Topo
pesquisar

Tecidos de sustentação vegetal

Biologia

PUBLICIDADE

Alguns tecidos vegetais são dotados de células especializadas e substâncias intercelulares, cuja função é conferir resistência estrutural ao corpo das plantas, atuando na sustentação esquelética, existindo dois tipos principais: o colênquima e o esclerênquima.

O colênquima, além da sustentação, também permite o crescimento do vegetal, pois é constituído de células vivas alongadas e justapostas não lignificadas, porém, com considerável deposição de celulose. Normalmente observado no caule, sua organização celular é evidenciada formando feixes cilíndricos dispostos em faixas longitudinais logo abaixo da epiderme.
- Tamanho médio das células do colênquima → 1,0 milímetro de comprimento por, aproximadamente, 40 micrômetros de diâmetro.

Já o esclerênquima, é formado por células mortas também alongadas, contudo, impregnadas por lignina. Neste tecido, as células com tipos variados (os esclerídeos e as fibras) se organizam formando ligamentos longitudinais contidos na região mais interior do caule.
- Tamanho médio das células do esclerênquima → 1,5 milímetros de comprimento por 50 micrômetros de diâmetro.

Ppor Krukemberghe Fonseca
Graduado em Biologia
Equipe Brasil Escola

Botânica - Biologia - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

RIBEIRO, Krukemberghe Divino Kirk da Fonseca. "Tecidos de sustentação vegetal"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/tecidos-sustentacao-vegetal.htm>. Acesso em 08 de dezembro de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA