Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Atentado de Sarajevo

O Atentado de Sarajevo vitimou o arquiduque austríaco Francisco Ferdinando e sua esposa, em 28 de junho de 1914, e deu início à Primeira Guerra Mundial.

O arquiduque e sua esposa momentos antes de serem assassinados no Atentado de Sarajevo.
O arquiduque e sua esposa momentos antes de serem assassinados no Atentado de Sarajevo.
Crédito da Imagem: Commons
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

O Atentado de Sarajevo foi o assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando em 28 de junho de 1914. O atentado ocorreu em meio a rivalidades imperialistas entre as grandes potências europeias e foi cuidadosamente planejado por membros da Mão Negra, um grupo nacionalista sérvio, que treinou Gavrilo Princip e outros conspiradores para assassinar Francisco Ferdinando durante sua visita a Sarajevo. O objetivo era chamar a atenção para a causa sérvia e enfraquecer o domínio austro-húngaro.

Durante a visita do arquiduque, uma tentativa inicial de ataque com granada falhou, mas, mais tarde, devido a um erro de comunicação que fez o carro do arquiduque parar, Gavrilo Princip teve a oportunidade de se aproximar e disparar dois tiros fatais, resultando na morte de Francisco Ferdinando e sua esposa, Sofia. O atentado desencadeou uma série de eventos que levaram à Primeira Guerra Mundial.

Leia também: Primeira Guerra Mundial — tudo sobre o conflito que marcou a história

Tópicos deste artigo

Resumo sobre o Atentado de Sarajevo

  • O Atentado de Sarajevo foi um evento marcante que contribuiu para o início da Primeira Guerra Mundial.

  • O atentado, ocorrido em 28 de junho de 1914, resultou no assassinado do arquiduque Francisco Ferdinando e de sua esposa.

  • Foi planejado por membros da Mão Negra, um grupo nacionalista sérvio, e quis chamar a atenção para a causa sérvia e enfraquecer o domínio austro-húngaro.

  • Durante a visita de Francisco Ferdinando a Sarajevo, Gavrilo Princip, um dos conspiradores, disparou dois tiros fatais contra o arquiduque e sua esposa.

  • Os tiros foram disparados à queima-roupa, atingindo Ferdinando no pescoço e Sofia no abdômen, resultando na morte de ambos pouco depois.

  • Gavrilo Princip, devido à sua idade, foi condenado a 20 anos de prisão. Outros envolvidos receberam penas severas, incluindo execuções e longas sentenças de prisão.

  • O Atentado de Sarajevo desencadeou uma série de eventos que levaram à Primeira Guerra Mundial.

  • A Áustria-Hungria declarou guerra à Sérvia, o que ativou o sistema de alianças europeias.

  • O conflito global foi devastador e redesenhou o mapa político da Europa, criando as condições para a Segunda Guerra Mundial.

Antecedentes do Atentado de Sarajevo

O Império Austro-Húngaro, onde Sarajevo estava localizada, era um conglomerado de várias etnias e nacionalidades, muitas das quais desejavam maior autonomia ou mesmo independência. A anexação da Bósnia e Herzegovina, em 1908, pelo Império Austro-Húngaro aumentou as tensões na região, especialmente entre os nacionalistas sérvios, que almejavam a unificação dos territórios eslavos do sul sob o domínio sérvio.

Além disso, a Europa estava imersa em um clima de crescente militarismo e alianças complexas. A Tríplice Aliança (Alemanha, Áustria-Hungria e Itália) e a Tríplice Entente (França, Rússia e Reino Unido) formavam blocos de poder opostos, cada um buscando expandir sua influência e proteger seus interesses estratégicos. As rivalidades entre esses blocos aumentaram as tensões internacionais, criando um ambiente propício para o conflito.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Principais causas do Atentado de Sarajevo

O Atentado de Sarajevo foi motivado por diversas causas interligadas. Em primeiro lugar, o nacionalismo sérvio desempenhou um papel crucial. A Sérvia aspirava a liderar a unificação dos povos eslavos do sul, o que incluía áreas sob controle austro-húngaro. Grupos nacionalistas, como a Mão Negra, viam a dinastia dos Habsburgo como um obstáculo à realização desse sonho. A visita do arquiduque Francisco Ferdinando, herdeiro do trono austro-húngaro, à Bósnia e Herzegovina foi vista como uma provocação direta pelos nacionalistas.

Outra causa importante foi a instabilidade política e social dentro do Império Austro-Húngaro. A diversidade étnica e a luta por autonomia criaram um ambiente de descontentamento e revolta. O arquiduque Francisco Ferdinando era visto como um reformista que pretendia dar mais autonomia aos diferentes grupos étnicos do império, o que poderia enfraquecer a posição dos sérvios dentro dessa estrutura.

O arquiduque Francisco Ferdinando e a duquesa Sofia, mortos no Atentado de Sarajevo.
O arquiduque Francisco Ferdinando e sua esposa, a duquesa Sofia.

Além disso, o clima de competição imperialista entre as grandes potências europeias contribuiu para a tensão. A Alemanha apoiava a Áustria-Hungria, enquanto a Rússia apoiava a Sérvia. Esse jogo de alianças e rivalidades aumentou a possibilidade de um conflito se espalhar rapidamente.

Veja também: Qual a relação entre o discurso nacionalista e a Primeira Guerra Mundial?

Planejamento e preliminares do Atentado de Sarajevo

O planejamento do atentado envolveu membros do grupo nacionalista sérvio conhecido como Mão Negra, que tinha como objetivo a criação de uma Grande Sérvia. Liderados por Dragutin Dimitrijević, também conhecido como Apis, esses conspiradores acreditavam que o assassinato do arquiduque poderia desencadear uma série de eventos que levariam à libertação dos eslavos do sul do domínio austro-húngaro.

Gavrilo Princip, o assassino que atuou no Atentado de Sarajevo.
Gavrilo Princip, um jovem nacionalista, foi o autor dos disparos.

Gavrilo Princip, um jovem nacionalista bósnio-sérvio, foi recrutado para a missão. Ele e outros conspiradores, incluindo Nedeljko Čabrinović e Trifko Grabež, receberam treinamento e armas na Sérvia antes de se dirigirem a Sarajevo. O plano inicial era atacar Francisco Ferdinando durante sua visita à cidade, aproveitando a oportunidade para chamar a atenção internacional para a causa sérvia.

A visita do arquiduque a Sarajevo foi anunciada publicamente com antecedência, o que deu aos conspiradores tempo suficiente para se prepararem. Eles estudaram o itinerário do arquiduque e planejaram diferentes pontos de ataque ao longo do percurso. Apesar de várias falhas no plano original, a determinação dos conspiradores e a falta de segurança adequada permitiram que o atentado fosse executado.

Como aconteceu o Atentado de Sarajevo?

No dia 28 de junho de 1914, Francisco Ferdinando e sua esposa, Sofia, chegaram a Sarajevo para uma série de eventos oficiais. A cidade estava decorada e a população local saiu às ruas para ver o arquiduque. Durante a manhã, enquanto o cortejo passava pelo centro da cidade, Nedeljko Čabrinović lançou uma granada na direção do carro de Francisco Ferdinando. No entanto, o arquiduque conseguiu desviar o veículo, e a granada explodiu em um carro atrás do dele, ferindo vários membros do séquito.

Apesar do ataque inicial, Francisco Ferdinando decidiu continuar com sua agenda, visitando o hospital onde as vítimas da explosão estavam sendo tratadas. No retorno dessa visita, houve um erro de comunicação que levou o motorista a seguir uma rota diferente da planejada. Ao perceber o erro, o motorista parou o carro para dar ré, e foi nesse momento que Gavrilo Princip, que estava nas proximidades, viu sua chance.

Assassinato de Francisco Ferdinando

Gravura de Achille Beltrame representando a execução de Francisco Ferdinando e de sua esposa no Atentado de Saravejo.
Os tiros disparados à queima-roupa por Princip atingiram Francisco Ferdinando e sua esposa.

Gavrilo Princip aproveitou a parada inesperada do carro do arquiduque para se aproximar e disparar dois tiros à queima-roupa. Um dos tiros atingiu Francisco Ferdinando no pescoço, enquanto o outro atingiu Sofia no abdômen. Ambos morreram pouco depois devido aos ferimentos. O assassinato foi um choque para a Áustria-Hungria e para o mundo, desencadeando uma série de eventos que levariam à eclosão da Primeira Guerra Mundial.

Saiba mais: Quais foram as principais consequências da Primeira Guerra Mundial?

As condenações após o Atentado de Sarajevo

Após o atentado, as autoridades austro-húngaras prenderam vários dos conspiradores. Gavrilo Princip foi capturado e levado a julgamento junto de outros membros da Mão Negra. Devido à sua idade (19 anos), Princip escapou da pena de morte, mas foi condenado a 20 anos de prisão, onde morreu de tuberculose em 1918. Outros conspiradores receberam penas severas, incluindo penas de morte e longas sentenças de prisão.

O julgamento dos conspiradores foi amplamente divulgado, e as confissões obtidas sob tortura alimentaram ainda mais as tensões entre a Áustria-Hungria e a Sérvia. A Áustria-Hungria usou o atentado como pretexto para apresentar um ultimato à Sérvia cujas exigências eram tão severas que sua aceitação significaria a perda de soberania sérvia.

Quais foram as consequências do Atentado de Sarajevo?

O Atentado de Sarajevo teve consequências profundas e duradouras. A resposta imediata da Áustria-Hungria ao assassinato foi emitir um ultimato à Sérvia em 23 de julho de 1914, exigindo, entre outras coisas, a supressão de grupos nacionalistas antiaustro-húngaros e a permissão para que oficiais austro-húngaros participassem da investigação dentro da Sérvia.

Apesar de a Sérvia aceitar a maioria das exigências, a rejeição de algumas levou a Áustria-Hungria a declarar guerra à Sérvia em 28 de julho de 1914. Esse conflito local rapidamente se expandiu devido ao sistema de alianças existente na Europa. A Rússia mobilizou suas forças em apoio à Sérvia, o que levou a Alemanha a declarar guerra à Rússia em 1º de agosto de 1914.

Seguindo-se, a Alemanha declarou guerra à França e invadiu a Bélgica, o que trouxe o Reino Unido ao conflito. Em questão de semanas, a maior parte da Europa estava em guerra, iniciando a Primeira Guerra Mundial. O conflito resultante teve um impacto devastador, com milhões de mortos e feridos, além de vastas destruições em várias partes da Europa.

A guerra levou à queda de impérios, incluindo o Austro-Húngaro, o Russo, o Alemão e o Otomano, e redesenhou o mapa político do continente. As consequências do atentado e da guerra subsequente também criaram as condições para a Segunda Guerra Mundial, devido às tensões e ressentimentos gerados pelo Tratado de Versalhes.

Fontes

HOBSBAWN, E. A Era dos Extremos: o breve século XX (1914-1991). São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

HOBSBAWNS, E. Nações e Nacionalismo desde 1870. São Paulo: Paz e Terra, 2012.

SONDHAUS, L. A Primeira Guerra Mundial: história completa. São Paulo: Contexto, 2013.

Escritor do artigo
Escrito por: Tiago Soares Campos Bacharel, licenciado e doutorando em História pela USP. Bacharel em Direito e pós-graduado em Direito pela PUC. É professor de História e autor de materiais didáticos há mais de 15 anos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

CAMPOS, Tiago Soares. "Atentado de Sarajevo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/atentado-de-sarajevo.htm. Acesso em 13 de julho de 2024.

De estudante para estudante


Artigos Relacionados


Alianças para a Primeira Guerra Mundial

Os tratados e acordos que antecederam os conflitos da Primeira Guerra Mundial.
História Geral

Bósnia e Herzegovina

Clique e conheça os principais aspectos geográficos, econômicos, históricos e culturais da Bósnia e Herzegovina, um dos países do Leste Europeu.
Geografia

Causas da Primeira Guerra Mundial

Conheça as causas da Primeira Guerra Mundial e saiba como começou o conflito. Veja os principais antecedentes históricos da Primeira Guerra Mundial.
Guerras

Consequências da Primeira Guerra Mundial

Saiba mais sobre as consequências da Primeira Guerra Mundial. Confira a relação disso com o estouro da Segunda Guerra Mundial.
História Geral

Imperialismo

Clique para entender o que foi o imperialismo. Confira um resumo sobre o tema, bem como quais são suas causas e consequências.
História Geral

Nacionalismo e I Guerra Mundial

O Nacionalismo foi um componente importante para a eclosão da I Guerra Mundial. Saiba mais!
História Geral

O início da Primeira Guerra

Questão Balcânica, Império Turco-Otomano, Península Balcânica, Império Austro-húngaro, Bulgária, Sérvia, Romênia, Grécia, Montenegro, Herzegovina, arquiduque Francisco Ferdinando, Mão Negra, Tríplice Entente, Tríplice Aliança, Primeira Guerra Mundial.
Guerras

Primeira Guerra Mundial

Entenda as causas, consequências, combatentes e fases da Primeira Guerra Mundial, além de conferir um resumão do assunto, um mapa mental e uma videoaula. Não perca!
História Geral

Principais batalhas da Segunda Guerra Mundial

Clique no link para saber quais foram as principais batalhas da Segunda Guerra Mundial. Veja como ocorreram duas das principais batalhas dessa guerra.
História Geral

Sérvia

Clique e conheça a Sérvia, país que integrou a Iugoslávia. Entenda os principais aspectos geográficos do território sérvio, e saiba mais sobre sua história e cultura.
Geografia