Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Pretérito indefinido em espanhol (pretérito perfecto simple)

Espanhol

PUBLICIDADE

O pretérito indefinido ou pretérito perfecto simple é um tempo verbal do modo indicativo que expressa ações realizadas e concluídas no passado. Seu equivalente em língua portuguesa seria o pretérito perfeito.

Como esse tempo indica ações passadas, ou seja, separadas do presente, é comum que ele venha acompanhado com expressões de tempo, como:

  • ayer (ontem);

  • anoche (ontem à noite);

  • anteayer (antes de ontem);

  • la semana pasada;

  • el año pasado;

  • el mes anterior;

  • el siglo pasado (no século passado);

  • aquel día;

  • aquella época;

  • entonces (então);

  • en + mes/año;

  • el+ día de la semana e qualquer outra expressão temporal que indique que a ação está fora da unidade de tempo presente.

Há outro tempo verbal em espanhol que, muitas vezes, é traduzido como pretérito perfeito do modo indicativo em língua portuguesa, mas que tem um uso diferente do pretérito indefinido. Trata-se do pretérito perfecto compuesto, o qual também expressa uma ação passada, mas que está estreitamente relacionada com o presente, além de outras nuances relacionadas com as variedades diatópicas – ou seja, de cada região/país em que se fala o espanhol. Abordaremos essas características neste artigo.

Vamos aprender um pouco mais sobre o pretérito indefinido? Continue lendo e ¡échale ganas!

Leia também: Usos e conjugação do presente do subjuntivo em espanhol

Uso do pretérito indefinido em espanhol

Indicar fatos ou experiências situadas em um momento concreto do passado.

  • Anoche estuve con mis amigos en la heladería.
    (Ontem à noite estive com meus amigos na sorveteria.)

  • Me compré un pantalón nuevo.
    (Comprei uma calça nova para mim.)

Verbos regulares

Pronombre

Cantar

Comer

Subir

yo

canté

comí

subí

tú/vos

cantaste

comiste

subiste

él/ella/usted

cantó

com

sub

nosotros(as)

cantamos

comimos

subimos

vosotras(os)

cantasteis

comisteis

subisteis

¡OJO!

  • As terminações dos verbos de segunda e terceira conjugação (comer e subir) são as mesmas.

  • Os verbos regulares do pretérito indefinido do indicativo recebem acento gráfico na última sílaba na primeira e terceira pessoa do singular.

  • A terceira pessoa do plural termina com -ron. É muito importante prestar atenção nessa terminação, pois há verbos que terminam em -ran, mas pertencem a outro tempo e modo verbal, o imperfeito do subjuntivo (Si ellos cantaran – Se eles cantassem).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Verbos irregulares

Além da irregularidade típica na raiz, o pretérito indefinido também conta com terminações especiais para esses verbos. Podemos dividi-los em três grupos.

1. Verbos com raiz irregular

São aqueles em que toda a raiz é modificada. Compreendem a maior parte dos verbos irregulares em pretérito indefinido. Vejamos os mais comuns:

  • saber – sup

  • poder – pud

  • poner – pus

  • haber – hub

  • caber – cup

  • tener – tuv

  • estar – estuv

  • andar – anduv

  • decir – dij

  • traer – traj

  • querer – quis

  • venir – vin

  • hacer – hic/hiz

  • conducir – conduj

¡OJO!

  1. Os verbos terminados em -ducir têm a raiz modificada para -duj.

  2. Os correspondentes dos verbos irregulares mantêm as mesmas irregularidades na raiz e nas terminações:

  • mantener – mantuv

  • convenir – coniv

  • deshacer – deshic/deshiz

Pronombre

Andar

Estar

Hacer

Decir

yo

Anduve

Estuve

Hice

dije

tú/vos

anduviste

estuviste

hiciste

dijiste

él/ella/usted

anduvo

estuvo

hizo

dijo

nosotros(as)

anduvimos

estuvimos

hicimos

dijimos

vosotras(os)

anduvisteis

estuvisteis

hicisteis

dijisteis

ellos(as)/ustedes

anduvieron

estuvieron

hicieron

dijeron*

 

As terminações dos verbos irregulares no pretérito indefinido são:

-e

-iste

-o

-imos

-isteis

-ieron/eron

*A terminação -eron, de terceira pessoa do plural, só é usada com verbos terminados em -ducir e com o verbo decir.

