Topo
pesquisar
Texto-A+A

O que é transmutação artificial?

O que é Química?

Em uma reação de transmutação artificial, um átomo é convertido em outro por meio do bombardeamento do seu núcleo por partículas.
PUBLICIDADE

Transmutação artificial é um fenômeno químico nuclear sintético (realizado em laboratório) em que o núcleo do átomo de um determinado elemento químico é transformado no núcleo de outro elemento químico.

Elemento X → Elemento Y

Esse processo é realizado em laboratórios de Física Nuclear com o uso ou não de partículas radioativas. O que difere uma transmutação artificial de uma reação nuclear natural é que, na reação natural, o núcleo do átomo perde partículas e forma um novo núcleo. Na transmutação artificial, uma partícula é utilizada no núcleo de um átomo para transformá-lo.

Representação de uma transmutação artificial

De forma geral, as equações químicas que representam uma transmutação artificial seguem o padrão de qualquer equação química.

Reagentes → Produtos

Os reagentes são o elemento químico que será transformado e a partícula. O produto é o novo elemento e, em certos casos, outra partícula qualquer.

Partículas utilizadas em uma transmutação artificial

Em uma reação de transmutação artificial, podemos utilizar partículas radioativas e não radioativas. As partículas radioativas que podem ser utilizadas são:

  • Alfa (2α4): possui número de massa igual a 4 e número atômico igual a 2;

  • Beta (-1β0): possui número de massa igual a 0 e número atômico igual a -1.

Já as partículas não radioativas que podem ser utilizadas no processo são:

  • Dêuteron (1d2): possui número de massa igual a 2 e número atômico igual a 1;

  • Próton (1p1): possui número de massa igual a 1 e número atômico igual a 1;

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Pósitron (+1e0): possui número de massa igual a 0 e número atômico igual a+1.

Exemplos de equações de transmutação artificial

Transmutação do sódio por ataque com dêuteron

11Na23 + 1d2 12Mg24 + 0n1

Quando um átomo de nitrogênio sofre bombardeio por um dêuteron, ocorre uma transmutação artificial, que forma um átomo de magnésio e libera um nêutron.

Transmutação do berílio por ataque com próton

4Be9 + 1p13Li6 + 2α4

Quando um átomo de berílio sofre bombardeio por um próton, ocorre uma transmutação artificial, que forma um átomo de magnésio e libera um nêutron.

→ Transmutação do selênio por ataque com partícula beta

34Se84 + -1β033As83 + 0n1

Quando um átomo de selênio sofre bombardeio por uma partícula beta, ocorre uma transmutação artificial, que forma um átomo de arsênio e libera um nêutron.

→ Transmutação do arsênio por ataque com partícula beta

33As76 + -1β032Se76

Quando um átomo de arsênio sofre bombardeio por uma partícula beta, ocorre uma transmutação artificial, que forma um átomo de selênio.

→ Transmutação do nitrogênio por ataque com partícula alfa

7N14 + 2α48O17 + 1p1

Quando um átomo de nitrogênio sofre bombardeio por uma partícula alfa, ocorre uma transmutação artificial, que forma um átomo de oxigênio e libera um próton.


Por Me. Diogo Lopes Dias

A fissão nuclear é um exemplo de reação de transmutação artificial
A fissão nuclear é um exemplo de reação de transmutação artificial

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DIAS, Diogo Lopes. "O que é transmutação artificial?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/quimica/o-que-e-transmutacao-artificial.htm. Acesso em 20 de outubro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola