Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

O que são seres vivos?

Seres vivos são organismos que possuem características como capacidade de reprodução, metabolismo, material genético e capacidade de responder a estímulos.

Quadro ilustrativo explica o que são os seres vivos.
Os seres vivos são organismos com características únicas que os diferenciam dos seres não vivos.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Seres vivos são organismos que possuem características que os diferenciam da matéria inanimada, como capacidade de se reproduzir, metabolismo, evolução, material genético e resposta a estímulos. Outra característica importante observada nos seres vivos é a presença de células, consideradas as unidades funcionais e estruturais de todo organismo vivo.

Vale destacar, no entanto, que vírus não possuem célula e tampouco possuem metabolismo próprio. Alguns autores, no entanto, os consideram seres vivos devido ao fato de possuírem material genético, evoluírem e serem capazes de se reproduzir. Todos os seres vivos estão atualmente incluídos em três domínios: Archaea, Bacteria e Eukarya.

Leia também: Animais — características e exemplos desse grupo de seres vivos

Tópicos deste artigo

Resumo sobre os seres vivos

  • Algumas das características presentes nos seres vivos são a capacidade de reprodução, de evolução, presença de metabolismo, resposta a estímulos, presença de célula e material genético.

  • Vírus não possuem célula e metabolismo, entretanto, evoluem, reproduzem-se e apresentam material genético.

  • Alguns autores consideram os vírus seres vivos, enquanto outros não os consideram partículas vivas.

  • Os seres vivos são classificados em três domínios: Archaea, Bacteria e Eukarya.

  • Com a divisão dos seres vivos em três domínios, atualmente tem se considerado a existência de, pelo menos, seis reinos: Archaea (Archaebacteria), Bacteria (Eubacteria), Protista, Fungi, Plantae e Animalia.

Características dos seres vivos

Diversos animais enfileirados em alusão ao conceito de seres vivos.
Cada ser vivo é único, porém o grupo apresenta características que o permitem receber essa denominação.

Citar o exemplo de um ser vivo é tarefa fácil, entretanto, definir o que é um ser vivo nem sempre é tão simples assim. Para considerar isso, algumas características devem ser observadas, tais como:

  • Reprodução: os seres vivos são capazes de deixar descendentes, ou seja, reproduzem-se. Podemos dividir os tipos de reprodução em dois grandes grupos: a reprodução sexuada e a reprodução assexuada. A sexuada envolve a fusão de gametas (células reprodutivas), enquanto a assexuada não apresenta essa fusão. Os seres humanos reproduzem-se de maneira sexuada, enquanto as bactérias reproduzem-se de maneira assexuada.

  • Evolução: é um processo que atua sobre todos os seres vivos, modificando-os com o passar do tempo. Nesse ponto, é importante destacar a seleção natural, que seleciona os organismos com maiores chances de sobrevivência em determinado ambiente. Os organismos mais adaptados sobrevivem por mais tempo no meio e, consequentemente, apresentam maior chance de reprodução e de passar suas características vantajosas aos seus descendentes.

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • Metabolismo: os seres vivos apresentam metabolismo, ou seja, no interior de suas células, ocorrem reações químicas que garantem sua sobrevivência. Esse metabolismo garante, por exemplo, que os seres vivos adquiram energia para realizar atividades, como reprodução e locomoção.

  • Resposta a estímulo: os seres vivos conseguem responder a estímulos, o que garante que eles interajam com o meio. Um estímulo de dor, por exemplo, pode fazer que um animal se afaste de uma área. Outro exemplo é o estímulo luminoso, que faz as plantas crescerem em direção à luz.

  • Célula: costuma-se aceitar que os seres vivos possuem células, sendo estas as unidades estruturais e funcionais de um organismo. Alguns seres são formados por diversas células (multicelulares); outros, no entanto, apresentam apenas uma (unicelulares).

  • Material genético: todos os seres vivos possuem DNA e/ou RNA, material responsável por controlar seu metabolismo e garantir que características sejam passadas para a próxima geração (hereditariedade).

Videoaula: Características gerais dos seres vivos

Seres vivos e seres não vivos

Após compreendermos as características necessárias para que um ser seja considerado vivo, torna-se mais fácil compreender o que é um ser não vivo. Seres não vivos são seres inanimados, incapazes, por exemplo, de se reproduzir, responder a estímulos, evoluir e realizar reações químicas. Além disso, seres não vivos não possuem células e tampouco material genético.

Vale salientar, no entanto, que, apesar de não apresentarem vida, os seres não vivos são muito importantes para os ecossistemas. A água, o ar, o solo e as rochas, por exemplo, compõem a parte sem vida do ambiente.

Vírus são seres vivos?

Representação de um vírus
Vírus são organismos acelulares e que só se reproduzem dentro de uma célula.

Os vírus são seres acelulares que não possuem metabolismo próprio. Devido a essas características, dizer se os vírus são ou não seres vivos não é uma tarefa fácil, e as opiniões no meio científico são bastante divergentes.

Existem pesquisadores que não consideram os vírus como seres vivos em razão da ausência de células e metabolismo. Outros, no entanto, afirmam que eles são, sim, organismos vivos, pois conseguem utilizar a maquinaria da célula infectada a seu favor, reproduzem e sofrem evolução. Para saber mais sobre os vírus, clique aqui.

Classificação dos seres vivos

A classificação dos seres vivos é muito complexa e dinâmica, variando muito a depender do autor que estamos estudando. A classificação mais tradicional é a proposta por Whittaker, em 1969, a qual separa os seres vivos em cinco reinos. De acordo com o autor, os seres vivos podem ser classificados em:

  • Reino Monera: estão incluídos seres unicelulares e que não possuem células com núcleo definido (procariontes). Há representes autotróficos (capazes de sintetizar seu próprio alimento) e heterotróficos (incapazes de sintetizar seu próprio alimento). Como exemplo podemos citar bactérias e cianobactérias.

Mão segurando placa com colônias bacterianas.
Bactérias são organismos unicelulares e procariontes. Algumas espécies podem causar doenças nos seres humanos.
  • Reino Protoctista: inclui organismos eucariontes (possuem célula com núcleo definido), unicelulares ou pluricelulares e autotróficos ou heterotróficos. Como exemplo podemos citar protozoários e algas.

Protozoários vistos por meio de microscópio.
Protozoários são organismos unicelulares e heterotróficos.
  • Reino Fungi: estão incluídos organismos eucariontes, unicelulares ou pluricelulares e heterotróficos. Como exemplo podemos citar bolores, cogumelos e leveduras.

Cogumelos, um tipo de fungo, no meio de plantas rasteiras.
Fungos são organismos heterotróficos.
  • Reino Plantae: inclui organismos eucariontes, autotróficos e pluricelulares. Todas as plantas estão incluídas nesse reino.

Mudas de plantas enfileiradas e raízes à mostra.
Plantas são organismos autotróficos que realizam fotossíntese.
  • Reino Animalia: é composto por organismos eucariontes, heterotróficos e pluricelulares. Todos os animais, incluindo o ser humano, estão inseridos nesse grupo.

Lagarta sobre folha.
Animais são organismos pluricelulares e heterotróficos.

Atualmente, no entanto, a maioria dos livros didáticos já aborda a classificação dos seres vivos com base na organização em domínios, uma categoria acima de reinos. Todos os seres vivos estariam incluídos em três domínios:

  • Archaea: inclui seres vivos unicelulares, procariontes (sem núcleo definido) e, geralmente, quimiotróficos (a fonte de energia para a produção de compostos orgânicos é obtida de compostos inorgânicos). Muitos dos representantes desse domínio são extremófilos, ou seja, vivem em ambientes com condições extremas.

  • Bacteria: inclui organismos unicelulares e procariontes. Nesse grupo estão inclusas bactérias, que podem causar doenças em seres humanos, e também espécies que vivem no solo e na água.

  • Eukarya: estão todos os organismos eucariontes, tais como protozoários, algas, fungos, plantas e animais.

Com a divisão dos seres vivos em três domínios, atualmente é considerada a existência de, pelo menos, seis reinos: Archaea (Archaebacteria), Bacteria (Eubacteria), Protista, Fungi, Plantae e Animalia. Isso se deve ao fato de que organismos procariontes, antes incluídos no reino Monera, agora estão separados em dois domínios distintos.

Fontes

ALBERTS, Bruce. [et al.]. Fundamentos da biologia celular [recurso eletrônico] – 3. ed. – Dados eletrônicos. – Porto Alegre: Artmed, 2011.

EVERT R.F. & EICHHORN S.E. 2014. Raven Biologia Vegetal. 8ª ed. Guanabara Koogan, RJ.

REECE, et al. Biologia de Campbell. 10 edição. Artmed.

MENEGUETTI, D, U. O., FACUNDO, V.A. Vírus ser vivo ou não? Eis a questão!. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção 4, no. 1 (2014):01. Redalyc, Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=57046383000.

REZENDE, A. M. F. A. 2010. Bactérias Extremófilas Facultativas: efeito na promoção de crescimento de plantas de tomate e na supressão de Ralstonia solanacearum. Tese apresentada ao Curso de Pós-Graduação em Fitopatologia, do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Brasília. Brasília, DF. Disponível em: https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/7529/1/2010_AdrianaMagaliFreitasARezende.pdf

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia 

Escritor do artigo
Escrito por: Vanessa Sardinha dos Santos Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás (2008) e mestrado em Biodiversidade Vegetal pela Universidade Federal de Goiás (2013). Atua como professora de Ciências e Biologia da Educação Básica desde 2008.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "O que são seres vivos?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/biologia/o-que-e-um-ser-vivo.htm. Acesso em 19 de julho de 2024.

De estudante para estudante


Artigos Relacionados


DNA

Que tal aprender mais sobre o DNA? Neste texto abordamos a estrutura, as funções, as diferenças entre DNA e RNA e os processos de replicação e transcrição.
Biologia

Célula

Entenda de uma vez por todas o que é célula, a unidade funcional e estrutural dos seres vivos, e aprenda a diferença entre uma célula procarionte e uma eucarionte.
Biologia

Reino Protista ou Protoctista

Você sabe quem são os organismos que fazem parte do reino Protista ou Protoctista? Clique aqui e aprenda mais sobre esse reino!
Biologia

Reino Plantae

Conheça o Reino Plantae, o reino do qual todos os seres vivos dependem.
Biologia

Reino Monera

Você já ouviu falar do reino Monera? Sabe por que atualmente ele não é mais válido? Clique aqui e aprenda mais sobre o tema.
Biologia

Reino Fungi

Clique aqui e amplie seus conhecimentos sobre o Reino Fungi conhecendo suas características básicas, sua importância e seus principais grupos.
Biologia

Reino Animalia

Conheça aqui as principais características do Reino Animalia, que se destaca por incluir seres multicelulares, eucariontes e heterotróficos.
Biologia

Metabolismo

Todo ser vivo gasta energia para manter as diversas atividades desempenhadas pelo organismo, e essa oferta de energia vem do metabolismo. Confira!
Biologia

Reprodução sexuada

Neste texto, entenderemos o que é reprodução sexuada, quais organismos a realizam e as principais diferenças em comparação com a reprodução assexuada.
Biologia

Reprodução assexuada

Clique aqui e aprenda mais sobre a reprodução assexuada. Neste texto exploraremos como ocorre esse tipo de reprodução e seus tipos.
Biologia