Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Congelamento de óvulos

O congelamento de óvulos é um procedimento médico que permite preservar os óvulos de uma pessoa para uso futuro.

Médico manipulando óvulos congelados, uma alusão ao congelamento de óvulos.
O congelamento de óvulos é um procedimento médico em que os óvulos são conservados em baixas temperaturas para serem utilizados no futuro.
Crédito da Imagem: Shutterstock.com
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

O congelamento de óvulos é um procedimento médico utilizado para preservar óvulos para uso futuro, oferecendo a oportunidade de ter filhos em outro momento. É recomendado em diversas situações, como para planejamento familiar ou diante de tratamentos médicos que podem afetar a fertilidade, como a quimioterapia.

Leia também: Como é o óvulo humano?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre congelamento de óvulos

  • O congelamento de óvulos é um procedimento médico que permite preservar óvulos para uma possível gravidez futura.

  • O congelamento de óvulos é recomendado para preservar a fertilidade de uma pessoa que não quer ou não pode gestar no momento presente.

  • O congelamento de óvulos preserva a fertilidade, oferecendo segurança e controle reprodutivo diante de incertezas futuras.

  • Recomenda-se que o congelamento de óvulos ocorra até os 35 anos.

  • Os óvulos geralmente são mantidos congelados por até 10 anos.

  • Alguns dos riscos do congelamento de óvulos são complicações durante a coleta dos óvulos e os efeitos da anestesia.

  • A primeira criança a nascer a partir do congelamento de óvulos no Brasil nasceu no dia 2 de dezembro de 2001, em Vitória, no Espírito Santo.

  • No Brasil, o SUS oferece o congelamento de óvulos em casos específicos.

O que é congelamento de óvulos?

O congelamento de óvulos é um procedimento médico que permite preservar os óvulos de uma pessoa para uso futuro. Isso pode ser feito por diversas razões, como planejamento familiar, condições médicas que podem afetar a fertilidade ou decisão pessoal de adiar a maternidade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quando é recomendado o congelamento de óvulos?

O congelamento de óvulos é recomendado em diversas situações, tais como:

  • Planejamento familiar: pessoas que desejam adiar a maternidade por motivos pessoais ou profissionais podem optar por congelar seus óvulos para uso futuro, garantindo maiores chances de sucesso reprodutivo à medida que envelhecem.

  • Tratamentos médicos que afetam a fertilidade: pessoas que precisam passar por tratamentos médicos que podem afetar a fertilidade, como quimioterapia ou radioterapia, podem optar por congelar seus óvulos antes do tratamento.

  • Condições médicas: indivíduos com condições médicas que afetam a fertilidade, como endometriose, podem considerar o congelamento de óvulos para preservar sua capacidade reprodutiva.

  • Cirurgias ovarianas: pessoas que precisam passar por cirurgias nos ovários que podem reduzir a reserva ovariana podem optar por congelar seus óvulos antes do procedimento.

  • Transição de gênero: homens trans que planejam iniciar a terapia hormonal de redesignação de gênero podem considerar o congelamento de óvulos antes de iniciar o tratamento para preservar sua fertilidade futura.

  • Estilo de vida: indivíduos que, devido a fatores de estilo de vida ou de relacionamentos, não estão prontos para ter filhos no momento, mas querem garantir a possibilidade no futuro, também podem considerar o congelamento de óvulos.

Essas são algumas das principais situações em que o congelamento de óvulos pode ser uma opção recomendada. Cada caso é único, e a decisão deve ser tomada em conjunto com um especialista em fertilidade.

Para que serve o congelamento de óvulos?

O congelamento de óvulos serve para preservar a fertilidade, permitindo que os óvulos sejam armazenados para uso futuro. Isso oferece a possibilidade de ter filhos em outro momento da vida, mesmo que a fertilidade natural tenha diminuído devido à idade ou que tenham ocorridos tratamentos médicos ou outras condições que afetam a saúde reprodutiva.

Outra questão importante é que isso pode representar segurança emocional para pessoas que desejam preservar sua capacidade reprodutiva diante de incertezas sobre o futuro, como mudanças de relacionamento, questões financeiras ou outros eventos imprevistos. Saber que têm óvulos preservados em estoque pode proporcionar uma sensação de controle e de tranquilidade em relação à fertilidade.

Como funciona o congelamento de óvulos?

O congelamento de óvulos é um procedimento que envolve várias etapas, tais como:

  • Avaliação inicial: exames e ultrassom para avaliar a quantidade e a saúde dos óvulos do paciente.

  • Preparação: uso de anticoncepcionais hormonais e início da medicação para estimular o crescimento dos folículos ovarianos.

  • Medicação hormonal: administração de injeções diárias de hormônios para estimular o crescimento dos óvulos durante cerca de 8 a 10 dias.

  • Monitoramento: consultas médicas frequentes para monitorar o desenvolvimento dos folículos e ajustar a medicação conforme necessário.

  • Prevenção da ovulação prematura: administração de medicação para evitar a ovulação precoce.

  • Coleta dos óvulos: os óvulos maduros são coletados através de um procedimento simples, realizado sob sedação, que envolve a inserção de uma agulha através da parede vaginal para drenar os folículos.

  • Congelamento dos óvulos: os óvulos maduros são congelados rapidamente por uma técnica que evita danos às células e a formação de cristais de gelo. Os óvulos são armazenados em nitrogênio líquido a temperaturas muito baixas em tanques com vedação a vácuo.

O procedimento é seguro e não invasivo, e os óvulos podem ser armazenados por tempo indeterminado até que a pessoa decida usá-los.

Veja também: O que é inseminação artificial e como ela é feita?

Idade recomendada para o congelamento de óvulos

A idade recomendada para a realização do congelamento de óvulos pode variar, mas é indicado que ocorra até os 35 anos.

Quanto tempo dura o congelamento de óvulos?

A medicina ainda não determinou um limite máximo definitivo para quanto tempo os óvulos podem ser armazenados após o congelamento, de modo que a qualidade da técnica de congelamento utilizada é mais importante do que a duração do armazenamento. Geralmente, os óvulos são mantidos congelados por períodos de até 10 anos, sendo essa prática comum em clínicas de fertilidade.

Riscos do congelamento de óvulos?

Alguns dos riscos do congelamento de óvulos são os seguintes:

  • Complicações durante a coleta: sangramento e infecção durante o procedimento são pouco comuns, mas possíveis.

  • Efeitos da anestesia: possibilidade de náuseas e de vômitos após a coleta devido à anestesia.

  • Dor abdominal pós-procedimento: é possível sentir dor abdominal, geralmente controlada com analgésicos.

  • Necessidade de uso anticoagulantes para pacientes com histórico de coágulos sanguíneos: necessidade do uso de anticoagulantes durante o tratamento hormonal para pacientes com histórico de coágulos sanguíneos.

  • Desconforto pré-coleta: possibilidade de sentir mal-estar e desconforto abdominal alguns dias antes da coleta dos óvulos.

Congelamento de óvulos no Brasil

No Brasil, a primeira criança a nascer a partir do congelamento de óvulos nasceu no dia 2 de dezembro de 2001, em Vitória, no Espírito Santo.

Existe congelamento de óvulos pelo SUS?

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece o congelamento de óvulos em casos específicos, como para pacientes que estão enfrentando o câncer ou para pacientes que possuem alguma condição médica que afete a reserva ovariana. Essa medida visa preservar a fertilidade antes de serem iniciados tratamentos que possam comprometer a capacidade reprodutiva.

Fontes

BLUM, Dani; STOCK, Nicole. O que saber antes de congelar seus óvulos. Folha de São Paulo. 16 jan. 2023. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/equilibrio/2023/01/o-que-saber-antes-de-congelar-seus-ovulos.shtml

BRANCO, Clarice Corbella Castelo. O congelamento social de óvulos: consequências jurídicas e socioeconômicas. Revista dos Estudantes de Direito da Universidade de Brasília, v. 1, n. 19, p. 262-283, 2021.

CLÍNICA PLURIS. Estratégias para preservação de fertilidade de pessoas trans. Clínica Pluris. 08 dez. 2022. Disponível em: https://www.clinicapluris.com.br/blog/preservacao-de-fertilidade-de-pessoas-trans/.

MANZINI, Isabelle. Como funciona o congelamento de óvulos. Dráuzio Varella. 06 out. 2022. Disponível em: https://drauziovarella.uol.com.br/mulher/como-funciona-o-congelamento-de-ovulos/. 

Escritor do artigo
Escrito por: Nicole Fernanda Sozza Formada em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo. Desde 2021 atua na elaboração e revisão de conteúdos didáticos de Ciências e Biologia. Atualmente se dedica ao estudo de edição e preparação de textos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOZZA, Nicole Fernanda. "Congelamento de óvulos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/congelamento-de-ovulos.htm. Acesso em 21 de junho de 2024.

De estudante para estudante