Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Resenha descritiva

A resenha descritiva apresenta objetivamente as características de uma obra, como enredo e personagens, sem emitir juízo de valor ou análises críticas sobre ela.

Ilustração de um lápis e um livro aberto em alusão à resenha descritiva.
A resenha descritiva traz as principais características de uma obra de forma objetiva.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Resenha descritiva é um tipo de texto que apresenta de maneira objetiva as características de uma obra, de maneira imparcial e que não revele a opinião do autor da resenha.

Leia também: Afinal, o que é uma resenha?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre resenha descritiva

  • A resenha descritiva é o tipo de resenha que descreve a obra de modo conciso.
  • Nesse tipo de resenha, o autor não faz considerações críticas, pois deve apenas apresentar a obra de modo imparcial.
  • É composta de introdução, descrição da obra e conclusão. Quando houver, também apresenta uma seção de referências.
  • A resenha descritiva não deve ser confundida com a resenha crítica, com a resenha científica nem com o resumo.

O que é uma resenha descritiva?

Uma resenha descritiva é um tipo de texto que se concentra em apresentar de maneira concisa as características de uma obra, como um livro, filme, exposição ou qualquer outra forma de produção artística ou intelectual. Ao contrário de uma resenha crítica, que inclui análises e juízos de valor, a resenha descritiva tem como principal objetivo fornecer uma visão clara e objetiva do conteúdo da obra em questão.

Esse tipo de resenha geralmente inclui informações sobre o enredo, os personagens, o cenário, o estilo do autor e outros elementos importantes, proporcionando ao leitor da resenha uma compreensão completa do que esperar ao se envolver com aquela obra descrita nela.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Características da resenha descritiva

A resenha descritiva tem algumas características particulares.

  • Objetividade: ao descrever a obra, o autor elenca elementos que a compõem de forma impessoal e sem julgamento.
  • Descrição concisa: na resenha descritiva, a descrição é feita apresentando, de maneira sucinta e precisa, os elementos que compõem a obra, como enredo, cenário, personagens, desenvolvimento da história, entre outros.
  • Contextualização: muitas vezes, é bom fazer uma contextualização para indicar outros aspectos importantes para a compreensão da obra, como momento histórico e político, impacto cultural e social da obra.

Veja também: Síntese — o que torna esse texto diferente do resumo?

Estrutura da resenha descritiva

A resenha descritiva, em geral, apresenta uma estrutura básica.

  • Bibliografia da obra resenhada: seguem-se geralmente as normas da ABNT ou outra norma indicada.
  • Identificação do resenhista: traz o nome e outros dados pertinentes do autor da resenha, como matrícula, profissão ou título acadêmico.
  • Texto da resenha: é dividido em três partes principais: introdução, descrição da obra resenhada, conclusão e referências, se houver.
    • A introdução apresenta os dados da obra (título, autor, ano de publicação) e, quando relevante, a contextualização história ou cultural.
    • A descrição da obra traz aspectos relevantes para seu entendimento, como enredo, personagens, cenário e estilo do autor, mas de maneira concisa e objetiva.
    • A conclusão faz uma breve recapitulação do que foi descrito, enfatizando a importância desses elementos para uma boa compreensão da obra.
    • Quando houver, as referências trazem outras obras além da que foi resenhada, mas que foram citadas durante a resenha descritiva para auxiliar na apresentação da obra.

Como fazer uma resenha descritiva?

Para escrever uma resenha descritiva, o autor deve evitar emitir opiniões pessoais ou julgamentos sobre a qualidade da obra. Em vez disso, ele precisa apresentar os fatos de forma imparcial e informativa, como as características da obra. Isso permite que os leitores decidam por si mesmos se a obra é adequada aos seus interesses, sem serem influenciados pela perspectiva do resenhista.

Dessa forma, a resenha descritiva desempenha um papel fundamental ao fornecer uma visão abrangente e informativa para aqueles que desejam conhecer uma obra antes de se comprometerem com sua leitura ou visualização.

Exemplo de resenha descritiva

ASSIS, Machado. Dom Casmurro. 23ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2010.

             "Dom Casmurro", escrito por Machado de Assis em 1899, é um clássico da literatura brasileira. O livro conta a história de Bentinho, jovem do Rio de Janeiro do século XIX, e seu amor por Capitu. A trama explora a amizade com Escobar, o ciúme doentio de Bentinho e as complexidades dos relacionamentos. O enredo é entrelaçado com personagens como Dona Glória, a mãe de Bentinho, e o influente amigo José Dias. A narrativa se desenrola em uma atmosfera melancólica, marcada por questionamentos filosóficos e intrigas amorosas.

            Machado de Assis utiliza um estilo literário sofisticado, repleto de ironia e perspicácia. Sua prosa descreve minuciosamente o Rio de Janeiro do século XIX, destacando detalhes da vida cotidiana e das relações sociais. Durante a leitura, fica evidente a complexidade psicológica dos personagens, principalmente de Bentinho e Capitu.

          "Dom Casmurro" é considerado uma obra-prima da literatura brasileira. Nessa narrativa, Machado de Assis criou uma obra que não apenas conta uma história, mas também explora temas universais como amor, ciúme e identidade.

Saiba mais: Como fazer um bom texto argumentativo

Diferenças entre resenha crítica, descritiva e científica

A resenha descritiva busca apresentar uma obra qualquer de maneira objetiva, trazendo detalhes sobre essa obra, mas sem tecer uma análise do ponto de vista de quem escreve a resenha.

a resenha crítica, como o nome já indica, faz essa apresentação de maneira analítica, ou seja, além de apresentar a obra, o autor da resenha tece suas considerações a respeito dela, com argumentos positivos e/ou negativos a respeito da obra.

Por fim, a resenha científica avalia especificamente obras científicas ou acadêmicas, analisando os principais pontos delas, como a metodologia usada na pesquisa, os resultados e a conclusão. Por isso, também é um tipo de resenha que exige uma argumentação igualmente baseada em fundamentos científicos, e não apenas na opinião do autor da resenha.

Diferenças entre resenha descritiva e resumo

A resenha descritiva é escrita apresentando informações um pouco mais completas sobre uma obra (como o enredo, os personagens e o contexto de sua produção), enquanto o resumo apresenta apenas um conteúdo breve e menos aprofundado sobre algo, sem estabelecer análises.

Fontes

FRANÇA, Sirlene Carvalho Rocha. Resenhas, resumos e artigos acadêmicos. Irecê: Itacaiúnas, 2016.

MEDEIROS, João Bosco. Redação científica: a prática de fichamentos, resumos, resenhas. São Paulo: Atlas, 2009.

Escritor do artigo
Escrito por: Guilherme Viana Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

VIANA, Guilherme. "Resenha descritiva"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/redacao/resenha-descritiva.htm. Acesso em 25 de maio de 2024.

De estudante para estudante