Topo
pesquisar

História de São Petersburgo

História

A cidade de São Petersburgo foi fundada em 1703 por ordem do czar Pedro I e, ao longo do tempo, grandes eventos da história russa e mundial aconteceram nesta cidade.
PUBLICIDADE

A cidade de São Petersburgo é a segunda maior cidade da Rússia, com cerca de 5,3 milhões de habitantes em estimativas de 2017. A cidade que fica às margens do Rio Neva é um importante centro industrial e uma das cidades mais europeizadas da Rússia. Fundada em 1703 pelo czar Pedro I, a cidade de São Petersburgo passou por diversos eventos marcantes, sobretudo no século XX.

São Petersburgo foi a capital do Império Russo durante mais de dois séculos (1712-1918), deixando de ser capital após os soviéticos optarem por transferi-la para Moscou. Ao longo de sua história, a cidade de São Petersburgo teve seu nome alterado algumas vezes: São Petersburgo (1703-1914 e 1991-atualmente), Petrogrado (1914-1924) e Leningrado (1924-1991).

Ao longo de sua história, a cidade de São Petersburgo abrigou figuras importantes da história da Rússia, como o escritor Fiódor Dostoiévski e o compositor Piotr Ilitch Tchaikovsky. Além disso, o atual presidente da Rússia, Vladimir Putin, nasceu na cidade em 7 de outubro de 1952.

Fundação da cidade de São Petersburgo

A fundação da cidade de São Petersburgo aconteceu no dia 27 de maio de 1703, durante o reinado do czar (imperador) Pedro I, também conhecido como Pedro, o Grande. São Petersburgo fica localizada na região noroeste da Rússia e foi construída depois que aquela região foi conquistada pelos russos em uma guerra travada contra os suecos que ficou conhecida como Grande Guerra do Norte (1700-1721).

A construção de São Petersburgo foi realizada em uma região pantanosa localizada na foz do Rio Neva com o Golfo da Finlândia. A ideia de Pedro I ao construir São Petersburgo foi a de ampliar o contato da Rússia com as nações da Europa Ocidental, além de garantir um estratégico acesso ao Mar Báltico.

Estátua em homenagem ao czar russo Pedro I, considerado o fundador de São Petersburgo
Estátua em homenagem ao czar russo Pedro I, considerado o fundador de São Petersburgo

A construção de São Petersburgo foi determinada pelo czar Pedro I após diversas viagens feitas por ele a diversas metrópoles europeias da época, como Amsterdã e Londres. O projeto arquitetônico da cidade, inclusive, foi realizado inspirando-se no modelo da cidade holandesa de Amsterdã. São Petersburgo foi construída sob condições extremamente adversas, sobretudo pelas imposições geográficas daquela região.

Localizada na foz do Neva com o Golfo da Finlândia, a região de São Petersburgo no começo do século XVIII era pantanosa e sujeita a inundações. Para dar suporte à missão de construir a cidade, o czar Pedro I ordenou que milhares de pessoas fossem transferidas à força para a região para trabalhar na construção da cidade.

Os historiadores estimam que cerca de 30 mil pessoas |1| tenham morrido durante essa construção, vítimas das duras condições de trabalho, além de doenças que se alastraram entre os trabalhadores, como disenteria, escorbuto e malária. Isso fez com que São Petersburgo fosse conhecida como a “cidade construída sobre ossos”.

Pedro I forçou milhares de pessoas a se mudar para a nova cidade e, anos após conquistar uma vitória importante na guerra contra os suecos (Batalha de Poltava), transformou São Petersburgo em capital do Império Russo. O czar russo forçou também vários nobres a se mudarem para a nova capital sob ameaça de perderem seu título de nobreza, além de os forçar a bancar suas despesas na mudança. A partir daí, São Petersburgo desenvolveu-se como o elo da Rússia com a Europa.

São Petersburgo no século XX

Ao longo do século XX, a cidade de São Petersburgo foi palco de eventos importantes tanto da história russa como da história mundial.

Inicialmente, vale destaque para as mudanças de nome que a cidade sofreu ao longo desse período. A primeira alteração aconteceu em 1914 de São Petersburgo para Petrogrado. Essa alteração de nome foi consequência do início da Primeira Guerra Mundial, quando Alemanha e Rússia eram inimigas. O objetivo era retirar as influências germânicas “sankt” e “burg” do nome da cidade no original russo (Sankt-Peterburg). A alteração para Petrograd no russo (Petrogrado, em português) significava “cidade de Pedro”.

Esse nome permaneceu até 1924, quando, em decorrência da morte de Vladimir Lenin, o governo soviético optou por renomear a cidade de Petrogrado para Leningrado (Leningrad, no original em russo). Esse nome permaneceu até 1991, quando, após a desintegração da União Soviética, um plebiscito realizado na cidade determinou por escolha dos cidadãos a restauração para o nome original de São Petersburgo |2|.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A trajetória da cidade de São Petersburgo no século XX pode ser iniciada com um evento de 1905 conhecido como Domingo Sangrento. Esse evento aconteceu no dia 9 de janeiro de 1905, quando as tropas do czar Nicolau II abriram fogo contra uma multidão que protestava pacificamente em frente a um palácio do imperador conhecido como Palácio de Inverno.

