Topo
pesquisar

Marie Curie

Química

Marie Curie revolucionou o estudo da radioatividade e, com o marido Pierre, descobriu os elementos químicos rádio e polônio.
Marie Curie, uma das cientistas mais importantes do mundo, em imagem estampada em uma nota de zloty, moeda polonesa
Marie Curie, uma das cientistas mais importantes do mundo, em imagem estampada em uma nota de zloty, moeda polonesa
PUBLICIDADE

Marie Curie foi uma das mulheres a mudar a história e os rumos do estudo da radioatividade, bem como mostrou ao mundo o valor intelectual e a riquíssima contribuição que as mulheres podem fornecer ao mundo científico, o qual era, outrora, de caráter predominantemente masculino.

Marie Curie foi a primeira pessoa, e única mulher até a atualidade, a receber o prêmio Nobel duas vezes, um em Física, ao demonstrar a existência da radioatividade natural em 1903, e o outro em Química, pela descoberta de dois novos elementos químicos em 1910.

Desde a infância, Marie Curie aprendeu a enfrentar e vencer desafios impostos pela sociedade e pelas condições de vida, sendo um grande exemplo como cientista para homens e, principalmente, para as mulheres, pois mostrou que elas são capazes de promover descobertas tão ou mais importantes.

Com a figura dessa importante cientista, temos a certeza que podemos viver em um mundo em igualdade de condições, onde tanto homens quanto mulheres podem contribuir para um bem maior, que é o de servir à humanidade.

Biografia

Marie Curie nasceu em 7 de setembro de 1867, na cidade de Varsóvia, na Polônia. Seu nome de batismo era Maria Sklodovska, sobrenome herdado de seu pai, professor de Matemática e Física, que se tornou diretor de uma escola anos mais tarde. Sua mãe, também professora, somente teve participação em sua educação até os 11 anos de idade, quando então faleceu.

Nascida em um lar em que a ciência era o centro da família, Marie Curie sempre se interessou pelo conhecimento e, com a intenção de produzi-lo, desejava seguir a carreira universitária.

Vivendo em um país dominado pela Rússia czarista, que não permitia de forma alguma o acesso das mulheres à educação formal, Marie Curie, por diversas vezes, montou grupos de estudos clandestinos para poder estudar e promover o conhecimento para outras pessoas.

Em 1891, com a ajuda financeira do pai, Marie Curie conseguiu mudar-se para Paris, onde ingressou no curso de licenciatura em Física da Faculté de Sciences, que concluiu em 1893. Em 1894, ela conclui também o curso de Matemática.

Durante sua busca por um tema e por um orientador para seu doutorado, Marie conheceu o professor de Física Pierre Curie, com quem acabou casando-se em 1895. Os dois tiveram duas filhas, Éve e Irène.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Marie, com o marido e companheiro de pesquisas, Pierre Curie

Marie Curie morreu em 1934, vítima de uma leucemia, em decorrência de toda a exposição à radiação a que foi submetida durante sua carreira científica e acadêmica.

Principais contribuições

Na sua tese de doutorado, Marie Curie escolheu o tema raios urânicos, radiação que havia sido descoberta pelo físico inglês Becquerel. Em seu trabalho, ela conseguiu provar que o óxido de urânio é um mineral capaz de eliminar a radiação armazenada nos átomos.

A partir dessa pesquisa, Marie Curie descobriu a radioatividade, já que Becquerel não prosseguiu com seus estudos com o urânio. Marie e Pierre Curie continuaram a buscar outros minerais na natureza que pudessem também apresentar atividade radioativa. Nessas pesquisas, eles desenvolveram uma técnica laboratorial denominada cristalização fracionada, que consiste em aquecer um material a elevadas temperaturas e resfriar gradativamente.

Sigla do elemento químico rádio
Sigla do elemento químico rádio

No ano de 1898, Marie e Pierre Curie apresentam ao mundo científico a descoberta de dois novos elementos químicos, o polônio e o rádio. Com essas pesquisas, Pierre, em particular, verificou que a radiação podia matar células de tecido doente, ou seja, iniciou o estudo da radioterapia.

Sigla do elemento químico polônio
Sigla do elemento químico polônio

Após a morte de Pierre, em 1906, Marie passou a lecionar e também continuou a realizar diversas pesquisas. Uma delas, extremamente importante, foi o desenvolvimento de um radiógrafo, um equipamento para a realização de radiografias que foi utilizado durante a Primeira Guerra Mundial.

Memória

Por sua contribuição científica e persistência, Marie Curie é ainda bastante lembrada e citada em encontros científicos, congressos ou jornadas acadêmicas.Além disso, vários são os hospitais e centros que levam o seu nome, como o Instituto Curie, o qual auxilia na formação de diversos novos cientistas todos os anos.Vale ressaltar que um elemento químico, descoberto em 1944, denominado Cúrio (Cm), de número atômico 96, foi batizado assim em homenagem ao casal Curie, Marie e Pierre.


Por Me. Diogo Lopes Dias

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DIAS, Diogo Lopes. "Marie Curie"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/maria-curie-descoberta-radioatividade.htm. Acesso em 24 de junho de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola