: Os metais nobres são aqueles que apresentam uma eletropositividade muito baixa, ou seja, a capacidade de reação química desses metais é muito limitada. De uma forma geral, um metal nobre seria capaz de deslocar apenas outro metal nobre.

1º Exemplo: Reação entre o cobre metálico e o ácido clorídrico.

Cu(s) + HCl → Não ocorre

Essa reação de simples troca não ocorre porque o alumínio é um elemento metálico menos eletropositivo que o cátion sódio presente na substância composta, não sendo, portanto, capaz de deslocá-lo.

2º Exemplo: Reação entre o alumínio metálico e o brometo de sódio (NaBr).

Al(s) + NaBr → Não ocorre

Essa reação de simples troca também não ocorre porque o alumínio é um elemento metálico menos eletropositivo que o cátion sódio (Na+), presente na substância composta, o que o torna incapaz de deslocá-lo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

3º Exemplo: Reação entre o potássio e o sulfato de cobre II.

K + CuSO4

Essa reação de simples troca ocorre porque o potássio é um elemento metálico mais eletropositivo que o cobre. Assim, o potássio desloca o cobre, gerando as seguintes alterações:

  • Transformação do cobre na substância simples Cu;
  • Formação do sal denominado sulfato de potássio (K2SO4), resultante da união do potássio (que possui carga +1, por ser da família IA) com o ânion sulfato (SO4-2).

A seguir, a equação balanceada que representa esse processo:

2 K(s) + CuSO4 → Cu(s) + K2SO4

4º Exemplo: Reação entre o magnésio metálico e o cloreto de ferro III.

Mg + FeCl3

A reação de simples troca ocorre porque o magnésio é um elemento metálico mais eletropositivo que o ferro. Assim, o magnésio desloca o ferro e gera as seguintes alterações:

  • Transformação do ferro na substância simples Fe;
  • Formação do sal denominado cloreto de magnésio (MgCl2), resultante da união do magnésio (que possui carga +2, por ser da família IIA) com o ânion cloreto (Cl-1).

A seguinte equação balanceada representa esse processo:

3 Mg(s) + 2 FeCl3 → 2 Fe(s) + 3 MgCl2

5º Exemplo: Reação entre alumínio e ácido sulfúrico.

Essa reação de simples troca ocorre porque o alumínio é um elemento metálico mais eletropositivo que o hidrogênio. Assim, o alumínio desloca o hidrogênio e gera as seguintes alterações:

  • Transformação do hidrogênio na substância simples gás hidrogênio (H2);
  • Formação do sal denominado sulfato de alumínio [Al2(SO4)3], resultante da união do alumínio (que possui carga +3, por ser da família IIIA) com o ânion sulfato (SO4-2 ).

A seguir, a equação balanceada que representa esse processo:

2 Al(s) + 3 H2SO4 → 3 H2(g) + Al2(SO4)3


Por Me. Diogo Lopes Dias

Os ácidos nunca são armazenados em recipientes metálicos, pois essas substâncias reagem entre si
Os ácidos nunca são armazenados em recipientes metálicos, pois essas substâncias reagem entre si

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DIAS, Diogo Lopes. "Reações de simples troca entre metais"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/reacoes-simples-troca-entre-metais.htm. Acesso em 15 de agosto de 2020.

Assista às nossas videoaulas