Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Anedota

A anedota é uma produção social que pertence aos gêneros textuais do cotidiano e que apresenta a narrativa breve e com fins humorísticos como principal característica.

Ilustração de três emojis de riso junto ao escrito “hahaha!”, representando a ideia de algo engraçado.
A anedota tem como principal função provocar o riso.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

A anedota é uma narração breve e, por vezes, jocosa de um acontecimento do cotidiano. Ela apresenta uma série de características, tais como: temática corriqueira, narração curta, presença de duplo sentido e ausência de autoria.

Veja também: Crônica narrativa — um gênero literário também marcado pela narração de acontecimentos cotidianos

Tópicos deste artigo

Resumo sobre anedota

  • A anedota (ou piada) é uma narrativa breve e com elementos humorísticos de um acontecimento.

  • Por ser um gênero ligado ao cotidiano, ela traz muitos elementos de nossa sociedade, podendo, por vezes, trazer sentidos preconceituosos.

  • Suas características são: temática corriqueira, narração curta e com a finalidade de provocar o riso, linguagem simples e coloquial, texto com duplo sentido e ausência de autoria.

  • Ainda que a anedota, o cartum e a charge procurem provocar o riso, a anedota traz elementos menos reflexivos que os demais.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é anedota?

Anedota (ou piada) é a narrativa breve de um fato curioso ou engraçado sobre pessoas ou grupos específicos. Geralmente, ela apresenta um final surpreendente, no intuito de provocar o riso, e, por vezes, apresenta elementos que refletem nossa sociedade (preconceito, sexismo etc.).

A anedota compõe o grupo de produções sociais denominadas gêneros textuais do cotidiano. A tabela abaixo ilustra os principais integrantes desse grupo, incluindo a anedota.

Gêneros textuais do cotidiano

Bilhete

Anotação

Diário

Recado

Anedota

Convite

Características da anedota

A anedota é um texto narrativo e, sendo assim, ainda que de maneira limitada, apresenta personagem, tempo, espaço, enredo e foco narrativo.

Além disso, destaca-se os seguintes aspectos:

  • temática corriqueira (elementos do cotidiano);

  • narração curta e com a finalidade de provocar o riso;

  • linguagem simples e coloquial;

  • texto com duplo sentido;

  • ausência de autoria.

Leia também: História em quadrinhos — um formato atual de narrativa gráfica

Exemplos de anedota

  • Exemplo 1

O professor:

— Quem se acha burro fique de pé.

Dudu se levanta:

— Você se acha burro, Dudu?

— Não, mas eu fiquei com dó de ver o senhor em pé sozinho.

  • Exemplo 2

O chefe para o empregado:

— Acreditas na vida após a morte?

O empregado:

— Claro que não! Não existem provas disso.

O chefe:

— Pois agora existe. Ontem, depois de teres saído mais cedo para ir ao funeral do teu tio, ele veio aqui à tua procura!

  • Exemplo 3

Pergunta um repórter:

— Que idade o senhor tem?

Responde o velho:

— Noventa e oito anos.

O repórter:

— Com essa idade não tem medo de morrer?

Diz o velho:

— Não! Todas as estatísticas dizem que, na minha idade, morre muito pouca gente...

Anedota, charge e cartum

Anedota, charge e cartum são textos que tratam de elementos do nosso cotidiano. Entretanto, cada um deles apresenta algumas particularidades:

  • Anedota: é um texto narrativo escrito em tons jocosos e, por vezes, preconceituosos, refletindo os vícios e problemas da sociedade. Ela é pouco reflexiva e muito mais voltada para o riso.

  • Charge: é essencialmente um texto político híbrido (verbal e não verbal) e possui uma crítica pontual sobre questões políticas de seu tempo.

  • Cartum: assim como a charge, é um texto híbrido, porém apresenta aspectos cotidianos para além das questões políticas. O cartum envolve costumes, e seu humor é construído com base nesses hábitos cristalizados socialmente.

 

Por Rafael Camargo de Oliveira
Professor de Redação

Escritor do artigo
Escrito por: Rafael Camargo de Oliveira Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

OLIVEIRA, Rafael Camargo de. "Anedota"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/redacao/anedota.htm. Acesso em 26 de fevereiro de 2024.

De estudante para estudante