Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Deuses do Egito

Deuses do Egito eram as divindades adoradas pelos egípcios antigos. Eles associavam esses deuses com forças e fenômenos da natureza e acreditavam que eles regiam o Universo.

Os egípcios eram politeístas e acreditavam em centenas de deuses.
Os egípcios eram politeístas e acreditavam em centenas de deuses.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Os deuses do Egito eram as divindades da religião dos egípcios antigos. Eles acreditavam que os deuses eram os criadores do Universo e controlavam a vida das pessoas. Para os egípcios, seus deuses atuavam de forma a preservar a harmonia do Universo, havendo centenas deles. Os egípcios eram politeístas e acreditavam na existência de diversos deuses, como:

  • Osíris;

  • Ísis;

  • Rá;

  • Amon;

  • Anúbis, entre outros.

Acesse também: Hieróglifos — a escrita do Egito Antigo

Tópicos deste artigo

Resumo sobre deuses do Egito

  • A religião egípcia era politeísta, e entre os principais deuses do Egito estavam: Amon, Rá, Ísis e Osíris.

  • Dois conceitos muito importantes na religiosidade egípcia eram ma’at e heka.

  • O conceito de ma’at se referia à harmonia que os deuses procuravam manter no Universo.

  • O conceito de heka se referia a um poder fundamental que permitia com que os deuses mantivessem contato com os humanos.

  • As primeiras menções a divindades no Egito Antigo remontam a cerca de 3000 a.C.

Principais deuses do Egito

Hieróglifo de Ísis, a mãe de todos os faraós
Ísis, a deusa mais importante do panteão egípcio e considerada mãe dos faraós.

O Egito Antigo foi uma das civilizações mais importantes da Antiguidade, possuindo um grande império com um nível de sofisticação muito alto. Essa civilização se desenvolveu às margens do rio Nilo, tirando seu sustento das suas cheias. Os egípcios também ficaram conhecidos por suas grandes construções, como as pirâmides.

Outro ponto de destaque da civilização egípcia foi a sua religião. A religiosidade dos egípcios era formada por centenas de deuses, e aqui destacaremos alguns deles e quais eram os seus atributos.

Conhecido como Deus Sol, era um dos deuses mais importantes do panteão egípcio, e, em determinado momento da história do Egito, foi considerado de fato o mais importante deles. Nesse período, foi visto como o deus mais poderoso, criador do Universo e aquele que governava os vivos e os mortos. Era representado pelos egípcios na forma de um falcão.

  • Ísis

Foi a deusa mais importante do panteão egípcio e era considerada a mãe de todos os faraós. Essa associação de Ísis com os faraós é manifestada no próprio nome dela, cujo significado é “deusa do trono”. Era casada com seu irmão, Osíris, e era mãe de Hórus. Os egípcios acreditavam que ela auxiliava os mortos a alcançarem o pós-vida.

  • Osíris

Era conhecido como quem julgava os mortos em seu tribunal e era tido como quem ensinou os homens a plantarem e a cuidarem do solo, e, por isso, era considerado o inventor da agricultura. Foi morto por seu irmão, Set, mas foi ressuscitado por sua irmã e esposa, Ísis, e, desde então, passou a governar o submundo. Era um dos deuses mais adorados de todo o Egito Antigo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • Amon

Considerado deus do Sol e do ar, Amon tinha um culto muito forte na cidade de Tebas. Também foi um deus muito importante, e muitos textos religiosos o colocam em um lugar de predominância, assim como foi com Rá. Em determinado momento da história egípcia, houve uma unificação dos cultos de Amon e Rá, dando origem à divindade Amon-Rá.

  • Outros deuses

- Set;

- Néftis;

- Anúbis;

- Hórus;

- Hator;

- Bastet;

- Tot.

Confira no nosso podcast: 10 curiosidades sobre o Egito Antigo

Entendendo a religião egípcia

Quando falamos da religião egípcia, referimo-nos ao conjunto de crenças e práticas desse povo, e isso inclui sua mitologia, seus rituais mágicos, seus cultos, sua crença em seres superiores etc.

A religião cumpriu um papel muito importante na sociedade egípcia, e podemos destacar isso pelo fato de que os egípcios formaram uma das primeiras civilizações teocráticas da Antiguidade. De toda forma, sua vida era regida, não apenas nas questões políticas, pelas crenças religiosas.

Dois princípios muito importantes na religiosidade dos egípcios eram o ma’at e o heka. Ma’at era um princípio relacionado com a noção de harmonia e determinava que os egípcios tinham que cuidar de suas ações para não afetarem a vida de outras pessoas e a harmonia do Universo. A ideia aqui era seguir a vontade dos deuses para não levar o Universo ao caos.

heka era definida como uma força mágica que regia o Universo, responsável pela criação do homem e da Terra. Era heka que permitia que os seres humanos pudessem ter contato com os deuses e que as dádivas destes se manifestassem. Além de ser uma força fundamental do Universo, heka também era entendida pelos egípcios como uma deusa.

  • Videoaula sobre Egito Antigo

Deuses do Egito

Uma parte importante da religião egípcia era a crença em um grande número de deuses associados com forças e fenômenos da natureza. Os egípcios acreditavam na existência de centenas de deuses, e isso fez da crença deles uma religião politeísta (religião com mais de um deus). A religião egípcia determinava que crenças e rituais deveriam ser feitos para agradar aos deuses a fim de garantir a harmonia do Universo (ma’at).

Os egípcios também adoravam os seus deuses por motivos pessoais e faziam preces solicitando esclarecimento e ajuda a eles. Cada deus egípcio possuía um atributo específico e, como mencionado, se relacionava diretamente com alguma força ou fenômeno da natureza. Os deuses egípcios, assim como qualquer homem, possuíam sentimentos e se enraiveciam, por exemplo.

Os deuses do Egito eram entendidos como os responsáveis pela criação e continuidade do Universo. Com algumas exceções, os egípcios acreditavam que os deuses estavam interessados em ajudar os seres humanos a sobreviverem de maneira harmoniosa. Além disso, acreditavam que a terra em que eles viviam (o Egito) era uma dádiva divina.

Hieróglifo de Rá, deus do Sol
Rá, o deus Sol, era um dos deuses mais importantes da religião dos egípcios.

Os egípcios acreditavam que homens e mulheres haviam surgido das lágrimas de Atum, deus que surgiu no vazio do Universo por intermédio do heka. Atum teve dois filhos, chamados Shu e Téfnis, que deram forma à Terra. Shu e Téfnis tiveram dois filhos, Geb e Nut, que se apaixonaram.

Atum não gostou do fato de que Geb e Nut se apaixonaram e prendeu Nut aos céus e Geb à terra, separando-os definitivamente. Entretanto, Nut já estava grávida, e, dessa gravidez, nasceram cinco filhos: Osíris, Ísis, Set, Néftis e Hórus. Outras versões apontam que Rá surgiu no lugar de Atum.

A partir do nascimento desses cinco deuses, outros deuses foram surgindo de diferentes maneiras na crença religiosa dos egípcios. Quando falamos das origens históricas, sabemos que as primeiras evidências da crença dos egípcios em divindades remontam a cerca de 3000 a.C.

A adoração de alguns deuses se manifestava em todo o Egito Antigo ou em grande parte dele, mas havia aqueles adorados localmente, como em uma cidade apenas. Existiram também casos de divindades egípcias que foram levadas para regiões além das fronteiras do Egito. Os historiadores sabem, por exemplo, que o Reino de Kush, ao sul do Egito, adorava várias divindades egípcias.

Os deuses também eram importantes para a continuidade da vida após a morte, uma vez que era Anúbis, deus dos mortos, que conduzia as almas para onde cada uma seria julgada por suas ações em vida, o Tribunal de Osíris.

Os egípcios acreditavam que seus deuses viviam entre eles em diferentes formas, como residindo em árvores. Por fim, os egípcios poderiam representar os seus deuses assim:

  • zoomorfismo: representados na forma animal;

  • antropomorfismo: representados na forma humana;

  • antropozoomorfismo: representados nas formas humana e animal.

 

 

Por Daniel Neves Silva
Professor de História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Daniel Neves. "Deuses do Egito"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/os-deuses-egipcios.htm. Acesso em 04 de julho de 2022.

De estudante para estudante


Qual era a altura de Napoleão Bonaparte?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Quanto tempo durou a Guerra dos Cem Anos?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

PUBLICIDADE

Estude agora


Êxodo rural

Assista à nossa aula e descubra o que é o êxodo rural. Conheça as causas e consequências desse fenômeno mundial....

Variabilidade genética

Sempre que falamos de variabilidade genética, analisamos genótipos e fenótipos, observamos novas características,...