Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Mercantilismo

História Geral

Mercantilismo foi um conjunto de práticas econômicas que vigorou entre os séculos XV e XVIII, sendo adotado pelos Estados nacionais, no intuito de acumular riquezas para o rei.
Uma das características do mercantilismo foi o metalismo, ou seja, o acúmulo de metais preciosos, como o ouro.
Uma das características do mercantilismo foi o metalismo, ou seja, o acúmulo de metais preciosos, como o ouro.
PUBLICIDADE

O mercantilismo é um conjunto de práticas econômicas exercidas pelas nações europeias entre os séculos XV e XVIII. Suas características são:

  • intervenção do Estado na economia
  • metalismo
  • balança comercial favorável

A origem do mercantilismo se deu na transição do feudalismo para o capitalismo. Enquanto, na Europa, os Estados nacionais adotavam medidas mercantilistas, para obterem mais lucros em suas transações comerciais, e acumulavam riquezas, no Brasil, os portugueses tiveram a exclusividade do comércio das riquezas brasileiras.

Leia também: Liberalismo – conjunto de teorias políticas que sustentaram uma luta contra o absolutismo

Resumo sobre o mercantilismo

  • É uma prática econômica dos séculos XV e XVIII ocorrida na Europa e que influenciou as colonizações espanhola e portuguesa.
  • Sua origem é a crise do feudalismo e a ascensão da burguesia comercial.
  • Suas características são: intervenção do Estado na economia, metalismo, balança comercial favorável.
  • Seus tipos são: comercial e industrial.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Videoaula sobre o mercantilismo

O que é mercantilismo?

O mercantilismo foi uma prática comercial ocorrida na Europa entre os séculos XV e XVIII, marcando a transição do feudalismo para o capitalismo. Essa prática fortaleceu a burguesia e os monarcas absolutistas, que fundaram as monarquias nacionais. O mercantilismo teve como base teórica os pensamentos dos economistas Adam Smith e Jean-Baptiste Colbert.

Qual a origem do mercantilismo?

No final do século XIV e começo do século XV, a Europa passou por grandes transformações que culminaram com a crise do feudalismo. O comércio renasceu e as moedas voltaram a circular nas feiras, que se espalhavam pelo continente europeu. A burguesia se tornou a nova classe social em ascensão e a grande beneficiária do renascimento comercial.

Outra transformação ocorrida na Europa foi a formação dos Estados nacionais. Os reis se fortaleciam enquanto os senhores feudais perdiam espaço no comando dos feudos. Os monarcas absolutistas concentraram poderes e uniram seus súditos em torno do reino.

O renascimento cultural propiciou o desenvolvimento de um pensamento racional sobre a natureza. A razão se tornou fonte de conhecimento, afastando-se da fé e da influência da Igreja Católica. Dessa forma, todos os campos do saber ganharam novas explicações, baseadas em números, cálculos e observações.

A economia se tornou uma ciência e não mais uma simples atividade pecaminosa como os religiosos medievais a consideravam. Estudiosos começaram a pesquisar, estudar e escrever tratados econômicos sobre a origem da riqueza e o progresso econômico. Assim, abria-se espaço para que Adam Smith e Jean-Baptiste Colbert expusessem suas ideias sobre a economia nesse período de mudanças.

Foi esse contexto de crise do feudalismo e surgimento do capitalismo que originou o mercantilismo, cujas práticas econômicas alcançaram não somente a Europa, mas a América, que estava sendo colonizada no século XV.

Foto de moedas douradas empilhadas.
Com o renascimento comercial, as moedas voltaram a circular e ser trocadas por mercadorias nas feiras pela Europa.

Quais as características do mercantilismo?

As características do mercantilismo são:

  • Intervenção do Estado na economia: os reis determinavam os rumos das economias de seus reinos ao protegerem seus produtores aumentando os impostos sobre os produtos estrangeiros e unificando as moedas em circulação.
  • Balança comercial favorável: as exportações deveriam ser superiores às importações.
  • Metalismo: busca e acúmulo de metais preciosos.
  • Colbertismo: baseado nas ideias do economista Jean-Baptiste Colbert, o colbertismo era o incentivo à manufatura, com o intuito de atrair riquezas com a vinda de moeda estrangeira.

Leia também: Características da mineração no Brasil Colônia

Quais os tipos de mercantilismo?

  • Mercantilismo comercial

O mercantilismo comercial se materializou nas expansões marítimas, ocorridas no final do século XV e começo do século XVI. Os reinos de Portugal e Espanha investiram nas grandes navegações para explorar novas terras, trazer novos produtos (a serem comercializados no mercado europeu) e acumular as riquezas encontradas na América. Os espanhóis encontraram ouro nos primeiros anos de sua colonização, enquanto os portugueses começaram a obter lucros com o Brasil por meio da comercialização do pau-brasil e da produção açucareira.

Confira no nosso podcast: Pau-brasil: história e exploração 

  • Mercantilismo industrial

Esse tipo de mercantilismo foi diretamente influenciado pelo economista francês Colbert, que defendia a produção manufatureira. Isso fez com que os franceses buscassem matérias-primas para as primeiras indústrias. A França tentou invadir o Brasil, mas foi expulsa por Portugal no começo do século XVI.

Mercantilismo no Brasil

O mercantilismo se fez presente no Brasil logo após o desembarque dos portugueses, em 1500. A busca por metais preciosos, logo no primeiro contato dos índios, sugere uma prática mercantilista. Contudo, os novos conquistadores não encontraram pedras preciosas no primeiro encontro com os índios e, por isso, mantiveram a comercialização das especiarias vindas das Índias, que ainda eram valorizadas no mercado europeu.

Com a decadência do comércio de especiarias, os portugueses decidiram investir de fato no Brasil Colônia. O pau-brasil rendia boas vendas, mas o lucro esperado por Portugal era muito baixo. Para evitar que as novas terras fossem invadidas por piratas, os portugueses decidiram explorar o Brasil, e descobriu-se que as terras próximas ao litoral eram férteis para a plantação de cana-de-açúcar. Assim, os primeiros engenhos foram montados no Nordeste, gerando os primeiros lucros para a Coroa portuguesa.

Os portugueses implantaram o pacto colonial, ou exclusivismo colonial, que consistia na exclusividade da metrópole em explorar e comercializar as riquezas de suas colônias. Esse pacto vigorou até 1808, quando a família real portuguesa se transferiu para o Brasil e abriu os portos para as nações amigas, encerrando o exclusivismo português sobre o comércio brasileiro.

Mercantilismo na Europa

As ideias mercantilistas foram aplicadas pelos Estados nacionais com o objetivo de desenvolver suas economias. Os monarcas absolutistas se aliaram com a burguesia em busca de metais preciosos e lucros. As nações europeias interviam na economia por meio da cobrança de impostos e unificação das moedas. Este último item facilitou o desenvolvimento da burguesia comercial europeia.

Exercícios resolvidos sobre mercantilismo

Questão 1 - (FGV) O mercantilismo correspondeu a:

A) um conjunto de práticas e ideias econômicas baseadas em princípios protecionistas.

B) uma teoria econômica defensora das livres práticas comerciais entre os diversos países.

C) um movimento do século XVII que defendia a mercantilização dos escravos africanos.

D) uma doutrina econômica defensora da não intervenção do Estado na economia.

E) uma política econômica, especificamente ibérica, de defesa de seus interesses coloniais.

Resolução

Alternativa A. O mercantilismo se baseou em princípios protecionistas ao privilegiar a balança comercial favorável, ou seja, maior número de exportações em detrimento das importações. Assim, os produtos internos eram mais valorizados em relação aos produtos estrangeiros.

Questão 2 - No contexto do mercantilismo, o que significava o exclusivo colonial?

A) Significava a determinação de que a metrópole não poderia intervir naquilo que era produzido na colônia.

B) Significava que as práticas comerciais só poderiam ser efetivamente exercidas nos domínios das colônias.

C) Significava que as práticas de exploração de matérias-primas não poderiam exceder os limites de uma pequena quantidade por semana.

D) Significava a determinação de que aquilo que era produzido na colônia só poderia atender ao consumo de quem nela vivia.

E) Significava a determinação de que aquilo que era produzido na colônia só poderia ser explorado pela metrópole que sobre ela tivesse domínio.

Resolução

Alternativa E. O exclusivismo colonial é chamado também de pacto colonial. As colônias só poderiam comercializar seus produtos com a sua metrópole.

 

Por Carlos César Higa
Professor de História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

HIGA, Carlos César. "Mercantilismo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/mercantilismo.htm. Acesso em 01 de dezembro de 2021.

Lista de Exercícios
Questão 1

(FGV) O mercantilismo correspondeu a:

a) um conjunto de práticas e ideias econômicas baseadas em princípios protecionistas.

b) uma teoria econômica defensora das livres práticas comerciais entre os diversos países.

c) um movimento do século XVII que defendia a mercantilização dos escravos africanos.

d) uma doutrina econômica defensora da não intervenção do Estado na economia.

e) uma política econômica, especificamente ibérica, de defesa de seus interesses coloniais.

Questão 2

(UFV) Mercantilismo é um termo que foi criado pelos economistas alemães da segunda metade do século XIX para denominar o conjunto de práticas econômicas dos Estados europeus nos séculos XVI e XVII. Das alternativas abaixo, assinale aquela que NÃO indica uma característica do mercantilismo.

a) Busca de uma balança comercial favorável, ou seja, a superação contábil das importações pelas exportações.

b) Intervencionismo do Estado nas práticas econômicas, através de políticas monopolistas e fiscais rígidas.

c) Crença em que a acumulação de metais preciosos era a principal forma de enriquecimento dos Estados.

d) Aplicação de capitais excedentes em outros países para aumentar a oferta de matérias-primas necessárias à industrialização.

e) Exploração de domínios localizados em outros continentes, com o objetivo de complementar a economia metropolitana.

Mais Questões
Artigos Relacionados
Uma das mais misteriosas civilizações do continente americano.
Absolutismo, Estados Absolutistas, Monarquias Nacionais, Monarquias Absolutistas, Idade Moderna, Renascimento, burguesia mercantil, entraves feudais, símbolos nacionais, unificação de territórios, Guerra dos Cem Anos, Guerra de Reconquista, teoria absolut
Conheça as diferentes fases do capitalismo e o efeito por elas provocado sobre o processo de produção e transformação do espaço geográfico.
O processo de centralização política que marcou a Europa Medieval.
Clique aqui para aprender mais sobre as Grandes Navegações. Saiba por que Portugal foi o país pioneiro desse processo e quais foram seus feitos nele.
Fique sabendo como ocorreu a Guerra dos Sete Anos, ocorrida entre os anos de 1756 a 1763, e entenda o contexto em que ela foi deflagrada.
O intercâmbio colombiano melhorou a alimentação na Europa, Ásia e África, mas também disseminou doenças em toda a América.
A trajetória de uma das mais ricas nações mercantilistas.
Saiba o que foi o Renascimento, primeiro grande movimento artístico, científico, literário e filosófico da modernidade, e que importância ele teve para o mundo ocidental.
Clique aqui e entenda como ocorreu o nascimento da Sociologia e quais os motivos históricos que estão envoltos no surgimento dessa ciência.