Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Amianto

Química

PUBLICIDADE

O amianto é uma fibra mineral natural com larga aplicação comercial e industrial, graças às suas propriedades físico-químicas, que incluem grande flexibilidade e alta resistência química, térmica e elétrica. Também se destaca a facilidade em sua exploração, que traz grandes vantagens econômicas, por possuir preço acessível e grande abundância na natureza. No entanto, ele também é bastante prejudicial à saúde humana e teve seu uso banido em diversos países.

Leia também: Monóxido de carbono — gás inodoro e altamente tóxico

Tipos de amianto

Existem duas variedades de amianto: o crisotila e o anfibólio. O amianto crisotila, também chamado de amianto branco ou asbesto, possui uma estrutura fibrosa, flexível, fina e sedosa. Esse tipo de amianto é o único que possui permissão para a extração, transporte e transformação em outros produtos.

Na imagem, fibras de amianto crisotila.
Na imagem, fibras de amianto crisotila.

Já o amianto anfibólio possui uma fibra mais dura, mais difícil de ser beneficiada e também é mais prejudicial à saúde, por isso sua comercialização é proibida.

Para que serve o amianto?

O amianto está presente, principalmente, nas indústrias da construção civil, onde é utilizado na fabricação de telhas, caixas d’água, divisórias, tubulações, vasos decorativos e outros materiais à base de cimento-amianto.

A maior parte do amianto extraído é usada em materiais com aplicações na área da construção civil.
A maior parte do amianto extraído é usada em materiais com aplicações na área da construção civil.

Devido à sua flexibilidade, resistência, boa qualidade como isolante e o fato de não ser combustível, é utilizado também na fabricação de materiais de isolamento e vedação, acessórios antichamas, equipamentos e materiais de laboratórios, além de possuir aplicação nas indústrias bélica, têxtil, aeroespacial, entre outras aplicações.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Prós e contras do uso do amianto

O amianto é um material bastante versátil e sua extração é barata, por isso seus produtos possuem baixo valor agregado, o que torna fácil sua comercialização. Porém, é uma substância que não possui níveis seguros de uso. Por causar câncer em quem se expõe a essa substância, sejam  trabalhadores, seja a população de modo geral, sua utilização foi banida no Brasil e outros diversos países.

Várias áreas de exploração de amianto foram desativadas após a proibição de uso desse mineral.
Várias áreas de exploração de amianto foram desativadas após a proibição de uso desse mineral.

Apesar de as indústrias que se beneficiam com a comercialização de amianto defenderem que o uso controlado e com medidas de segurança corretas pode trazer vantagens para o comércio em geral, órgãos de saúde, como a Organização Mundial de Saúde, afirmam que não existem métodos seguros de manipulação desse produto e que seus riscos superam os possíveis benefícios.

Leia também: 10 principais causas de morte no mundo

Doenças causadas pelo amianto

O amianto possui um potencial carcinogênico elevado e a exposição a essa substância pode levar à ocorrência de diversas doenças.

  • Asbestose: causada pela deposição das fibras de amianto nos alvéolos pulmonares, o que causa a perda da capacidade respiratória.
  • Câncer de pulmão: está associado a outros tipos de doenças, incluindo a asbestose.
  • Mesotelioma: é uma forma rara de câncer, podendo espalhar-se por vias linfáticas.
A mesotelioma é uma das doenças causadas pela exposição ao amianto.
A mesotelioma é uma das doenças causadas pela exposição ao amianto.

Proibição do uso do amianto

Apesar de todas as suas aplicações e vantagens, o amianto é uma substância extremamente prejudicial à saúde humana. Desde 2017, a extração e a utilização de amianto foram proibidas no Brasil por meio de uma declaração dos ministros do Supremo Tribunal Federal, que afirmaram ser inconstitucional o segundo artigo da Lei 9005/90, que define as regras para a exploração do amianto no país, permitindo sua utilização e comercialização de forma controlada. Mesmo tendo seu uso proibido em mais de 60 países, o amianto ainda está presente em várias casas no Brasil, nas telhas, tubulações e caixas d’água.

 

Por Victor Ricardo Ferreira
Professor de Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FERREIRA, Victor Ricardo. "Amianto"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/amianto.htm. Acesso em 23 de setembro de 2021.

Artigos Relacionados
Saiba mais sobre o benzeno, suas aplicações na indústria, suas características e quais os riscos que pode causar à saúde humana.
Conheça sobre o gás metano. Aprenda quais são as suas características e suas aplicações. Saiba quais riscos o composto oferece à saúde humana.
Confira aqui como o metanol é obtido e quais suas utilizações!
Saiba o que é o monóxido de carbono, como é produzido e quais as complicações causadas ao ser humano quando exposto a esse gás extremamente tóxico.