Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Matriz energética brasileira

A matriz energética brasileira é considerada limpa quando comparada à matriz energética mundial. É formada por quase 45% de fontes renováveis.

Representação das diferentes fontes de geração de energia que formam a matriz energética brasileira.
A matriz energética brasileira é formada por diferentes fontes de geração de energia, com destaque para o petróleo e a água.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Matriz energética brasileira é o conjunto de fontes de energia utilizadas no território nacional. Pouco mais da metade da matriz energética do Brasil (55%) é composta por fontes não renováveis de geração de energia, com destaque para os combustíveis fósseis. Apesar disso, chama a atenção a grande participação das fontes consideradas limpas, como os biocombustíveis e a energia hidráulica. Por essa razão, a matriz energética brasileira é considerada uma das mais renováveis do mundo.

Confira nosso podcast: Quais são os principais impactos gerados pelo uso das fontes de energia?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre matriz energética brasileira

  • A matriz energética brasileira é o conjunto de fontes utilizadas para a geração de toda a energia que é consumida no território nacional.

  • É formada por 55,2% de fontes não renováveis e 44,8% de fontes renováveis.

  • Petróleo, gás natural, biomassa da cana e energia hidráulica são as principais fontes de energia da matriz energética brasileira.

  • Uma vantagem da matriz energética brasileira é a grande participação de fontes renováveis na sua composição. Em função disso, é considerada uma das mais limpas do mundo.

  • Entretanto, as fontes não renováveis, como os combustíveis fósseis, ainda representam mais da metade da matriz. Essa é uma de suas desvantagens.

  • A matriz energética mundial é dominada pelos combustíveis fósseis (gás natural, petróleo e carvão mineral). As fontes renováveis representam somente 15% da energia global.

  • A matriz elétrica brasileira é formada pelas fontes de energia utilizadas na geração de eletricidade.

  • As fontes renováveis são 78,1% da matriz elétrica do Brasil, com destaque para a energia hidráulica, que representa uma fatia de 56,8% da eletricidade produzida no país.

O que é matriz energética?

Matriz energética é o nome dado ao conjunto de fontes utilizadas para a geração da energia consumida em determinada localidade. A composição da matriz energética leva em consideração, portanto, a relação entre o consumo de energia por diferentes usuários (indústria, agropecuária, comércio, residências etc.) e a oferta proveniente tanto das fontes renováveis quanto das fontes não renováveis. É importante retomarmos brevemente o que é cada um desses tipos de fontes de energia:

  • Fontes renováveis de geração de energia: elementos que possuem rápida capacidade de reposição na natureza, razão pela qual são caracterizados como inesgotáveis. Exemplos: água, radiação solar, ventos, biomassa, marés, e calor interno da Terra.

  • Fontes não renováveis de geração de energia: elementos que não se regeneram rapidamente na natureza e cujas reservas poderão se esgotar em um futuro próximo. Exemplos: petróleo, carvão mineral, gás natural, e substâncias radioativas como o urânio.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Qual é a matriz energética brasileira?

A matriz energética brasileira é composta por 44,8% de fontes renováveis de energia, de acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o que faz dela uma das mais limpas do mundo.

Uma dessas fontes renováveis é a água, empregada na geração de energia hidrelétrica. Enquanto a energia hidráulica representa 11% da matriz energética brasileira, a água responde por 56,8% da eletricidade que é gerada no Brasil, sendo, portanto, a principal fonte de energia elétrica do país.

A despeito da queda observada entre 2020 e 2021 (explicada por fatores como a escassez hídrica no país), a biomassa e outros elementos derivados da cana-de-açúcar representam a principal fonte de energia renovável no Brasil, respondendo por 16,4% da matriz energética nacional. No caso do etanol, um dos elementos derivados da cana-de-açúcar, sua principal utilização é como combustível no setor de transportes.

Lenha, carvão vegetal e outras fontes completam o quadro de recursos renováveis da matriz energética brasileira. O conjunto descrito como “outras fontes renováveis” pela EPE inclui fontes de energia que têm crescido nos últimos anos no Brasil, como a energia eólica e a energia solar. Integram esse grupo também a lixívia (ou licor negro) — líquido resultante do processamento de papel e celulose —, o biodiesel e o biogás.

Apesar do uso crescente de energia renovável, as fontes não renováveis são predominantes na matriz energética brasileira. O relatório mais recente da EPE indica que esse tipo de fonte representa 55,2% da matriz energética do país, com maior participação dos combustíveis fósseis. Somente o petróleo responde por 34,4% da energia consumida no Brasil, seguido do gás natural (13,3%) e do carvão mineral (5,6%). Além desses, o urânio também faz parte da matriz brasileira, sendo utilizado na geração de energia nuclear.

Gráfico da matriz energética brasileira

Gráfico da matriz energética brasileira.
Gráfico elaborado com base no Balanço Energético Nacional (2022), realizado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

Quais são as vantagens e as desvantagens da matriz energética brasileira?

Vantagens da matriz energética brasileira

A matriz energética brasileira é bastante diversificada e é considerada uma das mais limpas do mundo, o que configura suas principais vantagens.

Com base nesse quadro, podemos dizer que o consumo e a geração de energia no Brasil se tornam menos agressivos ao meio ambiente e emitem menos gases poluentes na atmosfera se comparados a outros países que se apoiam nos combustíveis fósseis, como o gás natural, muito utilizado no aquecimento de residências nas regiões mais frias do mundo.

Desvantagens da matriz energética brasileira

A predominância de fontes não renováveis é a maior desvantagem da matriz energética brasileira, uma vez que essas fontes representam mais da metade do quadro de geração de energia do país.

Houve um aumento recente no uso de energias limpas no Brasil, com destaque para as energias solar e eólica. Entretanto, a infraestrutura para a sua instalação demanda um investimento elevado, além do seu uso e aproveitamento dependerem de fatores atmosféricos e climáticos, o que se torna um impeditivo para o uso em algumas áreas do país.

Existem, ainda, muitos impactos socioambientais causados pela geração de energia por meio de fontes renováveis e não renováveis. Os combustíveis fósseis, como sabemos, são altamente poluentes e causam inúmeros problemas ambientais, além de contribuem para o agravamento do aquecimento global.

No caso das fontes limpas, a abertura de áreas para a construção de usinas e centrais de geração de energia e a sua própria infraestrutura podem provocar o desequilíbrio ambiental com o desmatamento, o desvio de cursos d’água e alterações nos solos, o que causa prejuízos à biodiversidade e pode resultar em transtornos para a população local.

Leia também: Como é feita a distribuição de energia elétrica no Brasil?

Matriz energética mundial

A matriz energética mundial está na contramão da matriz energética brasileira. De acordo com dados da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês), as fontes não renováveis de energia representam 85% da matriz energética mundial, e, desses, somente os combustíveis fósseis (petróleo, carvão mineral e gás natural) representam quase 80%. Das fontes renováveis, os biocombustíveis e a biomassa são as mais utilizadas mundialmente, representando 9,8% da matriz energética.

Confira a composição da matriz energética mundial na seguinte tabela|1|:

Matriz energética mundial

Fonte de energia

Participação

Petróleo

29,5%

Carvão mineral

26,8%

Gás natural

23,7%

Biocombustíveis e biomassa

9,8%

Nuclear

5%

Hidráulica

2,7%

Outras fontes (solar, eólica, térmica etc.)

2,5%

O que é a matriz elétrica brasileira?

A matriz elétrica brasileira nada mais é do que o conjunto de fontes utilizadas para a geração de eletricidade no país. Mais da metade da energia elétrica do Brasil corresponde à energia hidrelétrica, proveniente das usinas hidrelétricas. Considerando todas as fontes renováveis, elas correspondem a 78,1% da geração de energia elétrica no território nacional. Em função disso, podemos dizer que o Brasil possui uma matriz elétrica limpa (ou renovável).

Confira como é composta a matriz elétrica brasileira na seguinte tabela|2|:

Matriz elétrica brasileira

Fonte de energia

Participação

Hidráulica

56,8%

Gás natural

12,8%

Eólica

10,6%

Biomassa

8,2%

Carvão e derivados

3,9%

Derivados de petróleo

3%

Solar

2,5%

Nuclear

2,2%

Exercícios resolvidos sobre matriz energética brasileira

Questão 1

(Unicamp) Matriz energética é o conjunto de fontes de energia disponíveis. Os gráficos a seguir representam a matriz energética no mundo e no Brasil, mostrando as fontes de energia renováveis e não renováveis.

Gráficos representando a matriz energética do mundo e do Brasil em uma questão da Unicamp.

[1] Carvão.

[2] Petróleo e derivados.

[3] Gás natural.

[4] Nuclear.

[5] Energia hidráulica.

[6] Biomassa.

[7] Energia solar, eólica e geotérmica.

[8] Derivados de cana-de-açúcar.

[9] Lenha e carvão vegetal.

[10] Outras fontes não renováveis.

[11] Lixívia (líquido resultante do processamento da madeira para extração da celulose) e outras fontes renováveis.

(Fonte: http://www.epe.gov.br/pt/abcdenergia/matriz-energetica-e-eletrica. Acessado em 02/05/2019.)

Considerando seus conhecimentos sobre meio ambiente e as informações fornecidas, assinale a alternativa correta.

A) A matriz energética brasileira utiliza menor porcentagem de energia renovável que a mundial, com o uso predominante de combustíveis fósseis.

B) Gás natural, biomassa, energia hidráulica, energia solar, eólica e geotérmica são as fontes renováveis de energia utilizadas na matriz mundial.

C) A matriz energética brasileira é mais dependente de fontes renováveis de energia do que a matriz mundial, como alternativa ao uso de combustíveis fósseis.

D) Os biocombustíveis derivados da cana-de-açúcar e do gás natural são as principais fontes renováveis nas matrizes brasileira e mundial, respectivamente.

Resolução:

Alternativa C

A matriz energética brasileira se utiliza de mais fontes renováveis do que a matriz mundial. Mais de 44% das fontes de energia do Brasil são consideradas limpas, enquanto no restante do mundo essa parcela cai para apenas 15%.

Questão 2

(Unesp) O petróleo lidera e continuará liderando o ranking das fontes energéticas nas próximas décadas, seguido do carvão e do gás natural. Outras fontes de energia já são também apontadas como alternativas para o século XXI. Assinale a alternativa que ressalta a contribuição do Brasil nesse panorama global.

A) O Brasil desponta com tecnologias para a produção de energia nuclear como uma alternativa mais econômica do que as demais.

B) O Brasil tem, nos últimos anos, exportado conhecimentos e tecnologias no setor de energia eólica, liderando o ranking nesse setor.

C) No Brasil, são as pequenas indústrias as responsáveis pela produção e pelos acordos internacionais relativos ao biocombustível.

D) Estudos sobre a energia solar utilizada na região Sul brasileira têm chamado a atenção de países como Inglaterra e Itália, os quais têm investido maciçamente no setor.

E) O Brasil apresenta grandes vantagens (físicas e territoriais) para a produção de biocombustível, as quais potencializam a produção de energia renovável.

Resolução:

Alternativa E

O biocombustível produzido da cana-de-açúcar é um dos meios de contribuição do Brasil nesse cenário global, tendo em vista as condições climáticas propícias ao desenvolvimento desse cultivo e as amplas extensões de terra plantadas, possibilitadas pela extensão territorial do país.

Notas

|1| IEA. Energy Statistics Data Browser: Energy supply. IEA, 2021. Disponível aqui.

|2| EPE. Balanço Energético Nacional 2022: Ano base 2021. Rio de Janeiro: Empresa de Pesquisa Energética (EPE), 2022. Disponível aqui.

 

Por Paloma Guitarrara
Professora de Geografia

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Matriz energética brasileira"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/brasil/matriz-energetica-brasileira.htm. Acesso em 22 de fevereiro de 2024.

De estudante para estudante


Lista de exercícios


Exercício 1

A matriz energética de um país é formada por fontes renováveis e não renováveis de energia. Um exemplo de recurso renovável de energia é o

a) petróleo.

b) carvão mineral.

c) vento.

d) gás natural.

e) urânio.

Exercício 2

O etanol é um dos principais elementos que compõem a matriz energética dos transportes no Brasil. Ele é classificado como uma fonte de energia

a) renovável, como o carvão.

b) não renovável, como o gás.

c) renovável, como a biomassa.

d) primária, como o petróleo.

e) fóssil, como o petróleo.