Topo
pesquisar

Agricultura intensiva e extensiva

Geografia

A arte de cultivar a terra é uma atividade milenar que possui diversas modalidades de produção, como a agricultura intensiva e extensiva.
PUBLICIDADE

A agricultura é uma das mais importantes atividades humanas. Por meio dela, o ser humano finalmente conseguiu deixar o nomadismo e fixar-se em locais em que pudesse plantar para obter seus alimentos. Na atualidade, a agricultura tornou-se uma importante atividade econômica e não atende apenas o setor de produção de gêneros alimentícios.

A evolução na produção fez com que houvesse hoje a possibilidade de uma divisão entre os sistemas produtivos. Conheceremos hoje as modalidades de produção chamadas de agricultura extensiva e intensiva.


Mapa Mental: Agricultura

Mapa Mental: Agricultura

*Para baixar o mapa mental em PDF, clique aqui!

Agricultura intensiva

É uma modalidade de produção agrícola que utiliza intensivamente insumos e tecnologia para o aumento da produtividade e redução nos prazos. É um sistema comum em países desenvolvidos. Nos subdesenvolvidos, quando é utilizado, geralmente tem a produção destinada ao mercado externo.

Características da agricultura intensiva

Na agricultura intensiva, há a utilização de máquinas, tecnologia e mão de obra especializada
Na agricultura intensiva, há a utilização de máquinas, tecnologia e mão de obra especializada

  • Há uma intensa mecanização de todas as etapas do processo produtivo. Desde a preparação do solo, passando pelo combate às pragas da lavoura e finalizando na colheita, são usadas máquinas para realizar cada uma dessas etapas;

  • Grande parte da mão de obra utilizada é qualificada. Como o uso de máquinas é frequente, os poucos trabalhadores dessa modalidade estão concentrados nas áreas técnicas e de manutenção e operação dos equipamentos;

  • A agricultura intensiva utiliza diversos tipos de insumos para otimizar a produção e aumentar a produtividade. Antes do plantio, o solo é corrigido e fertilizado por meio de fertilizantes químicos. As pragas também são controladas por agrotóxicos, os chamados defensivos agrícolas, que possuem alto custo, mas alto poder de sucesso no combate a organismos nocivos às lavouras;

  • Geralmente é utilizada a seleção de sementes e espécies ou que são imunes ou mais resistentes às pragas. Além das sementes selecionadas, é cada vez mais comum o uso de sementes e mudas geneticamente modificadas, as sementes transgênicas;

  • Na modalidade de produção intensiva, é comum a utilização de técnicas e tecnologia, como irrigação, terraceamento, drenagem dos solos etc.

  • A finalidade desse sistema e talvez a principal característica é a alta produtividade. Seu alcance depende do investimento em insumos e recursos tecnológicos. Como resultado, obtém-se aumento da produtividade e a diminuição do tempo para a colheita.

Agricultura extensiva

É um sistema agrícola caracterizado pelo uso de técnicas rudimentares ou tradicionais na produção. Esse tipo de agricultura pode ser encontrado tanto nas pequenas quanto nas grandes propriedades com o predomínio da mão de obra humana e baixa mecanização. É comum nos países subdesenvolvidos, pois é uma modalidade de produção que demanda menor necessidade de recursos financeiros. Nesse quesito, opõe-se à agricultura intensiva, onde há investimento financeiro significativo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Na agricultura extensiva, é comum o uso de mão de obra sem qualificação
Na agricultura extensiva, é comum o uso de mão de obra sem qualificação

Características da agricultura extensiva

  • Esse sistema de produção agrícola, ao contrário da agricultura intensiva, é realizado de forma tradicional e trabalha com grande número de trabalhadores;

  • O uso de tecnologia é reduzido ou inexistente. Por ser uma modalidade de produção que dispõe de poucos recursos para investimento, as caras técnicas de produção agrícola geralmente não são utilizadas;

  • A preparação do solo é feita de maneira rudimentar. Em muitos casos, usa-se o arado puxado por animais e não há preparação do solo, como a correção ou utilização de fertilizantes. O plantio é feito no solo, nas condições em que ele se apresenta;

  • As sementes utilizadas não são selecionadas. Muitas vezes, o agricultor extensivo guarda uma parte da produção anterior para ser utilizada como semente nos próximos plantios;

  • A competitividade no mercado interno e externo fica comprometida, pois a qualidade da produção e a produtividade por hectare não conseguem chegar próximo ao patamar alcançado pela produção intensiva;

  • A agricultura extensiva é encontrada tanto nas pequenas quanto nas grandes propriedades. O que caracteriza a agricultura extensiva é a baixa utilização de técnicas, mecanização e insumos agrícolas, e não o tamanho da área plantada;

  • Está refém das condições naturais, como a condição dos solos na época da semeadura, a quantidade de chuvas nos períodos certos e a umidade e temperatura;

  • É uma modalidade que muitas vezes apresenta baixa produtividade por hectare. Contudo, pode apresentar alta produção, quando a área plantada é grande e as condições naturais (como as chuvas e o solo) favoreceram a produção naquele determinado período.

Agricultura intensiva e meio ambiente

Tanto a agricultura extensiva como a intensiva ocasionam impactos ao meio ambiente. A retirada da cobertura vegetal para o plantio nas duas modalidades é o início de uma série de mudanças, muitas vezes negativas, no meio natural. Entretanto, é preciso admitir que a agricultura intensiva, pela quantidade de insumos, recursos e técnicas, é a grande vilã no que diz respeito aos impactos ambientais.

As mais significativas críticas dos ambientalistas estão no fato de que essa modalidade de produção agrícola utiliza grande quantidade de combustíveis fósseis para o maquinário e polui o solo, ar e água com corretivos e defensivos agrícolas.


Por Amarolina Ribeiro
Graduada em Geografia

*Mapa Mental por Rafaela Sousa
Graduada em Geografia

A agricultura intensiva e extensiva são modalidades opostas no que diz respeito ao montante de recursos empregados na produção
A agricultura intensiva e extensiva são modalidades opostas no que diz respeito ao montante de recursos empregados na produção

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

RIBEIRO, Amarolina. "Agricultura intensiva e extensiva"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/agricultura-intensiva-extensiva.htm. Acesso em 23 de setembro de 2019.

Lista de Exercícios
Questão 1

(UEG) A produção agropecuária, na atualidade, requer a adoção de sistemas de produção rural (intensivos e extensivos), que dependem principalmente:

a) do tamanho da propriedade e da presença de recursos hídricos abundantes para a implantação de pivôs centrais.

b) da existência de fatores naturais como clima úmido, solos férteis, relevo plano e proximidade das vias de transportes.

c) das condições físico-geográficas de uma região, da cultura e do nível de desenvolvimento econômico de uma determinada sociedade.

d) do uso de agrotóxicos e de sementes transgênicas, da utilização de mão de obra barata e de técnicas tradicionais de produção.

Questão 2

Assinale a opção que apresenta somente características da agricultura intensiva:

a) Mão de obra qualificada, minifúndios, produtos para exportação.

b) Mão de obra desqualificada, rotação de culturas, latifúndios.

c) Mão de obra qualificada, alta produtividade, latifúndios.

d) Mão de obra desqualificada, baixa produtividade, minifúndios.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola