Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Síndrome de Patau

A síndrome de Patau é uma alteração genética caracterizada pela presença de uma cópia extra do cromossomo 13. A expectativa de vida após o nascimento é baixa.

Cariótipo de uma pessoa com síndrome de Patau.
No cariótipo de um indivíduo afetado pela síndrome de Patau, é possível observar um cromossomo adicional na posição 13.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

A síndrome de Patau, ou trissomia 13, é uma rara condição genética decorrente da presença de uma cópia extra do cromossomo 13. Ela resulta em uma gama de anomalias físicas, como fenda labial/palatina, dedos extras e baixo tônus muscular. Além disso, afeta órgãos internos, incluindo o sistema gastrointestinal e o coração, levando a dificuldades alimentares e insuficiência cardíaca.

O tratamento da síndrome consiste em minimizar o desconforto do bebê em relação a essas alterações e varia a cada caso. A expectativa de nascimento e de vida para bebês com essa condição é baixa, com muitos falecendo durante o primeiro ano de vida devido a complicações médicas graves. O diagnóstico pré-natal é essencial para fornecer cuidados adequados e apoio às famílias.

Leia também: Qual é a diferença entre síndrome, doença e transtorno?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre a síndrome de Patau

  • A síndrome de Patau, também conhecida como trissomia 13, é uma condição genética rara causada pela presença de uma cópia extra do cromossomo 13.
  • O cromossomo extra pode estar presente em todas as células ou apenas em uma parte, contribuindo para o grau de severidade da síndrome.
  • Os indivíduos afetados podem apresentar uma variedade de anomalias físicas, além de comprometimento dos órgãos internos.
  • A expectativa de vida para bebês nascidos com essa síndrome é baixa, com muitos casos resultando em morte durante o primeiro ano de vida.
  • O diagnóstico pode ser feito por meio de testes pré-natais, como ultrassonografia, e testes de cariótipo.
  • A identificação precoce da presença da síndrome é importante para o planejamento de cuidados médicos e de apoio à família.

O que é a síndrome de Patau?

A síndrome de Patau é uma condição cromossômica rara, caracterizada pela presença de três cromossomos na posição 13, em vez de dois, em todas as células do corpo, ou em algumas delas por meio do mosaicismo. Assim, o cariótipo do portador da síndrome é composto por 47 em vez de 46 cromossomos. Essa particularidade também confere o nome trissomia do 13 a essa condição. Como resultado, a presença de um cromossomo adicional desencadeia uma série de anomalias congênitas e desafios no desenvolvimento.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Causas da síndrome de Patau

Em indivíduos com a síndrome de Patau, ocorre a presença de três cópias (trissomia) de todo o cromossomo 13 ou de uma região consideravelmente ampla dele, em vez das duas cópias habituais, seja em todas as células do corpo, seja em um conjunto específico de células (mosaicismo). Essa variabilidade influencia a severidade dos sintomas característicos da síndrome. Por exemplo, os indivíduos afetados com mosaicismo geralmente manifestam sintomas menos intensos, cuja extensão varia de acordo com a quantidade de células corporais afetadas pela trissomia.

Na maioria das situações, a presença de um cromossomo adicional origina-se de erros espontâneos durante a divisão das células reprodutivas (óvulo e espermatozoide) de um dos genitores, como a não disjunção cromossômica durante a meiose. É importante ressaltar que a síndrome de Patau não possui caráter hereditário.

Esquema ilustrativo da não disjunção de cromossomos durante a meiose que causa a síndrome de Patau.
A maioria dos casos ocorre devido a uma não disjunção dos cromossomos durante a meiose.

Em cerca de 20% dos indivíduos afetados pela síndrome, a trissomia do 13 pode ser resultante de uma translocação. Esse evento ocorre quando certas regiões cromossômicas sofrem quebras e rearranjos. No caso da síndrome de Patau, uma porção do cromossomo 13 se conecta a outro cromossomo adjacente, resultando em dois cromossomos na posição 13 e uma porção suplementar do cromossomo 13 ligada a um dos pares de cromossomos vizinhos, não necessariamente na posição 13ª. Esse cenário ocorre espontaneamente e suas causas são desconhecidas.

Leia também: Quais são os tipos de alterações cromossômicas?

Sintomas da síndrome de Patau

Os sintomas da síndrome de Patau podem afetar diversas partes do corpo, variando em gravidade de pessoa para pessoa. Esses sintomas podem ser classificados como físicos, relacionados ao desenvolvimento de órgãos internos, ou manifestações adicionais.

→ Sintomas físicos da síndrome de Patau

Mão com luva cirúrgica segura pés de bebê com polidactilia, uma das possíveis alterações da síndrome de Patau.
A polidactilia é uma das possíveis alterações da síndrome de Patau no corpo do indivíduo afetado.
  • Presença de fenda labial ou palatina.
  • Dedos extras nas mãos ou nos pés (polidactilia).
  • Dificuldade em ganhar peso.
  • Anormalidades no crescimento dos braços e pernas.
  • Baixo tônus muscular (hipotonia).
  • Cabeça pequena.
  • Orelhas posicionadas de forma baixa na cabeça.
  • Olhos muito pequenos, próximos um do outro, ou subdesenvolvidos.

→ Sintomas da síndrome de Patau relacionados aos órgãos internos

  • Problemas gastrointestinais que dificultam a alimentação.
  • Insuficiência cardíaca.
  • Pulmões subdesenvolvidos.
  • Dificuldades cognitivas.
  • Problemas de audição.

Além disso, existe um risco elevado de desenvolvimento de câncer e ocorrência de convulsões.

Diagnóstico da síndrome de Patau

Esquema ilustrativo sobre as síndromes diagnósticas em teste de sangue durante o pré-natal, como a síndrome de Patau.
Os testes de sangue no pré-natal ajudam a detectar não somente a trissomia do 13 como também outras alterações cromossômicas.

O diagnóstico dessa síndrome é predominantemente realizado por meio de ultrassonografia e exames de sangue durante o pré-natal. Durante a ultrassonografia, o médico busca por sinais físicos da trissomia, como excesso de líquido amniótico.

Um dos principais testes utilizados para detectar essa síndrome é o teste de cariótipo, amplamente empregado para identificar doenças genéticas no feto em desenvolvimento. Esse exame analisa o sangue ou fluidos corporais em busca de cromossomos anormais. Essas avaliações podem ser conduzidas já no primeiro trimestre da gestação.

Leia também: Síndrome de Down — tudo sobre a trissomia do cromossomo 21

Tratamento e cuidados com a síndrome de Patau

Não existe um tratamento específico para a síndrome de Patau. Os médicos normalmente concentram seus esforços em aliviar os sintomas associados a essa condição, prescrevendo alimentação adequada e que varia conforme as necessidades individuais do recém-nascido. O cenário pode envolver o uso de medicamentos e a realização de cirurgias a fim de corrigir as anomalias físicas. Além disso, dado o impacto emocional nos pais, apoio psicológico também desempenha um papel crucial.

Expectativa de vida da síndrome de Patau

Na maioria dos casos, o feto sofre um aborto ou não sobrevive ao parto. Quando a sobrevivência ocorre, a taxa de mortalidade é elevada nos primeiros dias de vida, especialmente devido a problemas cardíacos e na coluna vertebral que se manifestam durante o desenvolvimento fetal. Apenas de 5% a 10% dos bebês com essa síndrome alcançam o primeiro ano de vida.

Casos da síndrome de Patau no Brasil

Estima-se que a síndrome de Patau ocorra em 1 a cada 10.000 nascimentos no país. Ainda há poucas pesquisas que abordam o cenário brasileiro em relação a essa condição.

História da síndrome de Patau

A síndrome de Patau foi inicialmente observada pelo médico Thomas Bartholin em 1657. Somente em 1960, os geneticistas Dr. Klaus Patau e Dr. Eeva Therman elucidaram a natureza cromossômica da doença, dando-lhe o nome em homenagem a Patau.

Diferença entre trissomia do 13 e trissomia do 18

Ambas as condições resultam em um cromossomo adicional no cariótipo, gerando sintomas semelhantes e que podem levar a complicações graves. A distinção principal entre essas duas síndromes reside na posição em que o terceiro cromossomo adicional se liga ao par cromossômico. Na trissomia do 18, o cromossomo extra está no par 18.

Prevenção da síndrome de Patau

Não é possível prevenir essa síndrome, pois ela decorre de um erro genético aleatório. No entanto, estudos indicam que o risco aumenta em casos de gravidez após os 35 anos. Assim, é essencial consultar um ginecologista antes de engravidar e durante a gravidez para compreender os riscos envolvidos.

Fontes

CLEVELAND CLINIC. Trisomy 13 (Patau Syndrome): Symptoms, Causes & Outlook. Disponível em: https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/24647-trisomy-13-patau-syndrome.

PATAU, K. et al. Multiple congenital anomaly caused by an extra autosome. Lancet. 1960. 1(7128):790-3.

PEROOS, S. et al. Longevity and Patau syndrome: what determines survival? BMJ Case Rep. 2012. bcr0620114381.

PETRY, P. et al. Clinical features and prognosis of a sample of patients with trisomy 13 (Patau syndrome) from Brazil. Am J Med Genet A. 2013. (6):1278-83.

WILLIAMS, G.M. & BRADY, R. Patau Syndrome. In: StatPearls. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK538347/.

Escritor do artigo
Escrito por: Heloísa Fernandes Flores Bacharela, licenciada e mestre em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo. Atualmente, é doutoranda em Entomologia e cursa uma especialização em Gestão Escolar na mesma instituição. Desenvolve pesquisas com análise de conteúdo de livro didático e evolução de insetos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FLORES, Heloísa Fernandes. "Síndrome de Patau"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/sindrome-de-patau.htm. Acesso em 17 de julho de 2024.

De estudante para estudante


Artigos Relacionados


Aconselhamento genético

Compreenda o que é o aconselhamento genético e sua função.
Biologia

Alterações cromossômicas

Clique aqui e saiba mais sobre as alterações cromossômicas. Entenda como elas podem ocorrer e quais são seus tipos.
Biologia

Alterações cromossômicas estruturais

Aprenda um pouco mais sobre as alterações cromossômicas estruturais, um grupo de alterações que envolve mudanças na morfologia dos cromossomos. Descubra também os fatores que podem desencadear essas alterações cromossômicas e as diferenças existentes entre deleções, duplicações, inversões ou translocações.
Biologia

Aneuploidia

Entenda o que é aneuploidia, por que ela ocorre e algumas das principais doenças relacionadas com essa alteração cromossômica.
Biologia

Cariótipo

Sobre o conjunto diploide de cromossomos das células somáticas de um organismo.
Biologia

Diferença entre doenças, síndromes e transtornos

Conheça a diferença entre doenças, síndromes e transtornos, três termos bastante utilizados na medicina e frequentemente confundidos.
Doenças e patologias

Síndrome de Down

Clique aqui e conheça mais sobre a síndrome de Down, uma alteração genética que foi descrita pelo médico John Langdon Down, em 1866.
Doenças e patologias

Síndrome de Klinefelter

Conheça a síndrome que acomete 1 menino a cada 850 nascimentos.
Biologia

Síndrome de Reye

Saiba mais sobre a Síndrome de Reye, doença rara que pode levar à morte.
Doenças e patologias

Síndrome de Turner

Clique aqui e entenda o que é a síndrome de Turner, as características das pessoas que apresentam essa condição e os tratamentos existentes.
Biologia