Topo
pesquisar

Aspectos da população argentina

Geografia

A população argentina soma 40.276.376 habitantes, e 92% destes vivem em áreas urbanas.
PUBLICIDADE

Localizada na América do Sul, a Argentina possui extensão territorial de 2.766.889 quilômetros quadrados e população de 40.276.376 habitantes, com densidade demográfica (população relativa) de 14,5 habitantes por quilômetro quadrado. O país possui o terceiro maior contingente populacional sul-americano, inferior apenas ao Brasil e à Colômbia.

Os primeiros habitantes da área que atualmente corresponde à Argentina foram os querandis, charruas, quínchuas e guaranis. Em 1516, no entanto, colonizadores espanhóis, liderados por Juan Diaz de Solís, aportaram no rio da Prata.

O processo de colonização, aliado ao intenso fluxo migratório de italianos e espanhóis, principalmente entre o fim do século XIX e início do século XX, contribuiu para que houvesse um aumento extraordinário da população branca no país. Atualmente, a composição étnica da população argentina é a seguinte: europeus meridionais 85%, eurameríndios 7%, ameríndios 0,4%, outros 7,6%. Outra consequência da colonização é o idioma, o espanhol, entretanto, ele foi renomeado para castelhano pelos argentinos.

A população nacional soma 40.276.376 habitantes, sendo composta por 19.754.484 homens e 20.251.892 mulheres. A maioria reside em áreas urbanas (92%) e os serviços de saneamento ambiental são proporcionados a 90% das residências. Bueno Aires, capital do país, abriga um terço da população nacional: 13 milhões de habitantes.

O cristianismo é predominante entre os argentinos: 92% (católicos 89%, protestantes 2%, outros 1%). A população que não possui religião corresponde a 3%; o ateísmo representa 1%, outras religiões (principalmente o judaísmo) são seguidas por 4% dos argentinos. A comunidade judaica do país é uma das maiores do mundo, em Buenos Aires existem mais de 50 sinagogas (local de culto dos judeus).

Com alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) - 0,775, a Argentina possui um dos melhores padrões de qualidade de vida da América Latina. Entre os fatores socioeconômicos positivos estão:

A expectativa de vida dos argentinos é alta: 75,3 anos;
Apenas 2,4% dos argentinos são analfabetos;
A taxa de mortalidade infantil é de 13 óbitos a cada mil nascidos vivos;
A Renda per capita é de 6.040 dólares.


Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola

Argentina - Países - Geografia - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FRANCISCO, Wagner De Cerqueria E. "Aspectos da população argentina "; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/geografia/argentina3.htm>. Acesso em 05 de maio de 2016.

Bandeira da Argentina
História da América Argentina
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA