Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Golpe de calor

O golpe de calor é uma emergência médica em que a temperatura corporal ultrapassa os 40 ºC.

Idoso com sintomas de golpe de calor devido à exposição excessiva ao Sol.
Golpe de calor é uma condição grave causada pelo aumento da temperatura corporal decorrente da exposição excessiva ao Sol ou ao calor.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

O golpe de calor é uma condição médica em que a temperatura corporal central aumenta para além dos 40 ºC devido a uma falha no mecanismo termorregulador do corpo do indivíduo, o qual é responsável por controlar a temperatura corporal. Pode desencadear sintomas como delírio, convulsões, coma e até mesmo levar o indivíduo a óbito, caso as medidas necessárias para controlar a condição não sejam tomadas.

Assim como os seres humanos, os animais também são suscetíveis aos golpes de calor e medidas devem ser tomadas para evitar que essa condição os acometa. Para isso, eles devem ser mantidos em local fresco e sombreado, hidratados, e os passeios devem ser realizados apenas nos momentos mais frescos do dia. Ainda, é importante estar atento às condições em que se encontram os animais de rua e ajudá-los sempre que possível.

Leia também: 10 dicas valiosas para enfrentar o calor

Tópicos deste artigo

Resumo sobre golpe de calor

  • O golpe de calor é uma condição grave que ocorre quando o indivíduo se expõe ao Sol intenso ou quando realiza esforço físico em ambientes quentes.

  • No golpe de calor, a temperatura corporal central do indivíduo ultrapassa os 40 ºC.

  • Entre os seus sintomas estão dores de cabeça, tontura, vômito, confusão mental e convulsões.

  • A condição é diagnosticada por um médico via análise dos sintomas apresentados.

  • Em casos de golpe de calor, deve-se contactar a emergência o quanto antes, mover o indivíduo para um local fresco e sombreado e realizar algumas medidas para diminuir a temperatura corporal.

  • Não praticar intensa atividade física em ambientes com excessiva exposição ao Sol é uma das medidas para se evitar o quadro.

  • O golpe de calor pode levar o indivíduo a óbito, uma vez que pode desencadear uma resposta inflamatória sistêmica e comprometer o funcionamento de vários órgãos do corpo.

  • Os animais também são suscetíveis ao golpe de calor.

  • Trata-se de uma condição mais grave do que a insolação.

O que é golpe de calor?

O golpe de calor é uma emergência médica em que ocorre o aumento da temperatura central do corpo acima dos 40 ºC, decorrente da exposição excessiva ao Sol ou ao calor intenso ou do esforço físico excessivo em ambientes quentes.

Esse aumento da temperatura corporal é causado por um falha no sistema termorregulador (que regula a temperatura corporal), o que leva a alterações no sistema nervoso central, podendo desencadear uma encefalopatia, e à falha no funcionamento de múltiplos órgãos do corpo. Essa condição pode levar o indivíduo ao coma e, eventualmente, ao óbito.

Para muitos especialistas, o golpe de calor é uma forma de hipertermia (grande aumento da temperatura central do corpo), condição em que ocorre uma resposta inflamatória sistêmica, que leva à falha múltipla de diversos órgãos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Causas do golpe de calor

O golpe de calor é causado por uma intensa exposição ao Sol e ao calor. Essa condição afeta tanto pessoas que realizam atividades físicas em ambientes quentes — golpe de calor por esforço — como também idosos e indivíduos com enfermidades debilitantes que se expõem a períodos de calor intenso — golpe de calor clássico.

O aumento da temperatura corporal central para além dos 40 ºC acontece devido a uma falha no sistema termorregulador do corpo do indivíduo, em que o corpo se torna incapaz de diminuir a temperatura corporal.

Sintomas do golpe de calor

Os sintomas de golpe de calor envolvem disfunções neurológicas, como:

  • temperatura corporal elevada (acima dos 40 ºC);

  • delírio;

  • confusão mental;

  • alterações no comportamento;

  • convulsões;

  • coma. 

Diagnóstico do golpe de calor

O diagnóstico de golpe de calor é feito por um médico, que se baseia na análise dos sintomas apresentados pelo paciente. Com base nos questionamentos levantados pelo médico, ele entenderá quais eram as condições ambientais a que o paciente estava exposto, se estava realizando exercício físico intenso, além de analisar a temperatura corporal.

Além da análise dos sintomas, o médico pode solicitar exames complementares para averiguar se houve complicações em algum órgão ou outras alterações. 

O que fazer em casos de golpe de calor?

Em casos de golpe de calor, deve-se tomar as medidas necessárias para baixar a temperatura corporal do indivíduo de forma lenta e gradativa. Ainda, é essencial o acompanhamento médico a fim de que sejam tomadas as medidas necessárias para que o funcionamento dos órgãos do indivíduo não seja comprometido. Para isso é recomendado:

  • Levar o indivíduo para um local fresco e ventilado.

  • Ingerir água fria ou gelada.

  • Borrifar água em todo o corpo do indivíduo.

  • Aplicar compressas de água fria na testa, no pescoço, nas axilas e nas virilhas.

  • Se estiver consciente, o indivíduo deve ser mantido com a cabeça recostada e elevada.

  • Assim que for possível, o indivíduo deve ser imerso em banho frio ou envolto em panos ou roupas encharcadas.

  • Procurar imediatamente o atendimento médico de emergência.

Como evitar o golpe de calor?

Algumas formas de evitar o golpe de calor.

O golpe de calor pode ser evitado adotando-se medidas simples, como:

  • Evitar permanecer sob o Sol entre as 10 horas e as 16 horas.

  • Usar roupas leves, de cores claras e confortáveis.

  • Usar protetor solar FPS 30 ou elevado.

  • Beber bastante líquido, como água, água de coco e sucos naturais, como forma de manter a hidratação adequada do corpo.

  • Ter cuidado com o consumo de bebidas alcoólicas, que, quando em excesso, provocam desidratação.

  • Evitar permanecer dentro de lugares pequenos e fechados, como dentro de carros, em momentos de muito Sol.

  • Consumir alimentos leves, como frutas e verduras.

  • Não praticar intensa atividade física em ambientes com excessiva exposição ao Sol.

Saiba mais: FPS — índice que determina o tempo máximo de exposição ao Sol em que a pele está protegida pelo protetor solar

Golpe de calor pode matar?

Sim, a taxa de mortalidade ocasionada por golpe de calor ultrapassa os 70%. A morte do indivíduo por golpe de calor normalmente é causada quando há uma falha de múltiplos órgãos do corpo.

Golpe de calor em animais

Assim como os seres humanos, os animais sofrem com o calor excessivo e podem ter sua vida colocada em risco, caso os devidos cuidados não sejam tomados. O golpe de calor em animais acontece quando são expostos ao calor intenso, ou até mesmo quando realizam exercícios em dias muito quentes. Dessa forma, em algumas condições de calor intenso, a temperatura do corpo dos animais se eleva e seu corpo não é capaz de reduzi-la por si só aos níveis normais.

Os sinais de que seu animal está sofrendo com calor incluem:

  • arfar ou salivar excessivamente;

  • desconforto evidente;

  • dificuldade respiratória;

  • temperatura corporal elevada (40,5 ºC ou superior);

  • sangue na urina;

  • sangramento nasal;

  • vômitos e diarreia;

  • desorientação e convulsão.

Nos casos mais graves, os animais podem entrar em coma e até virem a óbito. Para evitar que essa situação aconteça com seu animal ou até com algum animal de rua, é preciso que ele:

  • esteja em um ambiente fresco e sombreado;

  • tenha a seu alcance água limpa e fresca;

  • não se encontre amarrado sob o Sol ou mantido em um ambiente fechado, como o interior de carros;

  • e não esteja fazendo passeios em horários de calor intenso ou quando o Sol se encontra alto.

Diferenças entre golpe de calor e insolação

O golpe de calor é uma emergência médica muito mais grave do que a insolação porque envolve o aumento da temperatura corporal para além dos 40 ºC. Esse aumento expressivo da temperatura corporal não acontece em casos de insolação, em que os sintomas são menos gravosos.

No golpe de calor, acontece uma falha nos mecanismos que regulam a temperatura corporal, o que leva ao comprometimento do funcionamento de diversos órgãos, podendo levar o indivíduo à óbito.                 

Fontes

CERQUEIRA, Mateus. Onda de Calor: Quais sinais que devo estar atento de que algo não está certo no meu corpo? CNN Brasil, 20 set. 2023. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/saude/onda-de-calor-quais-sinais-que-devo-estar-atento-de-que-algo-nao-esta-certo-no-meu-corpo/.

FUCHS, Hannah. O que fazer em caso de insolação e golpe de calor. G1, 21 set. 2023. Disponível em: https://g1.globo.com/saude/noticia/2023/09/21/temperatura-alta-o-que-fazer-em-caso-de-insolacao-e-golpe-de-calor.ghtml.

HORTOLÂNDIA. Profissionais da saúde reforçam cuidados necessários diante da onda de calor. Hortolândia, 21 set. 2023. Disponível em: http://www2.hortolandia.sp.gov.br/noticias/item/23620-profissionais-da-saude-reforcam-cuidados-necessarios-diante-da-onda-de-calor.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Insolação. Ministério da Saúde, [s.d.]. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z/i/insolacao.

NASCIMENTO J. et al. Golpe de calor - dois casos clínicos. Serviço de Cuidados Intensivos Pediátricos CHPorto, [s.d.]. Disponível em: https://repositorio.chporto.pt/bitstream/10400.16/1200/1/Golpe%20de%20calor%20%E2%80%93%20dois%20casos%20cl%C3%ADnicos%20%5B1%5D.pdf.

PIÑEIRO SANDE, N. et al. Golpe de calor. Emergencias (St. Vicenç dels Horts), p. 116-125, 2004.

PURINA. Como evitar os golpes de calor e manter o seu cão fresco, no Verão. Purina, [s.d.]. Disponível em: https://www.purina.pt/artigos/caes/saude/sintomas/golpe-de-calor.

Escritor do artigo
Escrito por: Nicole Fernanda Sozza Formada em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo. Desde 2021 atua na elaboração e revisão de conteúdos didáticos de Ciências e Biologia. Atualmente se dedica ao estudo de edição e preparação de textos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOZZA, Nicole Fernanda. "Golpe de calor"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/saude/golpe-de-calor.htm. Acesso em 13 de julho de 2024.

De estudante para estudante