Palácio de Inverno, casa dos czares russos e local no qual aconteceu o Domingo Sangrento em 1905
Palácio de Inverno, casa dos czares russos e local no qual aconteceu o Domingo Sangrento em 1905

Esse protesto foi consequência das más condições de trabalho com as quais a população de São Petersburgo lidava nas fábricas e indústrias da cidade. O processo de industrialização da Rússia foi tardio – iniciado a partir de 1890 – e a cidade de São Petersburgo transformou-se em um polo industrial importante da Rússia. As condições de trabalho, no entanto, eram péssimas, e os trabalhadores sofriam maus-tratos.

A situação de pobreza aliada aos maus-tratos e más condições de trabalho resultou em greves e manifestações de trabalhadores. Então, no dia 9 de janeiro de 1905, uma multidão resolveu levar uma petição para o czar Nicolau II exigindo melhorias nas condições de vida. A guarda do palácio do imperador abriu fogo contra a população que protestava pacificamente.

Existe divergência entre os historiadores se o massacre foi intencional ou não. Há aqueles que afirmam que os disparos iniciaram-se de maneira acidental, sem a ordem de abrir fogo, e já outros afirmam que havia intencionalidade de atacar a população como forma de repressão. De qualquer forma, esse evento espalhou um fervor revolucionário por toda a Rússia conhecido como Ensaio Geral de 1905.

Durante a Revolução de 1905, surgiu uma forma de organização dos trabalhadores que ficou conhecida como soviete e que foi fundamental durante a Revolução Russa. O soviete de São Petersburgo foi desarticulado pela repressão do governo czarista em 1905, mas, em 1917, o soviete da cidade (já renomeada como Petrogrado) foi fundamental para o sucesso dos bolcheviques durante a Revolução de Outubro, que transformou a Rússia na primeira nação socialista da história.

Reunião de tropas durante a Revolução de Outubro. Ao fundo está o Palácio de Inverno, em São Petersburgo
Reunião de tropas durante a Revolução de Outubro. Ao fundo está o Palácio de Inverno, em São Petersburgo

O evento mais marcante da história da cidade ocorreu durante a Segunda Guerra Mundial. Com a invasão da União Soviética pela Alemanha Nazista, a cidade (agora renomeada como Leningrado) foi sitiada pelos exércitos alemães em um cerco que se estendeu por quase 900 dias. O cerco iniciou-se em 8 de setembro de 1941 e só foi rompido no dia 27 de janeiro de 1944.

Com os avanços contínuos das tropas alemães sobre o território soviético, o comando nazista optou por cercar a cidade de Leningrado e deixá-la morrer de fome. Isolados, os habitantes da cidade de Leningrado padeceram de fome, uma vez que Moscou só conseguia enviar provisões para a cidade quando o Lago Ladoga congelava.

Monumento em homenagem às vítimas que morreram durante o cerco de Leningrado na 2ª Guerra Mundial*
Monumento em homenagem às vítimas que morreram durante o cerco de Leningrado na 2ª Guerra Mundial*

Os historiadores apontam que o cerco na cidade, além de ter espalhado a fome, disseminou doenças entre os habitantes. Estima-se que aproximadamente 1 milhão de pessoas morreram durante o cerco. No auge da falta de alimento, as autoridades soviéticas registraram também aproximadamente dois mil casos de canibalismo.

Após o fim do regime soviético, conforme mencionado, a cidade passou a se chamar São Petersburgo. Atualmente, é um importante centro econômico da Rússia, tendo um polo industrial importante, sobretudo de indústria pesada, como as siderúrgicas e construtoras de navios. Além disso, a cidade é um polo científico muito importante.

|1| The bloody foundation of St Petersburg. Para acessar ,clique aqui [em inglês].
|2| Leningrad, Petersburg and the Great Name Debate. Para acessar, clique aqui [em inglês].

*Créditos da imagem: Lyudmila2509 e Shutterstock

Por Daniel Neves
Graduado em História

Imagem panorâmica da cidade de São Petersburgo destacando a Catedral do Sangue Derramado com o rio Neva ao fundo
Imagem panorâmica da cidade de São Petersburgo destacando a Catedral do Sangue Derramado com o rio Neva ao fundo

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Daniel Neves. "História de São Petersburgo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historia/historia-sao-petersburgo.htm. Acesso em 19 de novembro de 2019.

Lista de Exercícios
Questão 1

A alteração do nome da cidade de São Petersburgo para Petrogrado, que aconteceu no começo do século XX, está diretamente relacionado com qual evento:

a) Revolução Russa

b) Ensaio Geral de 1905

c) Guerra Russo-Japonesa

d) Primeira Guerra Mundial

e) Guerra Civil Russa

Questão 2

Como ocorreu o desenrolar dos acontecimentos em Leningrado após a invasão dos nazistas na União Soviética durante a Segunda Guerra Mundial?

a) foi mobilizado o Grupo de Exército do Sul para atacar e conquistar Leningrado, enquanto parte das tropas encaminhava-se para conquistar os poços de petróleo nas redondezas.

b) os alemães invadiram a cidade e promoveram um grande massacre de judeus, conhecido como o Massacre de Babi Yar.

c) os alemães dominaram a cidade rapidamente, mas tiveram que lidar com a resistência partisan que se organizou nas florestas próximas a Leningrado.

d) conquistaram a cidade e entregaram-na ao governo finlandês, seu aliado, como vingança pela Guerra do Inverno.

e) os alemães rodearam a cidade e deixaram-na sob um cerco (de quase 900 dias) que tinha como finalidade fazer com que a população local morresse de fome.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola