Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

O que é lei marcial?

A lei marcial e a administração militar são impostas por alguns países quando estão em contextos de crise, ficando os direitos civis temporariamente suspensos.

Imagem ilustrativa traz militar e fumaça de explosões junto a texto do conceito de lei marcial.
A lei marcial é um mecanismo implantado em caráter provisório. (Créditos da imagem: Paulo José Soares Braga | Brasil Escola)
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Lei marcial é um mecanismo que estabelece medidas drásticas em cenários de crise, em especial contextos de guerra. Esse tipo de mecanismo determina a suspensão temporária de leis e dos direitos civis e sua substituição pela lei e administração militar. Na prática, a população fica sujeita a uma série de regras mais rígidas até que a ordem seja reestabelecida.

No Brasil, não existe previsão legal para a imposição de lei marcial, mas a Constituição de 1988 estabelece três tipos de estado de exceção que podem ser adotados em contextos de grave crise social. Esses estados de exceção são: estado de defesa, estado de sítio e intervenção federal.

Leia também: O que é golpe de Estado?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre lei marcial

  • Lei marcial é um mecanismo que suspende leis e direitos civis, substituindo-os pela lei militar e por administração pública dos militares.

  • É implantado em caráter provisório em cenários de crise, como guerras.

  • A lei marcial pode restringir direitos da população, como o direito de ir e vir, por exemplo.

  • No Brasil não existe previsão legal para lei marcial.

  • A Constituição de 1988 determina três possibilidades de estado de exceção: estado de defesa, estado de sítio e intervenção federal.

Afinal, o que é lei marcial?

. Na prática, quando é adotada lei marcial, todos os direitos civis e as liberdades individuais dos cidadãos são substituídos pela aplicação de leis militares. Isso significa que a administração do Estado passa para o controle militar, com suas leis vigorando sobre a população. adotado em contextos de emergêncialdispositivo legaLei marcial é um

A adesão a essa lei não é um recurso adotado em todos os países, mas naqueles em que é adotado esse tipo de recurso é utilizado em situações de emergência, como guerras, contexto de caos social por protestos ou rebeliões, golpes militares e até mesmo para desastres naturais, embora a maioria dos países tenha o estado de emergência para solucionar problemas criados por desastres naturais.

A lei marcial é adotada em uma circunstância na qual o governo entende que só a imposição das leis militares é capaz de garantir a manutenção da ordem. Esse recurso é entendido como uma medida drástica e, via de regra, deve ser adotado somente em situações excepcionais e com prazo de duração determinado.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Cada país pode adotar lei marcial da forma que quiser. Entretanto, algumas das medidas que podem ser adotadas por meio de uma lei marcial são:

  • restrição ao direito de ir e vir;

  • restrição ao direito de reunião;

  • limitação do direito de manifestação política;

  • suspensão do direito de habeas corpus;

  • prisão de cidadãos sem fundamentação jurídica;

  • condenação de civis por meio de leis militares.

Militares segurando armas ilustrando o conceito de lei marcial.
Lei marcial é entendida como um estado de exceção que substitui leis, direitos e administração civis pelas leis e administração militares. [1]

Pode haver lei marcial no Brasil?

Não existe previsão legal de estabelecimento de lei marcial no Brasil. Entretanto, existem outros dispositivos legais que podem ser adotados em situações emergenciais. Na legislação brasileira, esses dispositivos são conhecidos como estados de exceção, sendo eles o estado de sítio, estado de defesa e intervenção federal.

  • Estado de defesa

Pode ser decretado pelo presidente da república, depois de serem consultados o Conselho da República e o Conselho de Defesa Nacional. Sua implantação tem como objetivo garantir a preservação ou o restabelecimento da paz social, ameaçada por instabilidade institucional ou por calamidades de grande proporção causadas por desastres naturais.

Nesse cenário ficam restringidos os direitos de reunião, de sigilo de correspondência e de comunicação. O decreto do estado de defesa também é encaminhado ao Congresso para que seja deliberado em caráter extraordinário, podendo ser encerrado caso o Congresso não o aprove. Por fim, o estado de defesa pode vigorar por 30 dias e pode ser prorrogado por 30 dias.

  • Estado de sítio

O estado de sítio pode ser decretado depois que o presidente consultar o Conselho da República e o Conselho de Defesa Nacional. O decreto desse mecanismo só é validado depois de solicitado e aprovado pelo Congresso Nacional. Esse estado de exceção pode ser anunciado em casos de comoção grave de repercussão nacional, quando as medidas do estado de defesa não surtirem efeito ou quando o Brasil declarar guerra ou precisar responder a alguma agressão armada estrangeira.

Em caso de comoção grave de repercussão nacional, o estado de sítio é anunciado, com duração de 30 dias, podendo ser prorrogado por mais 30 dias até que a situação que tenha causado a necessidade do estado de sítio seja solucionada. Para situações em que as medidas do estado de defesa fracassaram e para contexto de guerra, o estado de sítio pode ter duração indeterminada, isto é, períodos de 30 dias que podem ser prorrogados indeterminadamente.

  • Intervenção federal

Esse mecanismo legal estabelece um estado de exceção em que a autonomia característica do federalismo é suspensa temporariamente. Isso porque o Brasil é formado pela União, estados, municípios e Distrito Federal, cada qual possuindo sua autonomia administrativa conforme estabelece a Constituição.

Em um cenário de intervenção federal, essa autonomia é suspensa, e a União intervém para resolver um problema de grande gravidade. A Constituição de 1988 estabelece cenários que podem gerar uma intervenção federal, como:

  1. manter a integridade nacional;

  2. repelir invasão estrangeira ou de uma unidade da federação em outra;

  3. encerrar situação que compromete a ordem pública.

Créditos da imagem:

[1] Andrew Fancher e Shutterstock

 

Por Daniel Neves Silva
Professor de História

Escritor do artigo
Escrito por: Daniel Neves Silva Formado em História pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) e especialista em História e Narrativas Audiovisuais pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Atua como professor de História desde 2010.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Daniel Neves. "O que é lei marcial?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/historia/o-que-e-lei-marcial.htm. Acesso em 26 de maio de 2024.

De estudante para estudante


Artigos Relacionados


O que é estado de exceção?

Clique e acesse para saber o que é estado de exceção. Entenda em quais contextos ele pode ser acionado e também os tipos existentes.
O que é História?

O que é foro privilegiado?

Clique aqui, saiba o que é o foro privilegiado, entenda a função desse mecanismo jurídico e descubra quais cargos têm direito a ele.
O que é História?

O que é golpe de Estado?

Acesse o texto para entender o que é golpe de Estado. Veja as características desse ato e saiba por que golpe de Estado e revolução são ações distintas.
O que é História?

O que é intervenção militar?

Descubra o que é intervenção militar e em quais situações ela pode ser acionada. Veja a diferença entre intervenção militar, intervenção federal e golpe militar.
O que é História?

Constituição de 1988

Acesse este texto do Brasil Escola e saiba mais detalhes sobre o processo de elaboração da Constituição de 1988 – a Constituição Cidadã.
História do Brasil

Estado Democrático de Direito

Saiba o que é o Estado Democrático de Direito, quando e por que ele foi concebido, como ele funciona e a diferença entre esse tipo de Estado e o Estado de Direito.
Sociologia

Presidente da República

Acesse o texto para saber mais sobre o cargo de presidente no Brasil. Entenda suas funções, como ocorre seu processo de eleição e quem sucede o presidente.
Política

Estado de Sítio

O estado de sítio é uma medida extrema e pode acarretar restrições às liberdades individuais. Leia e entenda! Em muitos casos, a expressão estado de sítio é utilizada no sentido figurado e crítico, no sentido de dizer que os direitos individuais não estão totalmente assegurados na prática.
Política

PUBLICIDADE