Topo
pesquisar

Pronomes oblíquos átonos

Gramática

Os pronomes oblíquos átonos podem exercer várias funções sintáticas. Objeto direto, objeto indireto e adjunto adnominal são algumas delas.
PUBLICIDADE

Os pronomes oblíquos são aqueles que funcionam sintaticamente como complemento, diferentemente dos pronomes de caso reto, que desempenham função de sujeito na oração.

Além dessa característica, os pronomes oblíquos possuem outra peculiaridade, eles podem ser classificados em pronomes oblíquos átonos e pronomes oblíquos tônicos. Os átonos são pronomes que nunca são precedidos por preposição. Já os pronomes tônicos são sempre precedidos por preposição.

Pronomes pessoais: caso reto, oblíquos átonos e oblíquos tônicos
Pronomes pessoais: caso reto, oblíquos átonos e oblíquos tônicos

Hoje o Brasil Escola dedicou-se à produção de uma material que apresentará tudo o que você precisa saber sobre os pronomes oblíquos átonos. Vamos lá?

1) Objeto direto: quando complementam o sentido de um verbo transitivo direto (VTD).

Eu o esperei por anos.
Elas se amam.

- Se o verbo terminar em m, -ão ou -õe, os pronomes o, a, os, as assumirão as formas no, na, nos, nas.

Eles esperam-na impacientes.
As piores notas, eles sempre reservam e dão-nas aos alunos que pouco participam das aulas.
Pegue os livros e põe-nos no armário do seu avô.

- Se o verbo terminar em r, s ou z, as terminações são retiradas e os pronomes o, a, os, as assumem as formas lo, la, los, las.

Vamos esperá-lo na esquina.
Carlos sai com os cachorros todas as tardes e condu-los até o lago.

Se você quer dizer a verdade a eles, di-la.

- Se o VTD terminar em mos e o objeto direto for nos ou vos, o s do verbo deve ser retirado.

Esperamo-vos.
Recolhemo-nos bem cedo aos domingos.

2) Objeto indireto: quando complementa o sentido de um verbo transitivo indireto (VTI).

Ela não lhe obedeceu.
Eles se obedecem.

Obedecemos-lhes cegamente.

- Se o VTI terminar em -mos e se o objeto indireto for nos ou vos, o s do verbo deve ser retirado.

Perdoamo-nos.
Obedecemo-vos.

3) Adjunto adnominal: a construção sintática será verbo+ pronome oblíquo átono+ substantivo.

Roubaram-lhes os passaportes.
Cortaram-me as roupas no trote.

4) Complemento nominal: quando complementarem o sentido de adjetivos, advérbios ou substantivos abstratos.

Sou-te fiel.
Tenha-me respeito.

5) Sujeito acusativo: quando o complemento de fazer, mandar, ver, deixar, sentir ou ouvir for uma oração cujo verbo esteja no infinitivo ou no gerúndio.

Deixaram-me ficar naquele espaço.
Senti-a puxar minha bolsa.

Ouvi-os cantando diferente desta vez.
Mandei-o sair imediatamente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Colocação pronominal

Próclise

→ Elementos que atraem os pronomes oblíquos átonos:

  • Palavras negativas: nem, não, nunca, jamais etc.

    Não me incomodo com esse tipo de barulho.

  • Advérbios: Acolá, aí, aqui, lá, já etc.

    me disseram que aqui não é um bom lugar.

  • Pronomes relativos: que, o qual, os quais.

    A menina que me mostrou o jardim secreto é um amor.

→ Emprego da próclise:

  • Com partículas exclamativas e optativas.

    Deus lhe abençoe!

  • Em sentenças interrogativas diretas e indiretas.

    Quem lhe falou sobre o nosso segredo?

  • Em orações subordinadas desenvolvidas.

    Pedi que lhe entregasse minhas atividades.

  • Orações coordenadas alternativas.

    Ora me batia, ora me abraçava.

  • Orações com inversão sintática.

    Clara me pareceu sua reflexão.

  • Gerúndio precedido da preposição em.

    Em se tratando de direção preventiva, ele é uma negação.

  • Orações com verbo antecedido de pronome não pessoal.

  • Aqui se estuda.

Mesóclise

→ Emprego da mesóclise:

  • Verbo no tempo futuro do presente.

    Os ovos de páscoa, comprá-los-ei ainda esta semana.

  • Verbo no tempo futuro do pretérito.

    Não posso comprar aquele carro. Comprá-lo-ia se estivesse mais em conta.

Ênclise

→ Emprego da ênclise:

  • Em frases iniciadas por verbo.

    Entregaram-me as provas amassadas.

  • Com o verbo no imperativo afirmativo.

    Alunos, aquietem-se!

  • Com o verbo no gerúndio.

    Deixando-nos, ela foi sem olhar para trás.

  • Com o verbo no infinitivo impessoal.

    Começamos a interessar-nos por moedas antigas quando éramos crianças.

Informação importante!

Devemos ter atenção especial às locuções verbais.

Locuções verbais: são expressões formadas por verbos auxiliares mais verbos no infinitivo, no gerúndio ou no particípio.

→ Verbo auxiliar mais verbo principal no infinitivo: se não houver palavra atrativa, o pronome oblíquo estará depois do verbo auxiliar ou do verbo principal.

Deve lembrar-se das obrigações.
Deve-se lembrar das obrigações.

→ Verbo auxiliar mais verbo principal no gerúndio: se não houver palavra atrativa, o pronome oblíquo estará depois do verbo auxiliar ou do verbo principal.

Ela foi-se envolvendo com o novo trabalho.
Ela foi envolvendo-se com o novo trabalho.

→ Verbo auxiliar mais verbo principal no particípio: o pronome deve ficar após o verbo auxiliar. Caso a palavra atrativa esteja presente, o pronome deverá ficar antes do verbo auxiliar.

Havia-lhe falado a verdade.
Não lhe falaram a verdade.


Por Mariana Pacheco
Graduada em Letras

Os pronomes oblíquos átonos podem desempenhar função de objeto direto, objeto indireto, entre outras
Os pronomes oblíquos átonos podem desempenhar função de objeto direto, objeto indireto, entre outras

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PACHECO, Mariana do Carmo. "Pronomes oblíquos átonos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/pronomes-obliquos-atonos.htm. Acesso em 11 de dezembro de 2019.

Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios
Questão 1

Assinale a única alternativa em que o pronome oblíquo átono exerce a função de objeto direto:

a) ( ) Tenha-me consideração.

b) ( ) A abelha picou-o de leve.

c) ( ) Maria traz-lhe um livro especial.

d) ( ) Ele aproximou-se e tocou-lhe os cabelos.

e) ( ) Mandei-o sair.

Questão 2

Assinale as alternativas em que o pronome oblíquo átono exerce a função de sujeito:

a) ( ) Só o esforço nos pode garantir a vitória.

b) ( ) Deu-nos instruções precisas.

c) ( ) Meus pais me amam de verdade.

d) ( ) Deixe-me falar

e) ( ) Ele segurou-lhe a mão trêmula.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola