Topo
pesquisar

Demanda Bioquímica de Oxigênio

Química

A demanda bioquímica de oxigênio é um fator indicativo do consumo de gás oxigênio por microrganismos durante a oxidação de compostos orgânicos.
PUBLICIDADE

A demanda bioquímica de oxigênio (DBO) corresponde à quantidade de oxigênio consumida por microrganismos presentes em uma certa amostra de efluente (como o esgoto doméstico e o industrial). Como esses microrganismos realizam a decomposição da matéria orgânica no meio aquático, saber a quantidade desse gás é uma forma efetiva de analisar o nível de poluição existente nesse meio.

Os microrganismos (bactérias aeróbias, por exemplo) atuam como catalisadores de reações de oxidação, nas quais os compostos orgânicos, juntamente ao gás oxigênio, são transformados em novos compostos.

A oxidação da glicose, por exemplo, leva à produção de gás carbônico e água, como podemos observar na seguinte equação:

C6H12O6 + 6 O2 → 6 CO2 + 6 H2O

Os compostos orgânicos que são oxidados na natureza são constituídos principalmente de carbono, hidrogênio e oxigênio, além de nitrogênio, fósforo, enxofre. A principal fonte de substâncias orgânicas encontradas nos rios e mares é o esgoto, no qual encontramos carboidratos, proteínas e óleos.

A decomposição biológica gera a demanda bioquímica de oxigênio, e isso tem uma função fundamental no meio ambiente, pois a degradação da matéria orgânica devolve à natureza seus elementos e substâncias.

Entretanto, como a grande maioria das cidades lança seu esgoto em rios, é importante haver um equilíbrio na DBO desses efluentes, que pode ser conseguido da seguinte forma:

  • Deve-se preocupar com a relação entre a vazão de água e a quantidade de esgoto lançada;

  • Intensificar a areação, isto é, a quantidade de oxigênio dissolvido na água.

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

→ A DBO e a qualidade das águas

A demanda bioquímica de oxigênio é utilizada para determinar o nível de poluição das águas. Consideram-se poluídas as águas que apresentam uma baixa concentração de oxigênio dissolvido, portanto, com alta DBO, já que essa substância é utilizada na decomposição de compostos orgânicos. As águas não poluídas ou limpas, por sua vez, têm elevadas concentrações de oxigênio dissolvido, baixa DBO, beirando o ponto de saturação.

→ A DBO e o tratamento do esgoto

Em estações de tratamento de esgoto, a DBO é um parâmetro utilizado para verificar a eficiência na decomposição de matéria orgânica, pois, se a DBO está elevada, quer dizer que a matéria orgânica está sendo consumida. De acordo com a legislação, a DBO máxima no esgoto deve ser de 60 mg/L.

Assim, de uma forma geral, a demanda bioquímica de oxigênio atua como um indicador de poluição das águas. Quanto maior a quantidade de efluentes lançados em um curso de água, maior será a quantidade de matéria orgânica, o que favorecerá um grande consumo de gás oxigênio (O2) por parte dos microrganismos, elevando a DBO e prejudicando os seres vivos aeróbios.

Isso porque, ao elevar a DBO, os seres vivos anaeróbios passam a realizar a reação de oxidação dos compostos orgânicos, o que leva à produção de substâncias de odor desagradável, como o ácido sulfídrico (H2S).

 

Por Me. Diogo Lopes Dias

O esgoto lançado em rios, sem precaução com a proporção de água, aumenta a demanda bioquímica de oxigênio
O esgoto lançado em rios, sem precaução com a proporção de água, aumenta a demanda bioquímica de oxigênio

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DIAS, Diogo Lopes. "Demanda Bioquímica de Oxigênio"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/demanda-bioquimica-oxigenio.htm. Acesso em 16 de dezembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola