Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Plano inclinado com atrito

Plano inclinado com atrito é como uma máquina simples e também é uma das aplicações mais comuns e cotidianas das leis de Newton.

Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

O plano inclinado com atrito é considerado uma máquina simples, bem como é uma das aplicações mais comuns e cotidianas das leis de Newton. Trata-se de uma superfície reta, disposta segundo um ângulo oblíquo em relação à direção horizontal, na qual se dispõe um objeto que fica sujeito à ação das forças peso e atrito, essa última, produzida pela força de compressão, conhecida como força normal, atua entre a superfície e o corpo.

Para melhor compreensão do tema em questão, vamos revisar as ideias de plano inclinado e de força de atrito do plano inclinado. Após isso, a resolução de exercícios que envolvem planos inclinados com atrito possibilitará um bom entendimento sobre como devem ser aplicadas as três leis de Newton, em especial, o princípio fundamental da dinâmica.

Veja também: Como resolver exercícios sobre as leis de Newton – passo a passo

Tópicos deste artigo

Plano inclinado

Plano inclinado é um tipo de máquina simples que consiste em uma superfície disposta em um certo ângulo com a direção horizontal. Dessa maneira, quando um corpo é apoiado sobre essa superfície, a força peso que atua sobre o corpo na direção vertical passa a apresentar uma componente horizontal, fazendo com que o corpo possa deslizar pelo plano, caso nenhuma outra força atue sobre ele.

O plano inclinado é usado em rampas, para facilitar o acesso, já que nelas a força necessária para subir é menor do que nas escadas, por exemplo.
O plano inclinado é usado em rampas, para facilitar o acesso, já que nelas a força necessária para subir é menor do que nas escadas, por exemplo.

A figura seguinte mostra uma situação em que um corpo de massa m encontra-se apoiado sobre um plano inclinado de um ângulo θ em relação à direção x (horizontal). Perceba que, em razão da inclinação, a força peso (P) passa a apresentar as componentes Px e Py.

Pela análise da figura, é possível perceber que Px é o cateto oposto (C.O.) ao ângulo θ e que Py, consequentemente, é o cateto adjacente (C.A) a esse ângulo, por esse motivo, essas componentes podem ser escritas em termos das funções seno e cosseno, da seguinte maneira:

Consequentemente, ao resolver-se exercícios que envolvam um plano inclinado, é necessário que a 2ª lei de Newton seja aplicada tanto na direção x, quanto na direção y. Para tanto, dizemos que a soma vetorial das forças (força resultante), na direção x e na direção y, deve ser igual ao produto da massa pelas componentes x e y da aceleração:

É importante lembrar que caso o corpo encontre-se em repouso ou, ainda, deslizando com velocidade constante, então sua aceleração será necessariamente igual a 0, de acordo com a 1º lei de Newton, a lei da inércia.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Força de atrito no plano inclinado

A força de atrito (Fat) surge quando há contato entre superfícies que não são perfeitamente lisas, essa força tem origem microscópica e é proporcional à força de compressão que um corpo exerce sobre o outro, conhecida como força normal.

A fórmula usada para o cálculo da força de atrito é mostrada a seguir, confira:

μ – coeficiente de atrito

m – massa (kg)

g – gravidade (m/s²)

Na imagem anterior, também é mostrado que a força normal N é, pelo menos em boa parte dos exercícios, igual à componente y do peso, isso será verdade sempre que não houver quaisquer outras forças, além das forças peso e normal, atuando na direção y.

Existem dois casos de força de atrito, a força de atrito estático e a força de atrito dinâmico. O primeira caso aplica-se à situação em que o corpo está em repouso, já o segundo está relacionado à situação em que o corpo desliza sobre o plano inclinado.

A força de atrito estático é sempre proporcional à força que tenta colocar o corpo em movimento, e por isso, esta aumenta na mesma proporção que aquela, até que o corpo comece a deslizar sobre o plano inclinado. Nesse caso, para calcularmos a força de atrito, devemos usar o coeficiente de atrito dinâmico, que sempre tem um valor menor que o do coeficiente de atrito estático.

Lembre-se de que a força de atrito sempre atua na direção oposta a que o corpo desliza sobre o plano inclinado, e isso afeta o sinal algébrico atribuído a ela durante a resolução de acordo com a orientação positiva das direções x e y.

Veja também: Queda livre – o que é, exemplos, fórmula e exercícios

Plano inclinado com atrito

O plano inclinado com atrito, em sua forma mais simples, envolve a ação da força peso e da força de atrito. Há três situações que podem ser consideradas nesse sentido: a primeira, em que o corpo encontra-se estático; a segunda, quando o corpo desliza com velocidade constante; e a terceira, em que o corpo desliza de forma acelerada.

No primeiro e no segundo caso, a força resultante nas direções x e y é nula. O que os difere, de fato, é apenas o coeficiente de atrito, que, no primeiro caso, é estático, e, no segundo, é dinâmico. No último caso, utiliza-se o coeficiente de atrito dinâmico, entretanto, a força resultante é não nula e, por isso, é igual à massa do corpo multiplicada pela aceleração.

Para por-se em prática e compreender-se melhor a teoria do plano inclinado com atrito, é necessário resolver-se alguns exercícios, vamos lá?

Veja também: Os tópicos mais importantes da física mecânica para o Enem

Exercícios resolvidos sobre plano inclinado com atrito

Questão 1) (UERJ) Um bloco de madeira encontra-se em equilíbrio sobre um plano inclinado de 45º em relação ao solo. A intensidade da força que o bloco exerce perpendicularmente ao plano inclinado é igual a 2,0 N. Entre o bloco e o plano inclinado, a intensidade da força de atrito, em newtons, é igual a:

a) 0,7

b) 1,0

c) 1,4

d) 2,0

Gabarito: letra D

Resolução:

O enunciado afirma que o bloco encontra-se em equilíbrio, isso significa que a força resultante sobre ele deve ser igual a 0, além disso, a força normal entre o bloco e o plano inclinado é igual a 2,0 N. Com base nesas informações, o exercício pede-nos que calculemos a intensidade da força de atrito.

Se, nessa resolução, utilizássemos a fórmula da força de atrito indiscriminadamente, perceberíamos que alguns dados não foram informados pelo enunciado, como o coeficiente de atrito estático, além disso, estaríamos cometendo um erro, já que essa fórmula permitiria calcularmos o valor máximo da força de atrito estático e não a força de atrito estático que, necessesariamente, está sendo exercida sobre o bloco.

Portanto, para resolver o exercício, é preciso perceber que, uma vez que o bloco está parado, as forças na direção x, aquela que é paralela ao plano inclinado, anulam-se, logo, a componente do peso na direção x (Px) e a força de atrito, que é oposta a essa componente, têm módulos iguais, confira:

Depois de termos considerado a soma vetorial das direções x e y, partimos para a resolução das expressões obtidas na cor vermelha, observe:

No cálculo anterior, descobrimos qual era o peso P do corpo, em seguida, com base na igualdade entre a força de atrito e Px, calculamos o valor dessa força, que é igual a 2,0 N, portanto, a alternativa correta é a letra D.

Questão 2) (PUC-RJ) Um bloco escorrega a partir do repouso por um plano inclinado que faz um ângulo de 45º com a horizontal. Sabendo que durante a queda a aceleração do bloco é de 5,0 m/s² e considerando g = 10m/s², podemos dizer que o coeficiente de atrito cinético entre o bloco e o plano é:

a) 0,1

b) 0,2

c) 0,3

d) 0,4

e) 0,5

Gabarito:

Resolução:

Para resolver o exercício, devemos aplicar a 2ª lei de Newton nas direções x e y. Vamos começar fazendo isso para a direção x, para tanto, devemos lembrar que a força resultante nessa direção deve ser igual à massa vezes a aceleração:

Depois de substituirmos Px e Fat, simplificamos as massas presentes em todos os termos, depois, reorganizamos esses termos, para que o coeficiente de atrito ficasse isolado, em seguida, substituimos os valores na fórmula obtida e aplicamos a propriedade distributiva no último passo, obtendo um valor igual a 0,3 para o coeficiente de atrito, logo, a alternativa correta é a letra c.


Por Rafael Helerbrock
Professor de Física 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

HELERBROCK, Rafael. "Plano inclinado com atrito"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/plano-inclinado-com-atrito.htm. Acesso em 30 de junho de 2022.

De estudante para estudante


Qual a primeira lei de Newton?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Qual a fórmula do sorvete?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

Vamos supor que temos um bloco de massa m = 5 kg sobre uma superfície plana. Suponhamos que o coeficiente de atrito entre o bloco e a superfície plana seja igual a 0,2, determine o valor da força de atrito para uma força que puxa o bloco com intensidade igual a 50 N.

a) 5 N
b) 10 N
c) 50 N
d) 0
e) 100 N

Exercício 2

(UFLA-MG) Um bloco de gelo desprende-se de uma geleira e desce um plano inclinado com atrito. Qual o diagrama que representa corretamente as forças que atuam sobre o bloco?

a)

b)

c)

d)

e)

PUBLICIDADE

Estude agora


Mistura de soluções de solutos diferentes que reagem entre si

Os casos mais comuns de mistura de soluções de solutos diferentes que reagem entre si ocorrem quando juntamos...

Viúva Negra: o contexto sociopolítico da criação da personagem

Uma das mais importantes peças dos Vingadores, a Viúva Negra (apresentada primeiramente na pele da personagem Natasha...