Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Psoríase

A psoríase é uma doença dermatológica comum que pode atingir até 11% da população mundial. Seu tratamento se baseia no uso de pomadas em casos mais brandos.

Mãos de médico usando luvas seguram braço de paciente com lesões provocadas pela psoríase
A psoríase é uma doença crônica que provoca lesões na pele.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

A psoríase é uma doença cutânea caracterizada por provocar lesões em várias partes do corpo humano, como joelhos, cotovelos e couro cabeludo. Suas manifestações podem se dar por vários fatores, como estresse e uso de certos medicamentos. As pessoas que portam a doença sofrem muito com o estigma social em relação às feridas, que podem ser tratadas com o uso de pomadas, por exemplo, e melhor compreendidas por meio de campanhas de conscientização.

Leia mais: Pé de atleta — doença fúngica que acomete a região entre os dedos e as plantas do pé

Tópicos deste artigo

O que é a psoríase?

A psoríase é uma doença dermatológica benigna, não contagiosa e crônica, com fases de piora e fases de melhora. Ela atinge de 0,09% a 11,4% da população mundial e se manifesta em pessoas de todas as idades e de ambos os sexos, de acordo com relatório da Organização Mundial da Saúde.|1| Seu surgimento ou piora estão relacionados a fatores desencadeantes como o estresse, medicamentos, clima e algumas doenças, como diabetes.

Em aproximadamente 30% dos casos, os portadores possuem histórico familiar para essa doença, o que revela seu caráter genético herdável. As regiões afetadas são, principalmente, joelhos, cotovelos, couro cabeludo, palma das mãos e sola dos pés. Em razão de suas características, pode ser confundida com outras doenças, tais como micose, alergia e câncer de pele.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tipos de psoríase

De acordo com o aspecto e localização, a doença recebe um nome específico. Vejamos, a seguir, as diferentes manifestações da psoríase.

  • Psoríase vulgar: placas avermelhadas bem definidas, com escamas secas. Ocorre mais frequentemente no couro cabeludo, cotovelos, joelhos e umbigo. Quando as placas regridem, costumam deixar as áreas afetadas mais claras.

  • Psoríase invertida: lesões úmidas localizadas nas dobras do corpo (entre as nádegas, região genital etc.).

  • Psoríase gutata: pequenas e numerosas lesões em forma de gota que surgem no tronco, braços e coxas e estão associadas a infecções, principalmente de garganta.

  • Psoríase eritrodérmica: ocorre em 75% do corpo ou mais.

  • Psoríase ungueal: ocorre nas unhas, principalmente nas das mãos, sendo sua principal característica o descolamento das unhas.

  • Psoríase artropática: compromete, principalmente, articulações das pontas dos dedos, mas pode estar presente nos joelhos ou cotovelos.

  • Psoríase pustulosa: lesões estáveis com pus localizadas nas palmas das mãos e plantas dos pés.

  • Psoríase palmo-plantar: envolvimento das palmas das mãos e/ou plantas dos pés, podendo apresentar rachaduras.

  • Artrite psoriásica: inflamação articular que ocorre, principalmente, nos dedos das mãos. Provoca dor, dificuldades nos movimentos e alterações na forma das articulações.

Leia mais: Fasciíte necrosante — infecção que atinge o tecido subcutâneo e a fáscia superficial

Prevenção e tratamento da psoríase

Banhos de Sol melhoram o quadro das lesões em 80% dos casos, e o uso de cremes hidratantes melhora as descamações e evita rachaduras.

Fatores que pioram o quadro são:

  • estresse;

  • alguns fármacos;

  • uso de álcool e cigarro;

  • coçar as lesões.

As formas de tratamento dependem do tipo da psoríase: em casos mais brandos, considera-se o uso de medicação tópica, como xampus, pomadas e loções, e, nas formas mais avançadas, o uso de medicamentos orais ou injetáveis e sessões de fototerapia.

Mão acometida pela psoríase recebendo tratamento fototerápico
Psoríase, em casos mais avançados, pode ser tratada por fototerapia.

Essa doença, que causa impactos na vida do portador em razão do preconceito que recebe em ambientes sociais e locais de trabalho, pode ser controlada com auxílio de um médico especializado. Infelizmente, ainda não se sabe como preveni-la.

Dia Nacional da Psoríase

Em 2004, várias instituições, com o desejo de que a sociedade obtenha maior conhecimento sobre a psoríase, determinaram o dia 29 de novembro como o Dia Nacional e Mundial da Psoríase. Nessa data, campanhas nacionais organizadas pela Sociedade Brasileira de Dermatologia ocorrem tendo em vista a conscientização das pessoas sobre essa doença que atinge, de acordo com o a OMS, até 11% da população no mundo.

Além de lidarem com um problema crônico, o que pode ser muito desgastante, os pacientes sofrem com os incômodos das lesões e com a aversão social. O Dia da Psoríase foi criado então para que as pessoas portadoras dessa condição possam ser melhor acolhidas por todos.

Nota

|1| Acesse o Relatório Global sobre Psoríase da OMS clicando aqui.

 

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Escritor do artigo
Escrito por: Mariana Araguaia Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Psoríase"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/psoriase.htm. Acesso em 14 de abril de 2024.

De estudante para estudante