Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Vetor e agente etiológico

Saúde e Bem-estar

Vetor e agente etiológico são dois termos importantes quando o assunto é a transmissão de doenças. Apesar de serem usados como sinônimos, possuem significados totalmente distintos.
PUBLICIDADE

Quando estudamos uma doença, um dos principais fatores que avaliamos é sua forma de transmissão. Conhecer essa característica é importante para criar medidas preventivas e até mesmo evitar um surto ou epidemia. Nesse contexto, é essencial entender a diferença entre dois termos básicos: vetor e agente etiológico.

O que é o agente etiológico?

O agente etiológico é capaz de desencadear os sinais e os sintomas de uma patologia. Isso quer dizer que ele é o organismo causador da doença. Na AIDS, por exemplo, o agente etiológico é o vírus HIV. Já no caso da Doença de Chagas, o agente etiológico é o Trypanossoma cruzi.

Os principais agentes etiológicos conhecidos estão normalmente agrupados no grupo dos vírus, bactérias, protozoários, fungos, platelmintos e nematelmintos.

O que é vetor?

Quando falamos que uma doença é transmitida por um vetor, estamos dizendo que, para que a patologia seja passada de um ser para outro, é necessário um veículo de transmissão. Os mosquitos são importantes vetores, como é o caso do Aedes aegypti, que leva o vírus causador da dengue, Zika, febre amarela e chikungunya.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

De acordo com a Sociedade Brasileira de Parasitologia, existem dois tipos de vetores:

  • Vetor biológico: é aquele em que o agente etiológico multiplica-se.

  • Vetor mecânico: é aquele que funciona apenas como transporte, não havendo multiplicação do agente etiológico.

Diferença entre agente etiológico e vetor

O agente etiológico nada mais é do que o organismo causador da doença, e o vetor é aquele que transporta o agente etiológico.

Citando novamente o exemplo da doença de Chagas, o Trypanossoma cruzi é o responsável por causar a doença, ou seja, o agente etiológico. Já o vetor da doença são os insetos conhecidos como barbeiros ou chupões, que liberam o agente etiológico em suas fezes.

Por Ma. Vanessa dos Santos

O <i>Aedes aegypti</i> é um vetor de doenças, ou seja, transporta os agentes etiológicos
O <i>Aedes aegypti</i> é um vetor de doenças, ou seja, transporta os agentes etiológicos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Vetor e agente etiológico"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/saude/vetor-agente-etiologico.htm. Acesso em 20 de junho de 2021.

Lista de Exercícios
Questão 1

Os termos vetores e agentes etiológicos são bastante utilizados quando se trata sobre doenças. Entretanto, apesar de seu uso frequente, muitas pessoas confundem os dois termos. Sobre o assunto, marque a alternativa incorreta:

a) A malária é transmitida pela picada de um mosquito, ou seja, necessita de um vetor para ser transmitida.

b) Agente etiológico diz respeito ao agente causador da doença.

c) O agente etiológico serve de veículo para o vetor.

d) Os vetores podem ser classificados em biológicos e mecânicos.

e) Quando uma doença é transmitida por vetores, não é possível que a transmissão seja realizada de uma pessoa para outra.

Questão 2

Todas as doenças abaixo necessitam de vetores, exceto:

a) Gripe

b) Doença de Chagas

c) Febre amarela

d) Dengue

e) Leishmaniose

Mais Questões
Artigos Relacionados
Saiba mais sobre as bactérias clicando aqui. Confira as características gerais, reprodução e classificação desses seres procariontes.
Modo de transmissão, contágio, sintomas, profilaxia e tratamento da tripanossomíase americana.
Aprenda a diferença entre doenças emergentes e reemergentes e entenda a importância de pesquisas científicas para evitar esses fenômenos.
Você já ouviu falar sobre a Febre do Nilo Ocidental? Clique aqui e entenda o que é essa doença, como é transmitida e quais os seus sintomas.
Filo que abriga vermes cilíndricos, alongados e extremidade final afilada, alguns parasitas de nossa espécie.
Características, classificação e doenças que indivíduos da classe Trematoda e Cestoda podem causar.
Saiba mais sobre os protozoários, organismos unicelulares e heterotróficos incluídos no Reino Protoctista.
Infecção pelo vírus da AIDS e proteína do espermatozoide que potencializa tais efeitos. Conheça as formas de transmissão da AIDS e os mitos existentes.
Os vírus são seres diminutos que só exprimem atividades vitais no interior de células hospedeiras.