Topo
pesquisar

Por que devemos vacinar todos os anos contra a gripe?

Saúde na escola

Você já se perguntou por que devemos vacinar todos os anos contra a gripe? Essa pergunta é frequente na população, que muitas vezes não se imuniza nas diferentes campanhas.
PUBLICIDADE

Todos os anos nos deparamos com a tradicional campanha de vacinação contra a gripe. Mas se já nos vacinamos no ano anterior, é necessário vacinar na campanha atual? A seguir responderemos essas e outras importantes perguntas a respeito da gripe e da vacinação contra essa doença.

O que é a gripe?

A gripe é uma doença respiratória provocada pelo vírus da influenza, sendo identificados no Brasil três tipos desse vírus: A, B e C, sendo os tipos A e B os responsáveis pelas epidemias sazonais. A gripe é uma doença muito confundida com o resfriado, entretanto, esse último é causado por outros vírus (principalmente os rinovírus).

A transmissão da gripe acontece, principalmente, pelo contato com partículas eliminadas por pessoas doentes ou ainda pelo contato com a mão ou objetos contaminados por secreções dessas pessoas enfermas.

A gripe é uma infecção das vias aéreas que se caracteriza por causar febre, tosse seca, mal-estar, dor no corpo, dor de cabeça e dor de garganta. A febre é, sem dúvidas, o sintoma mais importante dessa doença e dura, em média, três dias. A febre, nesses casos, geralmente, é acima de 38ºC.

Apesar de muitas pessoas pensarem que a gripe é uma doença simples, ela é causa de morte de várias pessoas todos os anos, principalmente, em indivíduos que apresentam condições que favorecem as complicações da doença.

Entre os grupos que merecem atenção estão os idosos, pessoas com doenças crônicas, crianças menores de 5 anos de idade e gestantes. Vale salientar que a principal complicação da gripe é a pneumonia que pode ser desencadeada por bactérias ou pelo próprio vírus.

Leia também: Diferença entre gripe e resfriado

Por que devemos vacinar todos os anos contra a gripe?

A vacina contra a gripe muda anualmente para se adequar aos vírus que estão em circulação naquele ano.
A vacina contra a gripe muda anualmente para se adequar aos vírus que estão em circulação naquele ano.

Apesar do que muitas pessoas pensam, todos os anos devemos vacinar contra a gripe. Isso se deve, principalmente, a dois fatos principais:

  1. Os vírus da gripe sofrem muitas mutações, o que altera sua estrutura e consequentemente geram uma série de subtipos.

  2. A Organização Mundial de Saúde analisa todos os anos os principais tipos de vírus da gripe que estão em circulação para criar uma vacina mais efetiva.

Podemos concluir, portanto, que a vacinação anual é importante, pois os vírus modificam-se e os vírus que circulam na população em um ano não serão necessariamente os mesmos do ano seguinte. Vale destacar que a vacina contra gripe é importante e ajuda a reduzir as complicações.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Leia também: Influenza A (H3N2)

Por que a vacinação inicia-se geralmente antes do inverno?

Sabemos que no inverno a transmissão de doenças respiratórias intensifica-se, isso está relacionado, entre outros fatores, com a nossa permanência em ambientes fechados e com o ar seco, que contribui para a irritação das vias aéreas.

Em consequência desses fatores, geralmente a vacinação incia-se antes do inverno, para que ao começar essa estação a população já esteja protegida. Segundo o Ministério da Saúde, o período de maior circulação da gripe fica entre o final de maio e agosto.

Após a vacinação, qual o tempo necessário para que ocorra a imunização?

De acordo com o Ministério da Saúde, em pessoas saudáveis, a proteção ocorre cerca de 2 a 3 semanas após a vacinação. Após esse período a pessoa está protegida por aproximadamente um ano.

Leia também: Dicas para se prevenir da gripe H1N1 (Gripe A)

Todas as pessoas podem vacinar-se contra a gripe?

A vacina da gripe é uma vacina bastante segura, entretanto, isso não significa que a vacinação pode ser realizada indiscriminadamente. São contraindicadas para se vacinarem contra a influenza as crianças menores de seis meses e pessoas com histórico de anafilaxia a doses anteriores.

Segundo o Informe Técnico da Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza do Ministério da Saúde de 2019, alguns estudos têm demonstrado uma boa tolerância à vacinação contra influenza em alérgicos a ovo, sendo assim, esse público pode receber a vacina. No caso de pessoas com alergia severa, a vacina será administrada em ambientes adequados. Vale destacar que a vacina não deve ser administrada em pessoas com febre. Para receber a vacina, o quadro febril deve ter cessado.

Quem pode vacinar gratuitamente?

Em idosos, a gripe pode ser bastante perigosa, portanto, esse grupo está entre os prioritários para vacinação.
Em idosos, a gripe pode ser bastante perigosa, portanto, esse grupo está entre os prioritários para vacinação.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza garante a vacinação gratuita dos seguintes grupos abaixo:

  • Crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias)

  • Trabalhadores da saúde

  • Gestantes

  • Puérperas

  • Povos indígenas

  • Idosos (indivíduos com 60 anos ou mais)

  • Professores da rede pública e privada

  • População privada de liberdade

  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas

  • Funcionários do sistema prisional

  • Força de segurança e salvamento

  • Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais

Leia também: Como prevenir a gripe no ambiente escolar

Quais manifestações posso apresentar após a vacina?

Após a vacinação, algumas manifestações podem ser observadas, tais como dor no local, vermelhidão na pele e enduração. Essas manifestações locais, geralmente, somem após dois dias. Além disso, algumas pessoas podem apresentar febre, dor muscular e mal-estar, manifestações que duram de um a dois dias. Essas últimas manifestações são observadas em menos de 10% das pessoas vacinadas. Outros eventos adversos após a vacinação são muito raros.

Além da vacina, que outras medidas podem ajudar na prevenção da gripe?

A gripe pode desencadear complicações, portanto, a prevenção é essencial.
A gripe pode desencadear complicações, portanto, a prevenção é essencial.

A gripe é uma doença transmitida por meio de gotículas, contendo o vírus, eliminadas por pessoas que estão doentes ao espirrarem, tossirem ou mesmo falarem. Além disso, podem ser transmitidas também por meio do contato com as mãos e objetos contaminados por secreções dos doentes. Algumas medidas simples podem ajudar a nos prevenir dessa doença, além da vacinação, tais como:

  • Evitar contato direto com pessoas que estejam com gripe;

  • Não compartilhar objetos de uso pessoal como garrafinhas, copos e talheres;

  • Evitar tocar nas muscosas do nariz, boca e olhos após o contato com superfícies;

  • Manter ambientes bem ventilados;

  • Evitar aglomerações e ambientes fechados;

  • Lavar sempre as mãos com água e sabão;

  • Manter uma alimentação balanceada;

  • Realizar atividades físicas;

  • Ingerir muitos líquidos.

Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

A vacina contra a gripe é a principal forma de se prevenir contra a doença.
A vacina contra a gripe é a principal forma de se prevenir contra a doença.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Por que devemos vacinar todos os anos contra a gripe?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/saude-na-escola/por-que-devemos-vacinar-todos-os-anos-contra-gripe.htm. Acesso em 18 de setembro de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola