Topo
pesquisar
Texto-A+A

O que são figuras sonoras?

O que é Português?

O que são figuras sonoras? Esse recurso estilístico consiste na exploração dos sons para produzir efeitos de sentido.
PUBLICIDADE

Faça a leitura da poesia abaixo de Vinicius de Moraes:

O Pato

Lá vem o pato
Pata aqui, pata acolá

Lá vem o pato
Para ver o que é que há.
O pato pateta
Pintou o caneco
Surrou a galinha
Bateu no marreco
Pulou do poleiro
No pé do cavalo
Levou um coice
Criou um galo
Comeu um pedaço
De jenipapo
Ficou engasgado
Com dor no papo
Caiu no poço
Quebrou a tigela
Tantas fez o moço
Que foi pra panela.

Como você pode notar, ocorre a repetição do fonema /pa/ e das consoantes “p e “t para que o texto ganhe musicalidade. Esse recurso estilístico é uma figura sonora conhecida como aliteração, que consiste na repetição de fonemas consonantais com a intenção de criar um efeito sensorial. Além dessa, existem outras figuras sonoras em nossa língua. Vamos analisar algumas delas:

a) Onomatopeia

Trata-se da criação de uma palavra especial para representar um determinado som – vozes de animais, ruídos que expressam emoções e comportamentos humanos, barulhos da natureza, etc.

Exemplos:

- Miau! : “Voz” de um gato.

- Atchim!: Som de um espirro.

- Cof, cof!: Som de tosse.

- Au! Au!: “Voz” de um cão.

- Cocoricó: “Voz” de um galo.

- Tum! Tum!: Batidas do coração.

- Smack!: Som de um beijo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

b) Aliteração

Repetição de fonemas consonantais para criar um efeito sensorial.

Exemplo:

Chuva, Chuvisco, Chuvarada (Cocoricó)

Chove, mas como chove
Chuva, chuvisco, chuvarada
por que é que chove tanto assim?
A terra gosta da chuva
E eu gosto da chuva também
Ela lá e eu aqui
Cocoricó, quiquiriqui

Chove, mas como chove
Chuva, chuvisco, chuvarada
por que é que chove tanto assim?

(…)

Note a construção do efeito de som da chuva com a repetição do fonema consonantal representado pelo dígrafo “ch”.

c) Assonância

Consiste na repetição de sons vocálicos em sílabas acentuadas.

Exemplo:

Atrás da porta
Chico Buarque

Quando olhaste bem nos olhos meus
E o teu olhar era de adeus

Juro que não acreditei
Eu te estranhei
Me debrucei
Sobre teu corpo e duvidei
E me arrastei e te arranhei
E me agarrei nos teus cabelos
No teu peito (Nos teus pelos)
Teu pijama
Nos teus pés
Ao pé da cama
Sem carinho, sem coberta
No tapete atrás da porta
Reclamei baixinho
(…)

d) Paronomásia

Consiste no uso intencional de parônimos para ressaltar a diferença de sentidos.

Exemplos:

“É dando que se recebe.” (Dito popular)

“Em terra de cego quem tem olho é rei.” (Dito popular)

“O barato sai caro.” (Dito popular)

“Quem ama o feio, bonito lhe parece” (Dito popular)


Por Mariana Rigonatto
Graduada em Letras

A representação de um som específico caracteriza a onomatopeia
A representação de um som específico caracteriza a onomatopeia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

RIGONATTO, Mariana. "O que são figuras sonoras?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/portugues/o-que-sao-figuras-sonoras.htm. Acesso em 07 de dezembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola