Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Semântica

Português

PUBLICIDADE

A semântica é o estudo do significado nos mais diversos níveis do discurso, estudando como a estrutura de sons, sílabas, palavras e enunciados impacta em seu significado e em sua compreensão. É por meio da semântica que se desenvolvem conceitos como o de palavras sinônimas, antônimas ou parônimas, de conotação e denotação, de ambiguidade e polissemia, entre outros. Vamos descobrir mais sobre esses conceitos!

O que é semântica?

A semântica é uma área da linguística voltada ao estudo do significado em diversos níveis, analisando inclusive o conteúdo e o contexto. Dessa forma, estuda-se a relação do significado com o significante, que tem a ver com a forma das palavras, seja essa forma a sua grafia, seja o seu som. 

Já reparou como uma mesma palavra pode ter significados diferentes dependendo do contexto? Ou como a estrutura de um enunciado pode levar à compreensão de formas diferentes? São tópicos como esses que a semântica analisa.

Leia também: O que é campo semântico?

Sinonímia e antonímia

A sinonímia refere-se a palavras diferentes com significado parecido, ou seja, palavras que são sinônimas. Palavras sinônimas costumam ter um significado muito semelhante, mas que não necessariamente é igual. Assim, palavras sinônimas podem ser substituídas uma pela outra dependendo do contexto.

Palavras sinônimas

bonito

belo

diferente

distinto

engraçado

divertido

jovem

novo

 

A antonímia trata de palavras cujos significados estabelecem relação de oposição ou de contradição entre si, ou seja, palavras que são antônimas.

Palavras antônimas

bonito

feio

diferente

igual

engraçado

chato

jovem

velho

 

O contexto é muito importante para entender quais vocábulos podem ser sinônimos e antônimos, já que muitas palavras têm mais de um sentido para cada situação. Veja as diferentes possibilidades para a palavra “caro”:

Vocabulário

Sinônimo

Antônimo

caro

custoso

barato

querido

menosprezado

difícil

fácil

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Paronímia e homonímia

Paronímia é o fenômeno que ocorre em palavras com significados diferentes, mas significantes (estrutura) parecidos, ou seja, são palavras escritas e/ou faladas quase do mesmo jeito, mas que têm significados muito diferentes. Veja algumas palavras parônimas:

Palavras parônimas

cumprimento

comprimento

soar

suar

muro

murro

pato

gato

martelo

marmelo

cavaleiro

cavalheiro

absorver

absolver

 

Homonímia é o fenômeno que ocorre em palavras que têm significantes iguais e significados diferentes, ou seja, palavras homônimas são aquelas com mesma forma, mas significado diferente.

Homônimos perfeitos são aqueles com grafia e som exatamente iguais e significados distintos. Veja um homônimo perfeito:

Palavra

homônima

Possíveis

significados

Exemplo

são

conjugação do verbo ser

Eles são rebeldes.

santo

Junho é o mês de São João.

saudável

Estou são e salvo!

 

Quando essas palavras têm a mesma pronúncia, mas não a mesma grafia, são chamadas de palavras homófonas. Quando elas têm a mesma grafia, mas não a mesma pronúncia, são chamadas de palavras homógrafas. Veja nos exemplos:

Palavras

homógrafas

Significados

Exemplo

gosto

conjugação do verbo gostar

Eu gosto de amendoim.

sabor

Esse doce tem gosto de amendoim.

Palavras

homófonas

Significados

Exemplo

acento

sinal diacrítico

Essa palavra tem acento?

assento

local para se sentar

Há algum assento por aqui?

 

Veja também: Qual a diferença entre campo lexical e campo semântico?

Hiponímia e hiperonímia

Algumas palavras têm relação semântica (isto é, de significado) mais ou menos abrangente em um contexto. A hiponímia está relacionada às palavras com significado mais estrito (o morfema “hipo” significa “pouco”), enquanto a hiperonímia se relaciona às palavras com significado mais abrangente (o morfema “hiper” significa “muito”). Veja o exemplo do enunciado:

Sou apaixonado por danças. Já aprendi várias: samba, tango, balé, forró, já aprendi de tudo!

O vocábulo “danças” funciona como hiperônimo porque engloba vários termos em sua categoria.

Os demais vocabulários grifados, como “samba”, “tango”, “balé”, “forró”, funcionam como hipônimos por se tratar de termos mais específicos dentro da categoria “danças”.

Polissemia

A polissemia diz respeito à propriedade de um mesmo significante ter mais de um significado, ou seja, quando uma mesma palavra pode assumir diferentes significados dependendo do contexto. Veja:

Palavra

Possíveis significados

Exemplo

técnico

qualidade do que é específico de uma área

Esse termo é muito técnico.

especialista

O técnico deve chegar logo para o reparo.

treinador

Ele é o técnico da equipe.

legal

dentro da lei

Esta ação é legal e deve ser cumprida.

bacana, divertido

Que festa legal!

Conotação e denotação

A denotação se caracteriza pelo uso de palavras e expressões em seu sentido literal, ou seja, aquele que se refere de maneira exatamente igual ao da realidade.

A conotação se caracteriza pelo uso de palavras e expressões em seu sentido figurado, ou seja, aquele que se expressa por meio de metáforas, ironias, entre outras figuras que não expressam o sentido literal do vocabulário utilizado.

Veja a diferença de um discurso em seu sentido conotativo e denotativo:

Essa casa está pegando fogo!

Se usado no sentido denotativo, o enunciado indica que uma casa está, de fato, sendo tomada por um incêndio.

Se usado no sentido conotativo, por outro lado, o enunciado indica que uma casa está muito agitada, com acontecimentos intensos. Para saber mais sobre essas formas de expressão linguística, leia o texto: Denotação e conotação.

Ambiguidade

Quando há ambiguidade em um enunciado, isto é, quando um enunciado é ambíguo, significa que ele pode ser interpretado de mais de uma maneira. Isso costuma acontecer devido à estrutura do enunciado, podendo ser um efeito de estilo (para gerar humor ou por licença poética) ou, ainda, um problema no enunciado, que gera ruídos na comunicação. Vejamos um exemplo:

Desisti de sair com você porque vi que estava cansado.

Quem estava cansado? Quem desistiu de sair ou quem ia ser chamado para sair? Essa é uma dúvida gerada pela ambiguidade no enunciado.

A semântica estuda o significado em seus diversos contextos.
A semântica estuda o significado em seus diversos contextos.

Exercícios resolvidos

Questão 1 – Assinale a alternativa que apresenta um hiperônimo e um hipônimo.

A) assento / poltrona
B) viagem / viajem
C) casa / lar
D) subir / descer
E) vida / viga

Resolução

Alternativa A. A palavra “assento” é um hiperônimo, enquanto “poltrona” é um hipônimo, isto é, refere-se a um tipo específico de assento.

Questão 2 – (EEAR) Assinale o par de substantivos em que a mudança de gênero de masculino para feminino não altera o significado da palavra.

A) o/a cura, o/a moral
B) o/a grama, o/a capital
C) o/a criança, o/a cabeça
D) o/a personagem, o/a modelo

Resolução

Alternativa D. As palavras “personagem” e “modelo” não têm seu significado alterado pela mudança no artigo, podendo ser usadas tanto no masculino quanto no feminino.

 

Por Guilherme Viana
Professor de Português

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

VIANA, Guilherme. "Semântica"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/portugues/semantica.htm. Acesso em 18 de setembro de 2021.

Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios
Questão 1

(UFPB-2010) Quanto à organização sintático-semântica do fragmento “Ninguém ama tanto a vida como a pessoa que envelhece”, é correto afirmar:

a) As formas verbais “ama” e “envelhece” exigem complemento.

b) O conectivo “como” introduz oração que expressa ideia de conformidade.

c) Os termos “Ninguém” e “vida” exercem a mesma função sintática.

d) A forma verbal “envelhece” tem como complemento o termo “pessoa”.

e) A oração “que envelhece” expressa ideia de restrição.

Questão 2

(UFRJ) Esparadrapo

Há palavras que parecem exatamente o que querem dizer. “Esparadrapo”, por exemplo. Quem quebrou a cara fica mesmo com cara de esparadrapo. No entanto, há outras, aliás de nobre sentido, que parecem estar insinuando outra coisa. Por exemplo,“incunábulo*”.

QUINTANA, Mário. Da preguiça como método de trabalho. Rio de Janeiro, Globo. 1987. p. 83.

*Incunábulo: [do lat. Incunabulu; berço]. Adj. 1- Diz-se do livro impresso até o ano de 1500./ S.m. 2 – Começo, origem.

A locução “No entanto” tem importante papel na estrutura do texto. Sua função resume-se em:

a) ligar duas orações que querem dizer exatamente a mesma coisa.

b) separar acontecimentos que se sucedem cronologicamente.

c) ligar duas observações contrárias acerca do mesmo assunto.

d) apresentar uma alternativa para a primeira ideia expressa.

e) introduzir uma conclusão após os argumentos apresentados.

Mais Questões
Artigos Relacionados
Casos que geralmente causam ambiguidade.
Conceituação e exemplificação.
Aprenda a diferença entre linguagem denotativa e linguagem conotativa, e veja exemplos de textos com cada uma. Resolva os exercícios propostos sobre o tema.
Você sabe o que são hiperônimos e hipônimos? Clique e aprenda um pouco mais sobre Semântica e Linguagem.
Aspectos da linguagem não literária: Conheça os principais elementos que constituem o discurso não literário.
Aprenda o que é metonímia, seus tipos e seu efeito no discurso. Entenda também a diferença entre metonímia e metáfora, bem como o que é sinédoque e antonomásia.
Conheça sobre as particularidades inerentes a este assunto
Definição e exemplos de termos parônimos e homônimos.
Saiba o que é polissemia e veja alguns exemplos desse fenômeno linguístico. Entenda também as diferenças entre polissemia, ambiguidade e homonímia.
Descubra o que é a semiótica e qual é a sua origem. Saiba qual é a importância dessa ciência. Entenda sua influência na linguística e na comunicação.