Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Princípio de Pascal

O princípio de Pascal é aplicado no estudo da Mecânica dos Fluidos. Essa lei afirma que a pressão é comunicada igualmente por todos os pontos de um fluido em equilíbrio.

Os pistões hidráulicos funcionam graças ao princípio de Pascal.
Os pistões hidráulicos funcionam graças ao princípio de Pascal.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

O princípio de Pascal é uma lei da Mecânica dos Fluidos que afirma que a pressão aplicada sobre um fluido em equilíbrio estático é distribuída igualmente e sem perdas para todas as suas partes, inclusive para as paredes do recipiente em que está contido. Esse princípio foi enunciado pelo cientista francês Blaise Pascal.

Diferença de pressão
A diferença de pressão entre dois pontos quaisquer de um fluido em equilíbrio estático deve ser igual.

Pressão é definida pela razão entre a força aplicada e a área da aplicação. Essa grandeza física é medida em pascal (Pa). De acordo com o princípio de Pascal, ao aplicar-se uma força sobre um sistema hidráulico, como em um conjunto de pistões, o aumento de pressão sobre o pistão será exercido de maneira uniforme em todos os pontos do fluido.

Além disso, se o fluido estiver em contato com outro pistão de área 10 vezes maior, a força exercida sobre ele será 10 vezes maior do que aquela exercida sobre o primeiro pistão. Dessa forma, o aumento de pressão em cada um dos pistões será igual.

Na figura abaixo, há dois pistões conectados por um fluido incompressível em equilíbrio estático. Observe:

Pistões
De acordo com o princípio de Pascal, o aumento de pressão exercido sobre o primeiro pistão é comunicado uniformemente por todo o fluido.

Ao aplicar-se uma força F1 sobre o pistão 1 de área A1, um aumento de pressão é comunicado por todo o fluido. Dessa forma, como a área A2 do pistão 2 é maior que a área do pistão 1, a força exercida sobre o pistão 2 deverá ser proporcionalmente maior em relação às suas áreas. Portanto, o princípio de Pascal pode ser escrito por meio da seguinte equação:

Fórmula do princípio de Pascal

 

Abaixo, temos uma figura que mostra o efeito do princípio de Pascal: ao comprimir-se o êmbolo da seringa, o fluido contido dentro da bexiga furada fica sujeito ao aumento de pressão de forma homogênea:

Aplicação do princípio de Pascal
A pressão aplicada pelo êmbolo é transmitida de forma igual a todas as partes do fluido.

É importante saber também que a força exercida sobre o recipiente é sempre perpendicular à sua superfície. Por essa razão, na imagem acima, a água é expelida com ângulo de 90º em relação à curvatura da bexiga.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tópicos deste artigo

Experimento sobre o princípio de Pascal

É possível realizar diversos experimentos para observar o efeito do princípio de Pascal sobre os fluidos. Um deles consiste em assoprar continuamente em um cano inserido em uma garrafa fechada, na qual contenham tubos abertos e de mesmo diâmetro conectando o fluido em seu interior com o meio exterior. Quanto mais ar for bombeado para dentro da garrafa, maior será a pressão em seu interior, portanto, maior será a coluna de líquido formada nos tubos.

Independente da direção ou da profundidade em que a extremidade inferior desses tubos estiver inserida, o líquido no interior de cada um deles deverá alcançar a mesma altura, já que todos estarão sujeitos a mesma pressão.

Experimento princípio de Pascal
Por meio desse experimento, é possível visualizar que a transmissão de pressão em fluidos ocorre de forma igual em todas as direções.

Princípio de Stevin

O princípio de Stevin, também conhecido como o princípio fundamental da Hidrostática, explica a dependência entre a pressão exercida pelos fluidos em equilíbrio estático e a sua profundidade: Quanto maior for a altura de um líquido, maior será a pressão que exercida contra as paredes de seu recipiente.

Teorema de Stevin

P – pressão absoluta
P0 – pressão atmosférica
d – densidade do fluido
g – gravidade local
h – profundidade do fluido

Ao relacionarmos essa lei ao princípio de Pascal, podemos concluir que a profundidade de um fluido determina a pressão que ele exerce, a qual é distribuída igualmente por toda sua extensão. Além disso, a força exercida por esse fluido deve ser sempre perpendicular às paredes do seu recipiente.

Essa relação é facilmente observada se furarmos uma garrafa plástica preenchida com água em dois pontos de alturas diferentes: nos furos inferiores, mais próximos da base da garrafa, a água será expelida mais longe em razão do aumento da pressão hidrostática.

Exercícios sobre o princípio de Pascal

1) Considere que, no esquema mostrado abaixo, a área do pistão 1 seja de 10 cm², e a do pistão 2 seja de 25 cm². Se uma força de 45 N for aplicada ao pistão 1, espera-se que sobre o pistão 2 atue uma força de qual intensidade?

Pistões – exercício

Resolução

Para resolver esse tipo de exercício, é necessário aplicar o princípio de Pascal, o qual é apresentado na fórmula abaixo:

Princípio de Pascal

O princípio de Pascal afirma que a pressão é transmitida de forma homogênea por toda a extensão do fluido, por isso, o aumento da pressão sobre o pistão 1 deve ser igual ao aumento da pressão sobre o pistão 2. Tomando os dados fornecidos pelo enunciado, teremos o seguinte cálculo para resolver:

Cálculo da força – exercício

De acordo com o cálculo que fizemos, é possível perceber que a razão entre as forças (112,5 N e 45 N) é igual à razão entre as áreas (25 cm² e 10 cm²) e vale 2,5. Logo, podemos dizer que, de acordo com o princípio de Pascal, a razão entre as áreas dos pistões é igual à razão entre as forças exercidas sobre eles.


Por Me.Rafael Helerbrock

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

HELERBROCK, Rafael. "Princípio de Pascal"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/principio-de-pascal.htm. Acesso em 27 de junho de 2022.

De estudante para estudante


Qual a primeira lei de Newton?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Qual a fórmula do sorvete?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Lista de exercícios


Exercício 1

(UERJ) Observe, na figura a seguir, a representação de uma prensa hidráulica, na qual as forças F1 e F2 atuam, respectivamente, sobre os êmbolos dos cilindros I e II.

Admita que os cilindros estejam totalmente preenchidos por um líquido. O volume do cilindro II é igual a quatro vezes o volume do cilindro I, cuja altura é o triplo da altura do cilindro II. A razão entre as intensidades das forças F2 e F1, quando o sistema está em equilíbrio, corresponde a:

a) 12

b) 6

c) 3

d) 2

Exercício 2

(Espcex) Um elevador hidráulico de um posto de gasolina é acionado por um pequeno êmbolo de área igual a 4 x 10 – 4 m2. O automóvel a ser elevado tem peso de 2 x 10 4 N e está sobre o êmbolo maior, de área 0,16 m2. A intensidade mínima da força que deve ser aplicada ao êmbolo menor para conseguir elevar o automóvel é de:

a) 20 N

b) 40 N

c) 50 N

d) 80 N

e) 120 N

PUBLICIDADE

Estude agora


Argumento por exemplificação

A exemplificação sempre foi um recurso importante para a explicação de conceitos mais teóricos ou mais difíceis...

Tempos verbais

Pretérito, presente ou futuro são tempos verbais que exprimem uma variação que indica o momento em que se dá o...