Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Bob Marley

Bob Marley é internacionalmente conhecido como um dos grandes nomes do reggae, estilo musical originário da Jamaica. O cantor faleceu em 1981, vítima de um câncer.

Bob Marley cantando e tocando guitarra em um show.
A carreira musical de Bob Marley contribuiu para a popularização do reggae no planeta. [1]
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Bob Marley foi um cantor jamaicano de grande projeção internacional, reconhecido como um dos grandes nomes do reggae e que contibuiu diretamente para a popularização desse ritmo. Bob Marley iniciou sua carreira musical com dois amigos, Peter Tosh e Bunny Wailer, formando uma banda chamada The Wailers.

Apesar de um certo sucesso na Jamaica, a banda The Wailers acabou, porque cada membro decidiu seguir carreira solo, e esse foi o momento em que Bob Marley alcançou o auge na sua carreira musical, gravando álbuns de grande sucesso, como Exodus. O cantor jamaicano faleceu precocemente por conta de um câncer.

Leia também: Michael Jackson — tudo sobre o astro norte-americano considerado o rei do pop

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Bob Marley

  • Bob Marley foi um cantor jamaicano que obteve grande sucesso internacional.

  • O cantor é conhecido como um dos grandes nomes do reggae, estilo musical surgido na Jamaica.

  • A carreira musical de Bob Marley se iniciou em uma banda chamada The Wailers.

  • The Wailers era formada por Peter Tosh e Bunny Wailers, além do próprio Bob Marley.

  • Bob Marley sobreviveu a um atentado em 1976.

  • Ele faleceu aos 36 anos, vítima de um câncer.

Origens de Bob Marley

Robert Nesta Marley, internacionalmente conhecido como Bob Marley, nasceu em Nine Mile, cidade do interior da Jamaica, em 6 de fevereiro de 1945. Ele era filho de Cedella Malcolm, uma mulher afro-jamaicana que se casou com 18 anos com um homem branco descendente de ingleses chamado Norval Sinclair Marley.

O pai de Bob Marley não tinha contatos frequentes com seu filho, porque vivia viajando a trabalho e faleceu quando o seu filho era uma criança de dez anos. Na infância, Bob Marley foi matriculado em algumas escolas na região de Nine Mile, mas com 12 anos, Bob Marley e sua mãe mudaram-se para Kingston, capital da Jamaica. Lá, eles residiram em Trenchtown, um bairro pobre, mas conhecido por um forte cenário cultural.

Na sua infância, Bob Marley já demonstrava grande interesse pela música e compartilhava esse gosto com um amigo chamado Neville Livingston (conhecido artisticamente como Bunny Wailer). A amizade entre eles se estreitou porque a mãe de Bob Marley casou-se com o pai de Bunny Wailer, e ambos passaram a compartilhar o lar em Kingston.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Carreira musical de Bob Marley

Junto de seu amigo Bunny Wailer, Bob Marley compartilhava o gosto por ska, um gênero musical jamaicano, e pelo R&B, que estava em grande evidência nos Estados Unidos. Juntos, formaram uma banda, que também contava com a participação de Peter Tosh. Essa banda teve diferentes nomes, mas se consolidou com o nome de The Wailers, que foi adotado somente a partir de 1964.

Uma pessoa muito importante na formação musical de Bob Marley foi Joe Higgs, que deu grande auxílio no desenvolvimento vocal do músico jamaicano. A banda de que Bob Marley fazia parte começou a ganhar projeção a partir de 1962, quando um produtor musical da Jamaica decidiu gravar alguns singles da banda.

O primeiro single lançado pela banda foi Judge not, em 1962. Em 1964, The Wailers conseguiram colocar uma canção — Simmer down — no topo da parada das mais ouvidas da Jamaica. Com o sucesso, a banda vendeu milhares de álbuns naquele país. The Wailers passaram a tocar com importantes músicos jamaicanos, mas alguns membros da banda que haviam ingressado após 1962 decidiram abandoná-la em 1966, deixando-a apenas com o trio original formado por Bob, Bunny e Peter.

Entre 1966 e 1968, a vida de Bob Marley passou por algumas mudanças. Ele mudou-se para os Estados Unidos, onde passou a trabalhar em empresas na região de Wilmington. Antes da mudança, Bob Marley casou-se com Rita Anderson, uma cantora de origem cubana que havia crescido na Jamaica. Por fim, Bob Marley aproximou-se do rastafarianismo, uma religião de origem jamaicana.

A banda de que Bob Marley fazia parte, The Wailers, passou a desfrutar de grande sucesso, fazendo com que rompesse as fronteiras jamaicanas. Assim, a partir de 1972, The Wailers passaram a ser uma banda conhecida não apenas na Jamaica, mas em outras partes do planeta, como o Reino Unido e os Estados Unidos. Ainda assim, o alcance internacional era bastante limitado.

O sucesso de The Wailers foi parte do esforço de Bob Marley, Rita Anderson, Peter Tosh e Bunny Wailer para que a banda conquistasse espaço internacional. Em 1972, The Wailers começaram a gravar um álbum com o apoio da gravadora Island Records. O álbum, chamado Catch a fire, foi lançado em abril de 1973, sendo um sucesso de crítica.

