Topo
pesquisar

Alterações cromossômicas estruturais

Biologia

As alterações cromossômicas estruturais, que envolvem alterações na morfologia dos cromossomos, podem ser de quatro tipos básicos: deleções, duplicações, inversões ou translocações.
Os cromossomos podem sofrer com alterações numéricas e estruturais
Os cromossomos podem sofrer com alterações numéricas e estruturais
PUBLICIDADE

Os cromossomos estão sujeitos a modificações frequentemente, seja em número (euploidias e aneuploidias), seja em sua estrutura. As mudanças estruturais referem-se às modificações que afetam a morfologia do cromossomo, como a perda de parte dos cromossomos, duplicação de pedaços e até troca de porções entre cromossomos.

Para saber mais sobre cromossomos, acesse este link: O que é cromossomo?


Tipos de alterações cromossômicas estruturais

Diferentes fatores podem ocasionar alterações na estrutura cromossômica, como radiação e erros de meiose. As alterações estruturais podem acontecer de diferentes formas, sendo as principais:

  • Deleção: acontece quando uma porção do cromossomo é perdida. Como uma parte está faltando, esse cromossomo não possui todos os genes que deveria ter. Essas deleções podem ocorrer em porções terminais ou em porções mais internas. Essas últimas são chamadas de deleções intersticiais. As deleções acontecem com maior frequência durante a meiose.

  • Duplicação: acontece quando uma porção de um segmento do cromossomo está repetida. Essa situação ocorre quando o fragmento do cromossomo que sofreu deleção liga-se a uma cromátide-irmã, formando um segmento extra. Assim como as deleções, as duplicações acontecem com maior frequência durante a meiose.

  • Inversão: é um processo em que parte do cromossomo separa-se e reorganiza-se de forma invertida. Nesse caso, não temos perda de material genético, mas alteração na sua ordem. Existem inversões pericêntricas e paracêntricas. A primeira diz respeito a inversões que envolvem o centrômero. As paracêntricas referem-se às inversões em que o centrômero não está envolvido.

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Observe os principais tipos de alterações cromossômicas

  • Translocação: acontece quando ocorre a transferência de uma porção de um cromossomo para outro cromossomo não homólogo. Quando observamos a troca entre dois cromossomos, dizemos que a translocação é recíproca. Existe ainda a chamada translocação robertsoniana, que ocorre em um cromossomo acrocêntrico (cromossomo que possui o centrômero próximo à extremidade de um dos braços, garantindo a formação de um braço muito maior que o outro). Nesse caso, um sofre a quebra de um braço longo, e o outro, de um braço curto. Após a troca, formam-se um cromossomo com dois braços longos e outro com dois braços curtos. O cromossomo com os dois braços curtos geralmente se perde.

Importante: As alterações cromossômicas estruturais podem ser danosas, sendo responsáveis, muitas vezes, por alterações no fenótipo do indivíduo.

Por. Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Alterações cromossômicas estruturais"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/biologia/alteracoes-cromossomicas-estruturais.htm>. Acesso em 23 de outubro de 2018.

Lista de Exercícios
Questão 1

As alterações cromossômicas estruturais são aquelas que afetam a morfologia de um cromossomo. Analise as alternativas abaixo e indique aquela que não indica o nome de uma alteração estrutural.

a) Deleção

b) Inversão

c) Duplicação

d) Divisão

e) Translocação

Questão 2

Algumas vezes acontecem alterações que afetam a morfologia normal dos cromossomos: as chamadas alterações cromossômicas estruturais. Analise as alternativas abaixo e marque aquela que indica corretamente o nome da alteração cromossômica caracterizada pela perda de uma porção do cromossomo e pela consequente diminuição de seus genes.

a) Deleção

b) Inversão

c) Duplicação

d) Divisão

e) Translocação

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola