Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Economia da África do Sul

Uma das principais economias do continente africano, a economia da África do Sul é caracterizada, principalmente, pelas atividades ligadas ao setor primário.

Cidade de Joanesburgo, uma das cidades centrais na economia da África do Sul.
A cidade de Joanesburgo é um dos principais centros econômicos da África do Sul. [1]
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

  A economia da África do Sul é fortemente baseada no setor primário, mas também possui importantes atividades ligadas aos demais setores. O país tem uma economia emergente, uma das principais do continente africano, que possui grande importância em termos regionais. A história da África do Sul culminou na ocorrência de uma industrialização tardia e na presença de uma acentuada desigualdade social.

A África do Sul é um grande produtor de bens como produtos agropecuários e minerais. Na indústria, destaca-se a produção de aço, além de máquinas e equipamentos. Já no setor terciário, o grande destaque da economia do país é o turismo.

Leia também: Quais são os aspectos naturais da África do Sul?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre a economia da África do Sul

  • A economia da África do Sul é caracterizada, principalmente, pelas atividades ligadas ao setor primário, mas também possui importantes atividades ligadas aos demais setores.

  • A África do Sul é uma das maiores economias do continente África e é classificada como um país emergente.

  • O processo de industrialização da África do Sul é historicamente recente e ainda está restrito à produção de bens de menor tecnologia.

  • A exportação de bens primários, com destaque para os minérios, é uma das principais características da economia da África do Sul.

  • A África do Sul é uma grande produtora e exportadora de ouro e diamante, além de diversos outros minerais de interesse global.

  • A indústria sul-africana destaca-se pela grande produção de aço, além da transformação de outros minerais em peças manufaturadas.

  • Os atrativos turísticos da África do Sul contemplam especialmente a realização de safáris, portanto o turismo de aventura é o mais praticado no país.

  • Atualmente, a economia da África do Sul é marcada pelo relativo desenvolvimento econômico, mas também pela acentuada desigualdade social.

  • A África do Sul faz parte do Brics, agrupamento de nações emergentes do globo que possui certo destaque em termos geopolíticos e econômicos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

História da economia da África do Sul

Historicamente, a economia da África do Sul desenvolveu-se especialmente a partir da intervenção dos europeus, que, por meio do método colonial, exploraram parte das riquezas do país, com destaque para os produtos minerais.

A evolução econômica da África do Sul deu-se de forma tardia, como aconteceu em grande parte dos países africanos, e ainda foi fortemente marcada pela presença de atores externos no controle dos meios e das tecnologias de produção.

O processo de industrialização da África do Sul é historicamente recente e ainda está restrito à produção de bens de menor tecnologia. No mesmo sentido, as atividades primárias e terciárias foram modernizadas tardiamente, fato que diminuiu o poder de competitividade do país em nível internacional.

Atualmente, apesar da grande importância econômica para o continente africano, a África do Sul é classificada como um país emergente e de renda média.

Características da economia da África do Sul

A África do Sul possui uma economia emergente, ancorada pelo forte setor primário e pelo recente desenvolvimento industrial. São características importantes da economia do país:

  • exportação de bens primários, com destaque para os minérios;

  • produção de diferentes gêneros agrícolas e pecuários;

  • elevado índice de beneficiamento de bens primários;

  • dependência tecnológica de grandes potências mundiais;

  • grande desigualdade social entre a população sul-africana;

  • crescimento das atividades relacionadas ao turismo.

O país é um importante ator econômico em termos regionais, especialmente na África Subsaariana, mas ainda possui uma economia dependente do setor primário e com baixo investimento em capital, tecnologia e mão de obra.

Setores da economia na África do Sul

Estádio onde ocorreram jogos da Copa do Mundo de Futebol Masculino de 2010, próximo à montanha da Mesa, na África do Sul.
A Copa do Mundo de Futebol Masculino de 2010 provocou um aumento no turismo da África do Sul, que é o grande destaque do setor terciário no país.

Atividades ligadas aos três setores da economia podem ser observadas na África do Sul, que é uma economia que tem forte base primária, com destaque para a exportação de produtos agropecuários e minerais. O setor secundário, apesar de menor expressão em termos econômicos totais, apresentou relativo desenvolvimento nos últimos anos. Já o setor terciário, de comércio e serviços, com destaque para o turismo, tem forte impacto nas atividades econômicas sul-africanas.

Setor primário da economia na África do Sul

A África do Sul possui um setor primário bastante desenvolvido. Os climas temperado e subtropical, além da vasta porção de terras férteis, permitem a produção de diversos grãos e frutas. O país é um grande produtor de alimentos, como cana-de-açúcar, milho, uva, laranja e pera.

Ademais, há na África do Sul o emergente setor produtivo pecuário, com destaque para a produção de frango, além de carne bovina e suína. O país também é um grande produtor de lã e mel.

Por sua vez, no ramo extrativista, a África do Sul é uma grande produtora e exportadora de ouro e diamante. Além destes, ressalta-se a produção de outros minérios, como platina, manganês, titânio, ferro, urânio e cobalto.

Setor secundário da economia na África do Sul

A África do Sul tem um parque industrial em processo de desenvolvimento e ainda dependente de grandes potências mundiais em termos tecnológicos, situação que é fruto da industrialização tardia do país.

O território sul-africano possui plantas industriais especialmente voltadas para o beneficiamento de produtos agrícolas e minerais. A África do Sul é uma grande produtora de bens como vinho e óleo de girassol.

No país, destaca-se a grande produção de aço, além da transformação de outros minerais em peças manufaturadas. No contexto industrial local, ressalta-se ainda a produção de automóveis, máquinas e equipamentos diversos. A África do Sul também possui um setor industrial de produção de alimentos, bebidas, produtos têxteis, entre outros produtos de menor valor agregado, que abastecem principalmente o mercado interno.

Setor terciário da economia na África do Sul

A África do Sul detém um setor de comércio e serviços bastante amplo em termos regionais. O país é um importante centro financeiro do continente africano. Nesse sentido, há grande diversidade de entidades comerciais e de serviços, especialmente nas grandes cidades do país, como Pretória, Cidade do Cabo e Bloemfontein. Na África do Sul também existem grandes instituições de saúde e educação. Assim, é um importante polo de oportunidades no contexto do continente africano.

Turismo na África do Sul

O turismo é o grande destaque do setor terciário da economia da África do Sul. O país é um importante polo turístico do continente África. O país destaca-se regionalmente pela presença de belas paisagens naturais e pela vasta cultura nacional. Os atrativos turísticos da África do Sul contemplam especialmente a realização de safáris, logo o turismo de aventura é o mais praticado no país.

Turismo de aventura, a atividade do setor terciário da economia que é mais praticada na África do Sul.
 O turismo de aventura é a forma de turismo mais praticada no país.

Há também diversos passeios em centros urbanos e regiões importantes em termos culturais e econômicos. Também é comum a realização de atividades turísticas com apresentações culturais tipicamente sul-africanas. A África do Sul tem uma moderna infraestrutura em termos de serviços turísticos e uma ampla capacidade de acomodação de hóspedes.

Os principais pontos turísticos da África do Sul são:

  • península do Cabo;

  • cabo das Agulhas;

  • Parque Nacional de Cape Point;

  • Parque Nacional Pilanesberg;

  • Parque Nacional Kruger;

  • cidade de Joanesburgo;

  • distrito de Soweto.

Saiba também: Como é a cultura da África do Sul?

Economia da África do Sul na atualidade

Atualmente, a economia da África do Sul é marcada pelo relativo desenvolvimento econômico mas também pela acentuada desigualdade social. No país, uma das principais economias da África no momento atual, prevalecem as atividades primárias e a dependência em termos tecnológicos. A África do Sul é uma importante exportadora, principalmente de bens minerais, além de produtos primários como frutas e vinhos. Ainda, destaca-se que o país vem apresentando forte crescimento do setor de turismo, com base em investimentos em infraestrutura e em campanhas de atração de turistas em nível internacional.

Economia da África do Sul e o comércio exterior

Contêiner com produtos vindos da África do Sul, país que exporta muitos produtos primários, que são a base de sua economia.
A África do Sul exporta principalmente produtos primários.

A África do Sul possui um papel secundário no mercado econômico mundial. O país, no contexto da Divisão Internacional do Trabalho, ocupa uma posição de exportador de matérias-primas diversas, com destaque para os minérios. O país também é um importante exportador de bens agropecuários. Além disso, há o protagonismo da África do Sul no mercado regional africano, com destaque para a África Subsaariana.

Os principais parceiros comerciais da África do Sul são China, Estados Unidos, Alemanha, Japão e Reino Unido, além de países africanos, como Namíbia e Botswana.

África do Sul e o Brics

A África do Sul é um dos países que fazem parte do Brics, um agrupamento de nações emergentes do globo que possui certo destaque em termos geopolíticos e econômicos. O Brics conta ainda com Brasil, Rússia, Índia e China. No caso específico da África do Sul, ela é a menor economia do bloco e possui a menor população absoluta.

A entrada da África do Sul no Brics deu-se de forma tardia. Porém, o país representa o continente africano nesse agrupamento, logo tem grande importância simbólica e geoestratégica. O continente África é um importante mercado de venda de matérias-primas e de compra de bens industrializados de países do Brics, como China e Rússia.

Crédito de imagem

[1] Nataly Reinch / Shutterstock

Fontes

GOVERNO DO BRASIL. Guia de Negócios África do Sul. Ministério das Relações Exteriores do Brasil, [s.d.]. Disponível em: https://www.gov.br/empresas-e-negocios/pt-br/invest-export-brasil/exportar/conheca-os-mercados/como_exportar_privado/como-exportar.pdf/GNAfricaSul.pdf.

INFOPÉDIA. África do Sul. Infopédia, c2023. Disponível em: https://www.infopedia.pt/apoio/artigos/$africa-do-sul.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. África do Sul. IBGE Países, [s.d.]. Disponível em: https://paises.ibge.gov.br/#/dados/africa-do-sul.

ROCHA, B. 25 principais pontos turísticos da África do Sul. Melhores momentos da vida, 2022. Disponível em: https://melhoresmomentosdavida.com/pontos-turisticos-da-africa-do-sul/.

 

Por Mateus Campos
Professor de Geografia  

Escritor do artigo
Escrito por: Mateus Campos Licenciado em Geografia e Mestre em Gestão e Avaliação da Educação Pública pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Atua como produtor de conteúdo educacional e professor da educação básica na área de Geografia.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

CAMPOS, Mateus. "Economia da África do Sul"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/africa-do-sul/economia-africa-sul.htm. Acesso em 30 de maio de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas