Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Tríplice Entente

A Tríplice Entente foi uma aliança militar entre a França, o Império Russo e o Reino Unido, estabelecida entre 1907 e 1917.

Mapa que retrata os territórios europeus dos países-membros da Tríplice Entente.[1]
Mapa que retrata os territórios europeus dos países-membros da Tríplice Entente.[1]
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

A Tríplice Entente foi uma aliança militar entre a França, o Império Russo e o Reino Unido, estabelecida entre 1907 e 1917. Ao contrário da Tríplice Aliança, a Entente não consistia em uma aliança militar de defesa mútua obrigatória. Isso significa que o que unia seus países-membros era a rivalidade deles com a Alemanha e ações militares conjuntas para impedir o avanço industrial, bélico e político alemão.

Leia também: Quais foram as causas da Primeira Guerra Mundial?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre a Tríplice Entente

  • A Tríplice Entente foi uma aliança militar entre a França, o Império Russo e o Reino Unido, estabelecida entre 1907 e 1917.
  • Foi construída com base em três alianças bilaterais: a Entente Dual, entre França e Rússia; a Entente Cordiale, entre França e Inglaterra; a Entente Anglo-Russa, formada em 1907 e que uniu Reino Unido e Rússia.
  • Tinha por objetivo estabelecer políticas externas de contenção ao avanço alemão na Europa e Ásia por meio de alianças comerciais, militares e políticas entre seus membros.
  • Inicialmente, era formada por três países: Reino Unido, França e Império Russo.
  • Foi fundamental para a Primeira Guerra Mundial, pois seus países-membros formaram os Aliados, que combateram a Tríplice Aliança na guerra.
  • A principal diferença entre a Tríplice Entente e a Tríplice Aliança é que a Entente não consistia em uma aliança militar de defesa mútua obrigatória.

O que foi a Tríplice Entente?

A Tríplice Entente foi uma aliança militar entre a França, governada pela Terceira República, o Império Russo e o Reino Unido, estabelecida em 1907 e que perdurou até 1917.

Ela foi construída com base em outras três alianças bilaterais:

  • a Entente Dual, entre França e Rússia, firmada a partir de 1894 como resposta ao avanço da Tríplice Aliança e como forma de cooperação econômica, industrial e militar entre os dois países;
  • a Entente Cordiale, formada entre França e Inglaterra a partir de 1904 e que pacificou conflitos entre as duas nações em territórios coloniais e as fortaleceu como oposição à Alemanha;
  • e a Entente Anglo-Russa, formada em 1907 e que uniu Reino Unido e Rússia contra os desejos alemães de construir a ferrovia Berlim-Bagdá, que aliaria o Império Turco Otomano ao Império Alemão.

Com o início da Primeira Guerra Mundial (1914-1918), os membros da Tríplice Entente se juntaram aos Aliados, declarando guerra aos Impérios Centrais, membros da Tríplice Aliança.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Objetivo da Tríplice Entente

Inicialmente, a Tríplice Entente tinha por objetivo estabelecer políticas externas de contenção ao avanço alemão na Europa e Ásia por meio de alianças comerciais, militares e políticas entre seus membros. Conforme se iniciou o desenvolvimento da Primeira Guerra Mundial, a Entente evoluiu para o bloco militar chamado de Aliados, que liderou a oposição aos Impérios Centrais (Tríplice Aliança) e os combateu na guerra. Nesse contexto, então, o objetivo da Entente era derrotar a Tríplice Aliança na guerra.

Leia também: Guerra de Trincheiras — a fase mais duradoura e mortífera da Primeira Guerra

Quais países formavam a Tríplice Entente?

Inicialmente, a Tríplice Entente era formada por três países: Reino Unido, França e Império Russo. Com o início da Primeira Guerra Mundial e a formação dos Aliados, porém, seus membros se ampliaram, recebendo a adesão do Império Japonês; Itália; Reino da Sérvia; Bélgica; Grécia; Montenegro; estados árabes muçulmanos como o Sultanado Beda, Emirado de Asir, e Emirado de Nejd e Hasa (todos atualmente parte da Arábia Saudita); Romênia; Estados Unidos da América; e Brasil.

Tríplice entente e a Primeira Guerra Mundial

A Tríplice Entente foi fundamental para a Primeira Guerra Mundial: enquanto aliança militar que definia a política externa antialemã de seus membros, combateu o avanço alemão e contribuiu para o aumento das tensões que causaram a guerra; posteriormente, formaria os Aliados, que enfrentariam e derrotariam a Tríplice Aliança durante a Primeira Guerra Mundial.

Diferenças entre a Tríplice Entente e a Tríplice Aliança

A principal diferença entre a Tríplice Entente e a Tríplice Aliança é que a Entente não consistia em uma aliança militar de defesa mútua obrigatória. Isso significa que o que unia os países-membros era sua rivalidade com a Alemanha e ações militares conjuntas para impedir o avanço industrial, bélico e político alemão.

No entanto, caso um dos países da Entente sofresse um ataque ou uma declaração de guerra ou uma convulsão interna, os demais não estariam obrigados a apoiá-lo. Um exemplo disso foi a recusa francesa e britânica em conceder asilo político à família do czar Nicolau II quando teve início a Revolução Russa de fevereiro de 1917.

Esse elemento foi destacado pelo ministro das relações exteriores britânico Eyre Crowe (1864-1925), atuante na época, como registrou o pesquisador K. A. Hamilton, no artigo “Grã-bretanha e França, 1911-1914”, publicado na obra British foreign policy under sir Edward Grey, pela Cambrigde University Press, em 1977: diante de um artigo de 31 de janeiro de 1911, publicado no jornal parisiense Le Temps, o qual contrastou a agressividade da Tríplice Aliança com a inatividade da Entente, Crowe explicou que, fundamentalmente, a Entente não era uma aliança, mas uma mentalidade comum, uma visão geral de política externa antialemã.            

Leia também: Quais foram as consequências da Primeira Guerra Mundial?

Exercícios resolvidos sobre a Primeira Guerra Mundial

Questão 1) As alianças militares, as disputas colonialistas e a corrida armamentista levaram a Europa à Primeira Guerra Mundial (1914-1918).

Acerca desse contexto, é correto afirmar, exceto:

A) Os Estados Unidos da América entraram no conflito ao lado da Tríplice Entente.

B) A Rússia aliou-se com a Tríplice Aliança para derrotar os Sérvios em Sarajevo.

C) Entre as inovações tecnológicas, destacaram-se a utilização de submarinos, tanques de guerra e encouraçados.

D) O Tratado de Versalhes considerou a Alemanha culpada pela guerra e impôs diversas sanções ao governo alemão.

Gabarito: letra B. Incorreto, pois a Rússia era parte da Tríplice Entente.

Questão 2) O período que se estendeu do final da Guerra Franco-Prussiana (1871) até a eclosão da Primeira Guerra Mundial (1914) foi marcado pela paz armada e pela política das alianças e da diplomacia secreta entre as potências do sistema internacional. Nesse contexto, a chamada Entente Cordiale, de 1904, pode ser vista como parcialmente resultante

A) de uma iniciativa unilateral da diplomacia estadunidense, que buscou se acercar da França e da Inglaterra para contrabalançar o avanço japonês na Ásia.

B) de uma mudança na política externa britânica, que passara a identificar a Alemanha como o maior competidor do país.

C) da continuidade da orientação isolacionista da política internacional francesa, que buscava se aproximar da Inglaterra em questões estritamente comerciais.

D) do relativo enfraquecimento da presença militar do Império Alemão na África, na Ásia e na região balcânica, o que promovia a aproximação anglo-francesa.

E) do abandono da política pan-eslavista da Rússia nos Bálcãs, o que levou os Estados Unidos a incentivarem a ação conjunta da Inglaterra e da França na região.

Gabarito: letra B. A Entente Cordiale considerou a Alemanha a maior ameaça a seus interesses políticos e econômicos.

Créditos da imagem

[1] Wikimedia Commons

Fontes:

HOBSBAWN, Eric. A era dos extremos: o breve século XX (1914-1991). São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

HOBSBAWNS, Eric. Nações e nacionalismo desde 1870. São Paulo: Paz e Terra, 2012.

SONDHAUS, Lawrence. A primeira guerra mundial: História Completa. São Paulo: Contexto, 2013.

HAMILTON, K.A. (1977). “Great Britain and France, 1911–1914”. In Hinsley, F.H. (ed.). British Foreign Policy Under Sir Edward Grey. Cambridge University Press. p. 324. ISBN 978-0-521-21347-9.

Escritor do artigo
Escrito por: Tiago Soares Campos Bacharel, licenciado e doutorando em História pela USP. Bacharel em Direito e pós-graduado em Direito pela PUC. É professor de História e autor de materiais didáticos há mais de 15 anos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

CAMPOS, Tiago Soares. "Tríplice Entente"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/triplice-entente.htm. Acesso em 24 de maio de 2024.

De estudante para estudante


Lista de exercícios


Exercício 1

A Tríplice Entente foi uma aliança militar que esteve presente em qual conflito:

a) Primeira Guerra Mundial

b) Segunda Guerra Mundial

c) Guerra Sino-Japonesa

d) Guerra Civil Russa

e) Guerra Civil Espanhola

Exercício 2

(Fundatec) Eric Hobsbawm, em sua obra “A Era dos Extremos”, realiza uma reflexão sobre a

I Guerra Mundial: “A humanidade sobreviveu. Contudo, o grande edifício da civilização do século XX desmoronou nas chamas da guerra mundial, quando suas colunas ruíram. Não há como compreender o Breve Século XX sem ela. Ele foi marcado pela guerra”. De acordo com a historiografia sobre o tema, podemos considerar como causas desse conflito, EXCETO:

a) O nacionalismo inglês e a rivalidade comercial com a Alemanha.

b) A Doutrina Monroe e o imperialismo dos EUA na América.

c) O revanchismo francês após a derrota na Guerra Franco-Prussiana.

d) As questões balcânicas envolvendo a Sérvia e o Império Austro-Húngaro.

e) O pan-eslavismo difundido pela Rússia e a sua ambição de conquistar uma saída para o Mar Mediterrâneo.