Topo
pesquisar

Respiração branquial

Biologia

A respiração branquial garante que animais aquáticos sejam capazes de retirar o oxigênio dissolvido na água, disponibilizando-o para todas as células do seu corpo.
PUBLICIDADE

Nós, seres humanos, apresentamos um sistema respiratório capaz de retirar o oxigênio da atmosfera e levar até os nossos pulmões para que ele possa ser transferido para o sangue e ser utilizado por todas as células do nosso corpo. Esse tipo de respiração é comum em animais terrestres, mas não muito frequente em animais aquáticos. Animais que vivem na água geralmente possuem um tipo de respiração chamado de branquial.

O que é a respiração branquial?

A respiração branquial ocorre por meio de brânquias, que são estruturas ricamente vascularizadas. É nas brânquias que o oxigênio presente na água passa para o interior do corpo e que o dióxido de carbono que está no corpo do animal passa para a água. Esse tipo de respiração acontece na maioria dos animais aquáticos, como é o caso dos crustáceos, alguns moluscos e peixes.

Como ocorre a respiração nos peixes?

Para que a respiração ocorra nos peixes, é necessário que a água entre pela boca e saia pelas brânquias, obedecendo a um fluxo unidirecional. Inicialmente a água entra na cavidade bucal e segue em direção aos filamentos branquiais. Nos filamentos, existem projeções denominadas de lamelas secundárias, locais onde ocorrem as trocas gasosas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Cada filamento branquial apresenta duas artérias: um vaso aferente que leva sangue até o final do filamento e um vaso eferente que garante o retorno do sangue. Nas lamelas secundárias, encontra-se a conexão entre os vasos eferentes e aferentes.

O fluxo sanguíneo na lamela é no sentido oposto do fluxo de água. Isso garante que mais oxigênio seja captado, em um processo conhecido como troca por contra corrente. Caso o sangue se movesse na mesma direção que a água, a captação de oxigênio seria mais baixa.

Como ocorre a passagem da água pela cavidade bucal até as brânquias dos peixes?

A passagem de água pela cavidade bucal dos peixes até as brânquias pode ocorrer pelo bombeamento bucal ou por ventilação forçada. No bombeamento bucal, a boca e as cavidades operculares criam uma pressão positiva nas brânquias. Na ventilação forçada, o peixe cria a corrente respiratória por meio de uma natação contínua com a boca entreaberta.

Curiosidade: Você sabia que, quando tiramos um peixe da água, ocorre a aderência de uma brânquia na outra? Por causa dessa aderência, o contato com o ar fica bastante reduzido, dificultando a respiração.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Os peixes são animais que respiram por brânquias
Os peixes são animais que respiram por brânquias

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Respiração branquial"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/respiracao-branquial.htm. Acesso em 23 de outubro de 2019.

Lista de Exercícios
Questão 1

Analise os animais abaixo e marque o único que não apresenta respiração por brânquias.

a) Lagosta.

b) Sardinha.

c) Golfinho.

d) Tubarão.

e) Arraia.

Questão 2

Analise as alternativas seguintes e marque aquela que indica corretamente o local de entrada e saída da água na respiração dos peixes.

a) A água entra pela boca e sai pelas brânquias.

b) A água entra pelas narinas e sai pelas brânquias.

c) A água entra pela boca, passa pelas brânquias e sai pelas narinas.

d) A água entra pelas narinas, passa pelas brânquias e sai pela boca.

e) A água entra pela boca e passa pelos pulmões.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola