Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

5 de maio — Dia Mundial da Língua Portuguesa

Datas Comemorativas

PUBLICIDADE

5 de maio — Dia Mundial da Língua Portuguesa — foi a data escolhida na 40a Conferência Geral da UNESCO para celebrar a língua e a cultura de países que têm o português como língua oficial. Portanto, nesse dia, o cinema, a literatura e a música desses países são também homenageados, pois são responsáveis pela preservação do idioma, além de fazer com que ele ultrapasse fronteiras linguísticas e culturais.

Nesse dia, todos os países estão convidados a realizar atividades que celebrem essa língua, que podem ser desde a exibição de filmes até a realização de debates sobre o idioma, que já foi homenageado por escritores e escritoras, como Olavo Bilac e Clarice Lispector.

Leia também: 1º de maio — Dia da Literatura Brasileira

Origem do Dia Mundial da Língua Portuguesa

No dia 25 de novembro de 2009, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), em sua 40a Conferência Geral, proclamou o dia 5 de maio como o Dia Mundial da Língua Portuguesa. Segundo a “Ata da conferência”|1|, a escolha de um dia para comemorar a língua portuguesa justifica-se pela “contribuição da língua portuguesa na preservação e difusão da civilização e da cultura humanas”.

São nove os países integrantes da Comunidade de Países de Língua Portuguesa.
São nove os países integrantes da Comunidade de Países de Língua Portuguesa.

Para essa decisão, também foi levado em consideração o fato de que:

  • “o português é a língua de nove Estados-Membros da UNESCO”,
  • “é a língua oficial de três organizações continentais e da Conferência Geral da UNESCO”,
  • “é falado por mais de 265 milhões de pessoas”, além de ser
  • “a língua mais falada no Hemisfério Sul”.

Ainda, a escolha de um dia para homenagear, todos os anos, a língua portuguesa deveu-se também à “necessidade de estabelecer uma cooperação mais ampla entre os povos por meio do multilinguismo, da aproximação cultural e do diálogo entre civilizações”.

E também à “resolução de 2009 do Conselho de Ministros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), que instituiu o 05 de maio como Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP”, e às “garantias oferecidas pelos Estados que têm o português como língua oficial, em relação à salvaguarda, à conservação e à celebração desse idioma, assim como seu compromisso ativo em favor da promoção de um dia mundial da língua portuguesa e da participação nele”.

Desse modo, é função da Diretoria-Geral da UNESCO promover “a celebração do Dia Mundial da Língua Portuguesa” e incentivar “os Estados-Membros, especialmente os da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), e outras partes interessadas a participarem dessa celebração da maneira que cada um considere mais apropriada”.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que o Dia Mundial da Língua Portuguesa comemora?

Os colonizadores portugueses conquistaram terras e impuseram o seu idioma.
Os colonizadores portugueses conquistaram terras e impuseram o seu idioma.

A península ibérica, a partir do domínio romano iniciado em 219 a. C., passou por um processo de miscigenação e aculturação. Assim, durante séculos, o latim predominou na maior parte dessa região, e foi do latim vulgar, falado pelo povo, que surgiu a língua portuguesa. Entretanto, no século VIII, ocorreu a invasão muçulmana, que manteve o domínio árabe no sul da península até os cristãos reconquistarem tal território.

Durante a reconquista, a península estava dividida entre os reinos de Leão, Castela e Aragão, governados, no século XI, pelo rei Afonso VI (1047-1109), que celebrou o casamento de sua filha Urraca com o cavaleiro Raimundo e deu-lhe como dote a Galiza. Já o cavaleiro Henrique casou-se com a outra filha do rei, Teresa, e ganhou o Condado Portucalense. D. Henrique de Borgonha (1066-1112), então, aumentou seu território na luta contra os mouros, e assim surgiu Portugal.

A mistura do latim vulgar com as línguas das regiões dominadas pelos romanos deu origem a vários dialetos, chamados de romanço, que levaram às chamadas línguas neolatinas (italiano, francês, espanhol, português, entre outras). Dessa forma, na península ibérica, predominaram as seguintes línguas: o catalão, o castelhano e o galego-português.

Essa última era falada na Galiza e em Portugal, entre os séculos XII e XIV. A partir do século XIV, a forma de falar na região de Lisboa começou a predominar. Surgiu, então, a língua portuguesa, mas foi só no século XVI que essa língua assumiu as características condizentes com o português atual.

No final do século XV, Portugal iniciou seu processo de expansão, o que resultou em influência cultural nos países dominados, incluindo a imposição da língua portuguesa. Dessa forma, os países que hoje têm a língua portuguesa como oficial e principal, além de Portugal, são: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, e Timor Leste.

Portanto, o Dia Mundial da Língua Portuguesa comemora a história desses países e homenageia os 265 milhões de pessoas que hoje falam português. Por ser uma data mundial, países que não falam português também prestam homenagens a essa língua, o que permite que eles tenham, nesse dia, um maior contato com a cultura de países de língua portuguesa. Ao celebrar esse idioma, é possível também incentivar a sua preservação, pois a morte de qualquer língua implica também a morte da cultura relacionada a ela.

Cada país está livre para comemorar esse dia da forma que achar melhor. Por isso, escolas e órgãos públicos podem promover eventos sobre a cultura de países de língua portuguesa, incentivar o aprendizado do português como segunda língua (em países nos quais ela não é oficial), como também debater a importância da preservação da língua portuguesa (nos países em que ela é oficial) como veículo de transmissão de cultura, com base em livros, filmes e músicas.

Leia também: 21 de março — Dia Mundial da Poesia

Atividades sobre o Dia Mundial da Língua Portuguesa

Assistir a filmes gravados em língua portuguesa é também uma forma de celebrar o idioma.
Assistir a filmes gravados em língua portuguesa é também uma forma de celebrar o idioma.

Para o dia 5 de maio, Dia Mundial da Língua Portuguesa, sugerimos as seguintes atividades estatais, seja nos países cuja língua oficial é o português, seja em outros países:

  • Mostra de cinema: a produção de filmes em língua portuguesa é extensa e pouco divulgada mesmo nos países que compartilham esse idioma; assim, há muitos brasileiros que nunca viram um filme português ou angolano, por exemplo.
  • Concurso internacional de literatura em língua portuguesa: incentivar a produção de poesia e prosa, em língua portuguesa e cuja temática é a língua portuguesa, pode gerar reflexões sobre o idioma e estimular a escrita nessa língua.
  • Festival de música: a apresentação de cantoras e cantores, bandas e grupos musicais, com intuito de divulgar letras escritas em português, pode ser uma forma de valorizar não só o idioma, como também as composições em língua portuguesa.

Já no âmbito escolar e acadêmico:

  • Debates (colóquios, simpósios, congressos), cuja temática é a língua portuguesa, que podem abranger linguística, literatura, música, cinema, história e sociologia.
  • Apresentação do resultado de pesquisas, coordenadas por professores ou acadêmicos, cuja temática é a língua portuguesa.
  • Oficinas de escrita literária em língua portuguesa, declamação de poesias e leitura de outros textos.
  • Apresentações de cantores, cantoras e bandas amadores, com composições próprias, em língua portuguesa.
  • Realização de curtas-metragens com o foco nas diferenças regionais ou em curiosidades do idioma.

Acesse também: 18 de abril - Dia Nacional do Livro Infantil

Homenagens

Escrever é uma declaração de amor à língua portuguesa.
Escrever é uma declaração de amor à língua portuguesa.

A seguir, dois textos que homenageiam a língua portuguesa. O primeiro deles é o soneto de Olavo Bilac (1865-1918): Língua portuguesa. Nesse poema, o eu lírico chama a língua portuguesa de “última flor do Lácio”. O Lácio é uma região da Itália. Portanto, ele se refere ao latim vulgar, a origem do português. Por isso, a flor (o idioma) é inculta, porém bela. É esplendorosa, mas também é sepultura, já que o latim é um idioma morto.

