Topo
pesquisar

Cinco e meia da manhã ou da madrugada?

Gramática

Em se tratando do padrão formal da linguagem, devemos proferir “cinco e meia da madrugada”, não “cinco e meia da manhã”.
“Cinco e meia da madrugada”, em vez de “cinco e meia da manhã”, representa a forma adequada
“Cinco e meia da madrugada”, em vez de “cinco e meia da manhã”, representa a forma adequada
PUBLICIDADE

A precisão vocabular, tanto em se tratando da linguagem oral, quanto escrita, caracteriza-se como uma habilidade da qual todos nós, usuários do sistema linguístico, devemos dispor. Contudo, vale mencionar que tais habilidades não se conquistam assim de forma tão repentina, ao contrário, muitas vezes elas são conquistadas de forma gradual, mediante o praticar de determinados hábitos que nos possibilitam tal aquisição, como é o caso da prática da leitura e da busca constante pelo aprimoramento do aprendizado.

Cabe ainda mencionar que, nesse ínterim, questionamentos vão e vêm, tropeços e desvios surgem, mas, quando solucionados, tendem a não mais voltar, pois assim se efetiva nossa compreensão acerca de algo, e com certeza esse algo perdura tempo afora.

Nesse sentido é que apresentamos a você, caro (a) usuário (a), algumas elucidações inerentes a um desses temíveis questionamentos: a indicação de horas. Veja algumas dúvidas que surgem relacionadas ao assunto: cinco e meia da manhã ou da madrugada? / seis e meia da tarde ou da noite?

Pois bem, antes de tudo, devemos nos ater ao fato de que algumas demarcações se fazem sempre presentes quando o assunto se refere a determinados períodos, como é o caso de “madrugada, manhã, tarde e noite”. Nesse sentido, o período compreendido entre a 0h até às 6h faz referência à madrugada; das 6h às 12h, temos a manhã; das 12h às 18h, a tarde; e das 18h às 24h, a noite. 

É, pois, por essa razão que dizemos 13h para justificar que se trata do período da tarde, diferenciando assim de 1h da madrugada; proferimos 18h para diferenciar de 6 horas da manhã, e assim por diante. Outro aspecto, não menos relevante, é que em se tratando de situações específicas de interlocução, como é o caso da linguagem escrita, as expressões “madrugada, manhã, tarde e noite” devem ser evitadas, deixando que o uso apenas se manifeste nas circunstâncias cotidianas, como, por exemplo, na linguagem oral.

Em face de tais pressupostos, voltemos às indagações que se concebem como pertinentes, realizando as devidas adequações, obviamente:

Cinco e meia da madrugada / 5h30 ou ainda 5h30min.
Seis e meia da noite / 18h30 ou ainda 18h30min.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DUARTE, Vânia Maria do Nascimento. "Cinco e meia da manhã ou da madrugada?"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/cinco-meia-manha-ou-madrugada.htm>. Acesso em 15 de dezembro de 2018.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola