Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

O que é infravermelho?

O que é infravermelho? Esse tipo de onda eletromagnética apresenta frequência menor que a da luz vermelha e não faz parte do espectro visível ao olho humano.

Imagem de infravermelho feita de uma residência. As partes em vermelho representam as maiores temperaturas
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

O infravermelho é um tipo de radiação eletromagnética que apresenta frequência menor que a da luz vermelha e, por isso, não está dentro do espectro eletromagnético visível. Por esse motivo, essa radiação não pode ser percebida pelo olho humano. O infravermelho possui comprimento de onda entre 1 μm (1 x 10 – 6m) e 1 mm ( 1 x 10-3m) e não é uma radiação ionizante, ou seja, não oferece riscos à saúde humana.

O infravermelho não é visível ao olho humano por ser uma onda de comprimento menor que a luz vermelha
O infravermelho não é visível ao olho humano por ser uma onda de comprimento maior que a luz vermelha

A radiação infravermelha tem origem na vibração molecular, que gera oscilações nas cargas elétricas constituintes dos átomos e provoca a emissão de radiação, por isso, esse tipo de radiação está associada ao calor. Um exemplo disso é que, ao colocar a mão nas proximidades de uma chapa de ferro quente, é possível sentir o calor. Isso ocorre por causa da recepção do corpo às ondas de infravermelho produzidas pelo corpo aquecido.

Descoberta

A radiação infravermelha foi descoberta graças aos estudos desenvolvidos pelo astrônomo Willian Herschel (1738-1822). Após repetir o experimento feito por Isaac Newton ao dispersar a luz solar com a ajuda de um prisma, Herschel procurava a cor que possui maior temperatura incidindo os feixes sobre o bulbo de um termômetro. Foi quando ele percebeu que a região de frequência um pouco menor que a da luz vermelha era a região mais quente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Ao passar a luz do Sol através de um prisma, Isaac Newton pôde observar o fenômeno da dispersão da luz
Ao passar a luz do Sol através de um prisma, Isaac Newton pôde observar o fenômeno da dispersão da luz

O nome infravermelho origina-se justamente do fato de a frequência da radiação ser menor que a frequência da luz vermelha, a qual, por sua vez, é a menor frequência captada pelo olho humano.

Aplicações do infravermelho

  1. Pode ser usada para detectar a temperatura de objetos distantes e, por essa razão, é muito útil à astronomia;

  2. Mísseis teleguiados são programados para seguir a radiação infravermelha das turbinas de aviões inimigos;

  3. As fotografias térmicas são utilizadas na medicina para diagnosticar, por exemplo, a aterosclerose, o bloqueio dos vasos sanguíneos. Isso é possível porque a região mal irrigada apresenta menor temperatura, emitindo, portanto, menos radiação infravermelha que as regiões irrigadas normalmente, como a imagem seguinte demonstra:

  1. Os controles remotos enviam as informações aos respectivos receptores por meio da radiação infravermelha;

  2. Qualquer que seja a temperatura de um corpo, ele emite ondas na região do infravermelho. Animais como as cobras possuem a capacidade de enxergar esse tipo de radiação e, assim, podem caçar suas presas mesmo no escuro.


Por Joab Silas
Graduado em Física

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

JúNIOR, Joab Silas da Silva. "O que é infravermelho?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/fisica/o-que-e-infravermelho.htm. Acesso em 04 de julho de 2022.

PUBLICIDADE

Estude agora


A condição pós-moderna de Jean-François Lyotard

Jean-François Lyotard é um dos pensadores que se dedicam a entender a complexa condição pós-moderna. Entender a...

Êxodo rural

Assista à nossa aula e descubra o que é o êxodo rural. Conheça as causas e consequências desse fenômeno mundial....