Dessa forma, o eu lírico enaltece a língua portuguesa: bela, esplendorosa, ouro, e, ao mesmo tempo, mostra a rusticidade de sua origem: inculta, ganga impura, bruta mina, cascalhos. Em seguida, ele declara seu amor à língua portuguesa, que, apesar de rude e dolorosa, é sua herança cultural e emotiva:

Última flor do Lácio, inculta e bela,
És, a um tempo, esplendor e sepultura:
Ouro nativo, que na ganga impura
A bruta mina entre os cascalhos vela...

Amo-te assim, desconhecida e obscura,
Tuba de alto clangor, lira singela,
Que tens o trom e o silvo da procela
E o arrolo da saudade e da ternura!

Amo o teu viço agreste e o teu aroma
De virgens selvas e de oceano largo!
Amo-te, ó rude e doloroso idioma,

Em que da voz materna ouvi: “meu filho!”
E em que Camões chorou, no exílio amargo,
O gênio sem ventura e o amor sem brilho!

A matéria-prima dos escritores é a língua. Nada mais natural que sejam eles aqueles que mais tenham a dizer sobre ela. Se Olavo Bilac usou a poesia, Clarice Lispector (1920-1977) recorreu à prosa. Assim, o segundo texto é uma crônica dessa escritora, com o sugestivo título de Declaração de amor. Uma declaração que termina com o desejo de fidelidade ao idioma:

“Esta é uma confissão de amor: amo a língua portuguesa. Ela não é fácil. Não é maleável. E, como não foi profundamente trabalhada pelo pensamento, a sua tendência é a de não ter sutilezas e de reagir às vezes com um verdadeiro pontapé contra os que temerariamente ousam transformá-la numa linguagem de sentimento e de alerteza. E de amor. A língua portuguesa é um verdadeiro desafio para quem escreve. Sobretudo para quem escreve tirando das coisas e das pessoas a primeira capa de superficialismo.

Às vezes ela reage diante de um pensamento mais complicado. Às vezes se assusta com o imprevisível de uma frase. Eu gosto de manejá-la — como gostava de estar montada num cavalo e guiá-lo pelas rédeas, às vezes lentamente, às vezes a galope.
Eu queria que a língua portuguesa chegasse ao máximo nas minhas mãos. E este desejo todos os que escrevem têm. Um Camões e outros iguais não bastaram para nos dar para sempre uma herança de língua já feita. Todos nós que escrevemos estamos fazendo do túmulo do pensamento alguma coisa que lhe dê vida.
Essas dificuldades, nós as temos. Mas não falei do encantamento de lidar com uma língua que não foi aprofundada. O que recebi de herança não me chega.
Se eu fosse muda, e também não pudesse escrever, e me perguntassem a que língua eu queria pertencer, eu diria: inglês, que é preciso e belo. Mas como não nasci muda e pude escrever, tornou-se absolutamente claro para mim que eu queria mesmo era escrever em português. Eu até queria não ter aprendido outras línguas: só para que a minha abordagem do português fosse virgem e límpida.”

Nota

|1|Tradução dos trechos citados da “Ata”, do espanhol para o português, de Warley Souza. 

 

Por Warley Souza
Professor de Literatura

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Warley. "5 de maio — Dia Mundial da Língua Portuguesa"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/5-de-maio-dia-mundial-da-lingua-portuguesa.htm. Acesso em 20 de outubro de 2021.

Assista às nossas videoaulas
Artigos Relacionados
Entenda a importância de celebrar o Dia Nacional da Escola, bem como conheça a história de como a alfabetização chegou ao Brasil e como surgiram as primeiras escolas.
Entenda por que 18 de abril é o Dia Nacional do Livro Infantil. Saiba quem foi Monteiro Lobato. Conheça cinco grandes obras da literatura infantojuvenil.
Saiba por que 2 de Abril é o Dia Internacional do Livro Infantil e o que se comemora nesse dia. Confira também cinco livros infantis que você precisa ler!
Dia Nacional do Livro é celebrado em 29 de outubro. Conheça a origem da data, leia sobre a importância do livro e saiba como adquirir o hábito da leitura.
Acesse para compreender quais são os efeitos e as técnicas usados para fazer a adaptação de um livro em filme e veja alguns exemplos.
A importância de se criar a consciência da conservação do meio ambiente.