Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Sinais e sintomas

As manifestações clínicas das doenças são frequentemente descritas como sinais e sintomas. Entretanto, esses termos têm significado distinto para o diagnóstico.

A coceira é sentida e relatada pelo paciente, sendo, portanto, um sintoma
A coceira é sentida e relatada pelo paciente, sendo, portanto, um sintoma
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Ao falar de doenças, é comum citarmos seus sinais e sintomas, entretanto, muitas vezes confundimos o real significado de cada termo, utilizando-os como sinônimos. Fato é que sinais e sintomas são manifestações distintas, as quais estão muito relacionadas com quem as percebe.

Tópicos deste artigo

Sinais

Sinal, do latim signalis, que significa indício ou manifestação, é um termo usado para referir-se às manifestações clínicas que são reconhecíveis por outra pessoa, em geral, por um profissional da área da saúde, por meio da observação direta do paciente. Nesse caso, são manifestações que o médico ou outra pessoa consegue sentir, visualizar ou ainda escutar.

Quando estamos com dengue, por exemplo, podemos apresentar manchas no corpo. As manchas podem ser consideradas sinais, uma vez que são alterações na pele que podem ser observadas pelo profissional da área da saúde que está realizando o exame clínico no paciente. Nesse caso, é importante frisar que a percepção dos sinais do paciente é extremamente importante, sendo assim, o profissional deve ser atento e ter conhecimento amplo de sua área de atuação para garantir um diagnóstico correto.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Sintomas

Sintoma é um termo originado do grego sympitien e significa “acontecer”. Essa manifestação se difere dos sinais, pois é percebida pelo paciente e relatada por ele.

Utilizando o exemplo da dengue, podemos dizer que seus sintomas são dores nas articulações, dores atrás dos olhos, mal-estar, perda de apetite, dores de cabeça e náusea. Percebe-se que os sintomas são sentidos pelo paciente e apenas ele pode dizer o que está sentindo. Diante disso, diferentemente dos sinais, o profissional da saúde não pode identificar o sintoma apenas observando o paciente, já que também precisa conhecer seu relato sobre o que sente.

Diferença entre sinais e sintomas

Percebe-se, portanto, que sinais e sintomas são conceitos distintos e estão muito relacionados com quem percebe a manifestação clínica. Os sinais são as manifestações percebidas por outra pessoa, e os sintomas são as queixas apresentadas pelo paciente em relação ao que está sentindo.

Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Sinais e sintomas"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/sinais-sintomas.htm. Acesso em 01 de julho de 2022.

De estudante para estudante


PUBLICIDADE

Estude agora


Como fazer a inscrição no Enem 2021

Vai fazer o Enem 2021 neste ano e quer tirar todas as suas dúvidas sobre a forma de se inscrever no exame mais...

Apartheid | África do Sul

Assista a nossa videoaula para entender o que foi o Apartheid na África do Sul (1948-1994). Confira também no...