Veja também: O que são verbos de cambio?

2. Verbos com mudança vocálica

São verbos da terceira conjugação — terminados em -ir — que têm -e ou -o na última sílaba da raiz. A irregularidade acontece apenas nas terceiras pessoas do singular e do plural. Pela regra, a vogal -e da raiz se converte em -i, e a vogal -o se converte em -u. As terminações desses verbos são as mesmas dos regulares. Alguns exemplos são:

  • pedir

  • repetir

  • morir

  • dormir

  • mentir

  • seguir

  • sentir

  • competir

  • elegir

  • impedir

  • perseguir

  • presentir

¡OJO!

Em verbos com duas vogais seguidas — oír (ouvir), leer (ler) —, a vogal da terminação é convertida em -y-, nas terceiras pessoas do singular e do plural. Eles também seguem as regras de acentuação dos hiatos.

Pronome

Pedir

Morir

Leer

yo

pedí

morí

leí

tú/vos

pediste

moriste

leíste

él/ella/usted

pidió

murió

leyó

nosotras/os

pedimos

morimos

leímos

vosotras/os

pedisteis

moristeis

leísteis

ellos/ellas/ustedes

pidieron

murieron

leyeron

 

  • Camila sintió que necesitaba ayuda.
    (Camila sentiu que precisava de ajuda.)

  • Juan leyó todos los libros de su biblioteca.
    (Juan leu todos os livros de sua biblioteca.)

3. Verbos dar, ser e ir

São completamente irregulares.

Pronome

dar

ser/ir

yo

di

fui

tú/vos

diste

fuiste

él/ella/usted

dio

fue

nosotras/os

dimos

fuimos

vosotras/os

disteis

fuisteis

ellos/ellas/ustedes

dieron

fueron

 

Acesse também: Usos e conjugação dos verbos reflexivos em espanhol

Pretérito perfecto simples X pretérito perfecto compuesto

Apesar de as traduções dos verbos no pretérito indefinido e no perfecto compuesto, em língua portuguesa, serem realizadas com o pretérito perfeito do indicativo, em espanhol o uso desses dois tempos verbais é muito diferente.

O pretérito indefinido é usado em situações nas quais o acontecimento não têm nenhuma relação com o tempo presente; por sua vez, o pretérito perfecto compuesto é usado em situações que são parte do momento da enunciação, pois se referem a uma ação passada que acontece dentro da unidade de tempo do presente. Analisemos as seguintes frases:

Este año he ido a Galicia.
El año pasado fui a Galicia.
(Este ano/Ano passado fui à Galícia.)

Observe que as duas frases em espanhol foram traduzidas da mesma forma em língua portuguesa, mas não querem dizer a mesma coisa em espanhol. Na primeira, o sujeito afirma que foi no ano corrente à Galícia, ou seja, o ano em que ele foi a esse lugar ainda não acabou. A ação expressa acontece no passado, mas seu ponto de referência é o momento presente. No segundo exemplo, em que se usa o pretérito indefinido, o sujeito foi à Galícia no ano anterior, ou seja, ele já não está dentro da unidade de tempo mencionada (el año pasado).

Por outro lado, é possível que esses tempos sejam intercambiáveis em algumas regiões. Por exemplo, na Hispanoamérica e nas Ilhas Canárias, não é muito comum que se use o pretérito perfecto compuesto, de modo que os falantes podem dizer tranquilamente “Este año fui a Galicia”. O que não acontece (ou ainda não foi registrado) é o uso contrário, ou seja, trocar o indefinido pelo perfecto compuesto com marcadores temporais que se referem a unidades de tempo concluídas, como ayer, por exemplo. Desse modo, não seria possível encontrar registros do enunciado “Ayer he ido a casa de Mariana” (Ontem fui à casa da Mariana).

