Topo
pesquisar
Texto-A+A

O que são os raios X?

O que é Física?

O que são os raios X? Essas radiações eletromagnéticas de alta frequência foram descobertas em 1895 e são muito utilizadas no diagnóstico por imagens.
O choque dos raios X com o corpo gera imagens que auxiliam no diagnóstico de problemas de saúde
O choque dos raios X com o corpo gera imagens que auxiliam no diagnóstico de problemas de saúde
PUBLICIDADE

Os raios X são radiações eletromagnéticas de alta frequência, produzidas a partir da colisão de feixes de elétrons com metais. Essa radiação não pode ser percebida pelo olho humano, pois está além da frequência máxima distinguida pela visão humana. É importante na Medicina porque possibilita gerar diagnósticos por meio de imagens.

Descoberta

Em novembro de 1895, o físico alemão Wilhelm Conrad Roentgen (1845-1923) descobriu os raios X enquanto realizava experimentos em seu laboratório. Utilizando um tubo de raios catódicos, Roentgen observou uma inesperada luminosidade e, ao interrompê-la com a mão, viu a imagem de seus ossos exposta em uma tela.

O físico observou que a radiação, denominada de raios X, era capaz de enegrecer filmes fotográficos. Então, em dezembro de 1895, ele pediu que sua esposa, Anna Bertha Roentgen, colocasse a mão entre um filme fotográfico e o tubo de onde os raios eram produzidos. Depois de certo tempo, ele percebeu que a imagem dos ossos da mão da mulher estava impressa no filme fotográfico. Essa foi a primeira radiografia feita no mundo. Em 1901, Wilhelm Conrad Roentgen ganhou o prêmio Nobel de Física por sua descoberta.

No Brasil, a primeira radiografia foi realizada em 1896.

Como são produzidos os raios X?

Em um tubo de raios catódicos, o cátodo, após ser aquecido pela passagem de corrente elétrica, libera elétrons com alta velocidade. Esses elétrons são fortemente atraídos pelo ânodo, no qual acabam colidindo-se, como é possível observar no esquema abaixo:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quando os elétrons dos átomos pertencentes ao ânodo recebem a energia oriunda dos elétrons em movimento, o resultado é a produção de radiações eletromagnéticas, que são denominadas de raios X.

Os raios X, assim como toda radiação eletromagnética, não precisam de meio de propagação e movem-se na velocidade da luz (3,0 x 108 m/s). Essa radiação é ionizante, sendo assim, ela pode gerar danos ao corpo humano em caso de exposições muito prolongadas. A intensidade dos raios X é inversamente proporcional ao quadrado da distância, portanto, quanto mais distante da fonte, menor será a intensidade dos raios.

Exame de raio X

O grande benefício oriundo da descoberta dos raios X foi a possibilidade de realizar diagnósticos por imagens. Tecidos e fibras musculares são praticamente atravessados pelos raios x, enquanto os ossos absorvem essa radiação. Como esses raios têm a capacidade de enegrecer chapas fotográficas, ao colocarem-se partes do corpo humano entre uma fonte de raios x e uma chapa fotográfica, pode-se observar a formação de uma “fotografia” dos ossos.

A radiografia, ou exame de raio X, é um exemplo de como a radiação eletromagnética pode ser empregada na Medicina
A radiografia, ou exame de raio X, é um exemplo de como a radiação eletromagnética pode ser empregada na Medicina

O estudo de órgãos do abdômen, a radiografia do tórax para análise de doenças do pulmão e a mamografia, exame que busca identificar câncer de mama, são exemplos de aplicações dos raios X.


Por Joab Silas
Graduado em Física

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

JúNIOR, Joab Silas Da Silva. "O que são os raios X?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/fisica/o-que-sao-os-raios-x.htm. Acesso em 27 de junho de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola