Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Langya henipavirus

Langya henipavirus é um vírus que, provavelmente, se espalhou de animais para seres humanos. Não se sabe ainda se o vírus pode ser transmitido de uma pessoa para outra.

Pessoa da área da saúde segurando um tubo de amostra de sangue que testou positivo para Langya henipavirus.
Langya henipavirus é uma nova espécie de vírus que, provavelmente, foi transmitida de outros animais para seres humanos.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Langya henipavirus (LayV) é uma nova espécie de vírus pertencente ao gênero Henipavirus e à família Paramyxoviridae. A espécie foi publicada em 2022, e o patógeno foi descrito com base no estudo de infecções registradas na China entre os anos de 2018 e 2021. Durante esse período, o vírus infectou 35 pessoas.

O vírus foi transmitido, provavelmente, de um animal para a espécie humana, não havendo sinais da transmissão de uma pessoa para outra até o momento. Novos estudos devem ser realizados para compreender melhor como o vírus age no organismo e se se trata de uma ameaça.

Veja também: Adenovírus — um grupo de vírus capaz de afetar diferentes animais

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Langya henipavirus

  • Langya henipavirus (LayV) é um vírus pertencente ao gênero Henipavirus e à família Paramyxoviridae.

  • Acredita-se que o vírus espalhou-se de outros animais para seres humanos.

  • O musaranho pode ser o reservatório natural do vírus.

  • Não se sabe se o vírus pode ser transmitido de uma pessoa para outra.

  • Em seres humanos, o vírus provocou sintomas como febre, fadiga e tosse.

  • Até o momento, não foram relatadas mortes devido à infecção pelo vírus.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é Langya henipavirus?

Langya henipavirus (LayV) é um vírus pertencente à família Paramyxoviridae e ao gênero Henipavirus. Esse gênero já é conhecido e se destaca por incluir representantes que podem provocar surtos e infecções graves.

O Langya henipavirus foi descrito, em 2022, em um trabalho publicado no New England Journal of Medicine. Destaca-se por ser um vírus capaz de infectar seres humanos, tendo acometido, no mínimo, 35 pessoas na China entre os anos de 2018 e 2021.

O vírus recebeu a denominação Langya henipavirus em referência à cidade de Langya, em Shandong, a cidade do primeiro paciente identificado com ao vírus. A maioria dos casos descritos é de agricultores, os quais afirmam que foram expostos a um animal antes do surgimento dos sintomas.

Transmissão do Langya henipavirus

A transmissão do Langya henipavirus ocorre, provavelmente, de animais para o ser humano, sendo o musaranho considerado o reservatório natural do vírus até o momento. Não está claro ainda como exatamente as pessoas foram infectadas por meio do contato com animais, não se sabe, por exemplo, se a transmissão ocorreu diretamente após o contato com um musaranho ou se há outro animal intermediário envolvido.

Acredita-se que a transmissão de uma pessoa para outra não ocorra facilmente. De acordo com a publicação do New England Journal of Medicine, os pacientes não tiveram contato entre si, e o rastreamento de contato entre nove pacientes e seus parentes não conseguiu comprovar a transmissão pessoa para pessoa.

É importante salientar, no entanto, que, por ser um vírus novo, mais estudos fazem-se necessários. Além disso, devido ao fato de o Langya henipavirus fazer parte de um grupo preocupante, o qual contém os vírus Hendra henipavirus (HeV) e Nipah henipavirus (NiV), associados a altas taxas de mortalidade, trata-se de um vírus que merece atenção.

Leia também: Vírus de Marburg — um vírus da mesma família do Ebola

Sintomas de infecção por Langya henipavirus

O Langya henipavirus (LayV) destaca-se por causar infecções respiratórias, sendo os principais sintomas febre, tosse e fadiga. Outros sintomas observados foram dor de cabeça, vômito e alterações no funcionamento do fígado e dos rins. Até o momento, não há nenhum caso de morte provocada pelo vírus. 

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Escritor do artigo
Escrito por: Vanessa Sardinha dos Santos Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás (2008) e mestrado em Biodiversidade Vegetal pela Universidade Federal de Goiás (2013). Atua como professora de Ciências e Biologia da Educação Básica desde 2008.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Langya henipavirus"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/langya-henipavirus.htm. Acesso em 21 de junho de 2024.

De estudante para estudante