Exercícios resolvidos

Questão 1 – (Enem 2011/2)

En América, los incas y aztecas cultivaban la planta que llamaban tomatl ya desde 700 años a. de C. Cuando fue llevada a Europa se destacó por su valor ornamental y por la belleza de sus frutos, que en su versión amarilla merecieron un nombre en italiano: pomodoro, esto es, manzana de oro. Utilizada como planta ornamental en patios y jardines, por entonces quedó asociada a outras solanáceas venenosas, como la belladona, así que se consideraba que también lo era. No en vano, sus hojas contienen, como las de la planta de la papa, un alcaloide llamado solanina. Hasta el siglo XIX los tomates no fueron universalmente aceptados como alimento, e incluso entonces todavía se cocían durante horas para eliminar sus “venenos”. Hoy están entre los vegetales más consumidos y deben su prestigio nutricional, sobre todo, al contenido em vitamina C y betacaroteno.

(Muy interesante. N° 212. Buenos Aires: GF, mar. 2005 – adaptado)

Considerando-se as informações apresentadas e o provável público-alvo, o texto foi construído com a intenção de:

A) incentivar o consumo do tomate por seus benefícios para a saúde.

B) alertar sobre as características tóxicas do tomate.

C) estimular o uso do tomate como objeto ornamental.

D) discorrer sobre a origem do tomate e seus usos no mundo.

E) destacar a importância do tomate de cor amarela.

Resolução

Alternativa D. Trata-se de um pequeno texto de divulgação científica que busca informar sobre a história do tomate.

Questão 2 – (Enem 2013/1)

Pero un día, le fue presentado a Cortés un tributo bien distinto: un obsequio de veinte esclavas llegó hasta el campamento español y entre ellas, Cortés escogió a una. Descrita por el cronista de la expedición, Bernal Días del Castillo, como mujer de “buen parecer y entremetida y desenvuelta”, el nombre indígena de esta mujer era Malintzin, indicativo de que había nacido bajo signos de contienda y desventura. Sus padres la vendieron como esclava; los españoles la llamaron doña Marina, pero su pueblo la llamó la Malinche, la mujer del conquistador, la traidora a los indios. Pero con cualquiera de estos nombres, la mujer conoció un extraordinario destino. Se convirtió en “mi lengua”, pues Cortés la hizo su intérprete y amante, la lengua que habría de guiarle a lo largo y alto del Imperio azteca, demostrando que algo estaba podrido en el reino de Moctezuma, que en efecto existía gran descontento y que el Imperio tenía pies de barro.

FUENTES, C. El espejo enterrado. Ciudad de México: FCE, 1992 (fragmento).

Malinche, ou Malintzin, foi uma figura-chave na história da conquista espanhola na América, ao atuar como

A) intérprete do conquistador, possibilitando-lhe conhecer as fragilidades do Império.

B) escrava dos espanhóis, colocando-se a serviço dos objetivos da Coroa.

C) amante do conquistador, dando origem à miscigenação étnica.

D) voz do seu povo, defendendo os interesses políticos do Império asteca.

E) maldição dos astecas, infundindo a corrupção no governo de Montezuma.

Resolução

Alternativa A. O texto conta a história de uma figura importante para a história do México e da América Latina — Malintzin —, a indígena vendida como escrava e que, devido às suas habilidades com idiomas, foi escolhida como intérprete de Hernán Cortés.

 

Por Renata Martins Gornattes
Professora de Espanhol

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GORNATTES, Renata Martins. "Pretérito indefinido em espanhol (pretérito perfecto simple)"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/espanhol/preterito-indefinido-em-espanhol-preterito-perfecto-simple.htm. Acesso em 25 de julho de 2021.

Artigos Relacionados
Conheça as principais perífrasis verbales (locuções verbais) em espanhol e pratique o que aprendeu com exercícios contextualizados.
Aprenda mais sobre o presente do indicativo em espanhol. Saiba quando e como utilizar esse tempo verbal. Conheça a conjugação de alguns verbos regulares e irregulares.
Conheça o presente do subjuntivo em espanhol para usá-lo corretamente e reconhecer suas funções. Resolva os exercícios propostos sobre esse tema.
Aprenda sobre os verbos de “cambio”, verbos de mudança em espanhol. Conheça quais os tipos de mudanças que eles expressam e as diferenças entre elas.
Clique aqui e aprenda os verbos defectivos em espanhol, a que se referem e como são classificados. Observe os exemplos para compreendê-los melhor.
Conheça os verbos reflexivos em espanhol, os pronomes que os acompanham e as regras de colocação desses pronomes.