O álbum seguinte, Burnin’, teve uma canção regravada por Eric Clapton. Esse álbum também deu certa projeção a The Wailers na Jamaica, permitindo que a Island Records ampliasse seus investimentos na banda. Após o segundo álbum de The Wailers, Peter Tosh e Bunny Wailer decidiram abandonar a banda para seguir carreira solo. Juntos, ainda gravaram um álbum chamado Natty dread, lançado em 1974.

  • Carreira solo de Bob Marley

Capas de dois discos de Bob Marley & The Wailers com o rosto do cantor; em uma delas, ele está fumando.
Depois de seguir sozinho com sua banda, Bob Marley experimentou grande sucesso. Ele faleceu no auge de sua carreira. [2]

Com a saída de seus amigos, Bob Marley seguiu carreira solo, mas renomeou a banda como Bob Marley & The Wailers. O sucesso internacional de Bob Marley alcançou seu ponto mais alto a partir desse momento de sua carreira e fez dele um dos grandes nomes do reggae em todo o planeta. A banda foi inteiramente reformulada por Bob Marley e Rita Anderson, e o primeiro hit dessa fase foi No woman, no cry.

Bob Marley lançou Rastaman vibration, em 1976, e o álbum foi um grande sucesso. Nesse ano, Bob Marley teve de passar por uma situação bastante delicada. Aquele período foi um momento de grande tensão política na Jamaica devido à rivalidade entre dois partidos locais. Por conta dessa violência política, Bob Marley foi convidado a participar de um show que promovia a paz no país, o Smile Jamaica.

Poucos dias antes do show, Bob Marley e sua banda ensaiavam quando tiveram o local onde estavam invadido por homens armados que começaram a atirar contra os presentes. Bob Marley foi atingido por um tiro de raspão no peito e um tiro em um dos braços. Sua esposa foi ferida com um tiro de raspão na cabeça.

O empresário de Bob Marley, Don Taylor, foi atingido por cinco tiros, precisando passar por uma cirurgia emergencial. Não se sabe o motivo do atentado contra Bob Marley, mas especula-se que tenha acontecido por motivação política, por conta das posições políticas do cantor e por sua participação no show. Mesmo ferido, o cantor jamaicano manteve sua participação.

Depois do show, Bob Marley decidiu exilar-se da Jamaica, mudando-se para a Inglaterra e passando a residir em Londres. Na Inglaterra, Bob Marley gravou Exodus, um dos álbuns mais reconhecidos pela crítica e pelo público da carreira de Bob Marley. Nesse álbum, Bob Marley manifestou algumas de suas posições a favor do pan-africanismo.

Bob Marley ainda lançou outros álbuns, chamados Kaya (1978), Survival (1979) e Uprising (1980). Os álbuns também foram grandes sucessos, contendo canções bastante populares do cantor. Em 1978, Bob Marley retornou brevemente para a Jamaica para participar de mais um show que buscava promover a paz no país. O cantor ainda fez dois políticos populares e de partidos diferentes se cumprimentarem para pacificar o país.

Leia também: Che Guevara — o revolucionário argentino que atuou na Revolução Cubana

Morte de Bob Marley

Em 1977, Bob Marley descobriu, durante um acompanhamento médico, que ele possuía um tipo de câncer em um dos dedos do pé. O tumor foi descoberto depois de uma biópsia que ele havia feito, e ele foi aconselhado a amputar o dedo que continha o tumor como forma de impedir que a doença se espalhasse pelo seu corpo.

Bob Marley recusou-se a seguir o conselho médico, porque sua religião não permitia que partes de seu corpo fossem amputadas. Em 1980, Bob Marley descobriu que o câncer havia se espalhado por diferentes partes de seu corpo, chegando ao cérebro, fígado, estômago e pulmões. O cantor estava no auge de sua carreira, e seus shows ficavam lotados de fãs, mas a doença interrompeu isso.

O cantor decidiu realizar tratamentos alternativos para o câncer, mas esses tratamentos não tiveram impacto algum. Com a doença em estado avançado, Bob Marley decidiu retornar à Jamaica, mas durante a viagem ele piorou de condição e acabou falecendo em um hospital em Miami, nos Estados Unidos.

Bob Marley morreu em 11 de maio de 1981, aos 36 anos. Um funeral foi realizado para o cantor segundo a tradição rastafári, e seu corpo foi enterrado em Nine Mile. Milhares de pessoas compareceram ao funeral de Bob Marley para prestar a ele uma última homenagem.

Créditos das imagens

[1] Commons

[2] Stefano Chiacchiarini ‘74 e Shutterstock

Escritor do artigo
Escrito por: Daniel Neves Silva Formado em História pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) e especialista em História e Narrativas Audiovisuais pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Atua como professor de História desde 2010.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Daniel Neves. "Bob Marley"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biografia/bob-marley.htm. Acesso em 18 de maio de 2024.

De estudante para estudante