Topo
pesquisar

O uso do “consigo” e “contigo”

Gramática

PUBLICIDADE

Os pronomes si e consigo são reflexivos e, por este motivo, referem-se ao sujeito da oração, por exemplo:

Maria gosta de elogiar a si. O pronome “si” faz referência ao sujeito “Maria”.
Maria gosta de falar consigo. O pronome “consigo” faz referência ao sujeito “Maria”.

É comum o uso das palavras “próprio (a), mesmo (a)” juntamente com consigo e si para reforçar a idéia de pronome reflexivo, o qual relaciona-se com um sujeito que faz e sofre a ação:

Maria gosta de elogiar a si própria. Maria gosta de falar consigo mesma.

É incorreto o uso de “si” e “consigo” sem que seja de forma reflexiva, como em:

Quero conversar consigo. (não há um sujeito que pratica e sofre a ação, portanto, está errado.)

O certo é: Quero falar com você.

Já o pronome “contigo” não é reflexivo, assim como “conosco” e “convosco”. Portanto, podem ser usados da seguinte forma: “Quero falar convosco.”, “Deixe comigo”, “O Senhor é contigo”.

Observação: Em Portugal, o uso do “si” e “consigo” é aceitável.

Por Sabrina Vilarinho
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

VILARINHO, Sabrina. "O uso do “consigo” e “contigo” "; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/gramatica/o-uso-consigocontigo.htm>. Acesso em 30 de abril de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA