Topo
pesquisar

Estrelas cadentes

Física

As chamadas estrelas cadentes são, na verdade, meteoros, isto é, corpos celestes que entram na atmosfera terrestre e incendeiam-se por causa do atrito com o ar.
PUBLICIDADE

Aquilo que muitos chamam de estrela cadente, na realidade, não é uma estrela de fato caindo do céu. Trata-se de fragmentos de asteroides ou restos de cometas que entram em nossa atmosfera com uma velocidade de aproximadamente 250.000 km/h. Em virtude da alta velocidade e do atrito com o ar atmosférico, esses corpos do espaço incendeiam-se, o que provoca um rastro de luz no céu noturno.

  • Nomenclatura

Dependendo de sua posição, os corpos celestes recebem nomes diferentes. Se estiverem vagando no espaço fora de nossa atmosfera, eles serão chamados de meteoroides; mas se entrarem na atmosfera terrestre e incendiarem-se por causa do contato com o ar atmosférico, eles serão denominados de meteoros.

Se, porventura, os meteoros forem grandes e resistentes o suficiente para não se desintegrar e atingirem a superfície da Terra, eles serão chamados de meteoritos. Existe a chance de um meteorito atingir uma região habitada, mas a maior probabilidade é de que esses corpos caiam nos oceanos, já que nosso planeta é em grande parte formado por água.

  • O que são as chuvas de meteoros?

Quando a Terra, seguindo seu movimento de translação ao redor do Sol, passa por uma região onde há o rastro da passagem de um cometa, fragmentos oriundos do cometa podem entrar na atmosfera terrestre em grandes quantidades, formando inúmeros meteoros. Esse fenômeno é chamado de chuva de meteoros.

A grande maioria dos corpos celestes é muito pequena para chegar à condição de meteorito e atingir a superfície terrestre, mas os danos a satélites em órbita ao redor da Terra são possíveis.

  • Como observar uma chuva de meteoros

Esse fenômeno pode ser visto a olho nu com a ajuda de um binóculo ou até com o auxílio de uma máquina fotográfica que permita controlar o tempo de exposição de seu filme. O momento em que a Terra intercepta a órbita de cometas pode ser previsto, mas o momento exato da ocorrência das chuvas é uma incógnita.

Para observar a chuva com maior nitidez, recomenda-se procurar um local alto e afastado da cidade para que a luz e a poluição não atrapalhem a visualização. A posição “deitado” é a que fornecerá um maior campo visual e conforto. Deve-se evitar o uso de aparelhos que produzam luz, como celulares, pois isso diminui a sensibilidade dos olhos.

  • Nomes das chuvas de meteoros

A nomenclatura dada às chuvas fundamenta-se na época do ano em que ocorrem e na constelação visível no momento de sua ocorrência. A tabela abaixo mostra o mês da ocorrência de algumas das chuvas de meteoros, o nome da chuva, a constelação visível no momento da ocorrência e a taxa estimada de queda de meteoros por hora.

Nomes das chuva de meteoros

 

 

Por Joab Silas
Graduado em Física

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

JúNIOR, Joab Silas Da Silva. "Estrelas cadentes"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/fisica/o-que-sao-estrelas-cadentes.htm>. Acesso em 25 de julho de 2016.

Exemplo de asteroide – corpo orbital metálico que possui massa muito inferior à dos planetas
Geografia Asteroides
A missão Kepler tem por objetivo encontrar outros planetas que possam abrigar vida.
Física Missão Kepler
O cometa Halley passa pelo sistema solar a cada 76 anos
Geografia Cometa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA