Baterias de níquel-cádmio

Química

PUBLICIDADE

A bateria de níquel-cádmio é uma das mais utilizadas em todo o mundo, são elas as responsáveis por manter aparelhos como filmadoras e celulares em funcionamento, e, além disso, podem ser recarregadas milhares de vezes. Dizemos que uma bateria possui este aspecto por que todas as semirreações que ocorrem para seu funcionamento podem acontecer de forma reversível.

A energia necessária para a recarga desse tipo de bateria é fornecida por um gerador externo (carregadores). Acompanhe as semirreações que ocorrem no interior da bateria de níquel-cádmio:

Polo negativo (ânodo)

Cd + 2 OH- → Cd(OH)2 + 2 é (elétrons)

Polo positivo (cátodo)

NiO2 + 2 H2O + 2 é → Ni (OH)2 + 2 OH-

Essa bateria ganhou o mercado por sua grande durabilidade.

Por Líria Alves
Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

Veja mais! 

Função da Eletrólise 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Eletrólise - Físico-Química - Química - Brasil Escola

Bateria de níquel-cádmio
Bateria de níquel-cádmio

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Líria Alves de. "Baterias de níquel-cádmio"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/baterias-niquelcadmio.htm. Acesso em 19 de janeiro de 2021.

Artigos Relacionados
Conheça uma das principais pilhas usadas nos aparelhos eletrônicos atualmente, a pilha seca de Leclanché ou pilha comum (pilha ácida).
Você sabe dizer para que tipo de equipamento cada pilha é indicada? Aprenda isso no caso dos tipos de pilhas e baterias primárias mais comuns no cotidiano.
Conheça o funcionamento das pilhas e baterias de lítio e de íon lítio usadas em marca-passos, telefones celulares e computadores portáteis.
Veja a composição, o princípio de funcionamento, as utilizações, as reações e os perigos envolvidos no descarte incorreto das pilhas de mercúrio, uma das menores pilhas.
Conheça os principais tipos de pilhas e baterias secundárias, além de saber por que é possível recarregá-las.
Bijuterias da China contêm níveis altíssimos de cádmio, um metal tóxico. Veja aqui quais são os riscos para a saúde e o que a Anvisa falou sobre o assunto.