Febres hemorrágicas

Doenças e patologias

PUBLICIDADE

As febres hemorrágicas são síndromes que, como o nome indica, apresentam como característica marcante a ocorrência de febre e manifestações hemorrágicas. Essas doenças podem ser consideradas um grave problema de saúde pública, uma vez que apresentam alta letalidade. A febre amarela, a malária, a febre hemorrágica da dengue e a leptospirose são exemplos desse tipo de ocorrência.

Leia também: Banho ajuda a abaixar a febre?

Características das febres hemorrágicas

Além dos quadros de febres e sangramentos, as febres hemorrágicas também podem causar outras manifestações clínicas nos pacientes, uma vez que os sintomas variam muito a depender do agente causador da febre hemorrágica e também de como o corpo reage ao agente causador.

Nas febres hemorrágicas, o indivíduo apresenta febre alta.
Nas febres hemorrágicas, o indivíduo apresenta febre alta.

As febres hemorrágicas podem apresentar-se de maneira mais leve ou evoluir rapidamente, podendo levar o paciente à morte. Desse modo, o recomendado é que o paciente receba tratamento rapidamente, antes mesmo da confirmação do agente causador da doença, a fim de garantir maior sucesso no tratamento. Entre as ações recomendadas, está a tentativa de correção das anormalidades de coagulação e a preservação das funções corporais.

Como as febres hemorrágicas podem ser desencadeadas por diferentes agentes etiológicos, há diferentes formas de transmissão. O vírus Ebola, por exemplo, é responsável por desencadear febre hemorrágica e é transmitido por meio do contato direto com sangue e fluidos corporais. Já a dengue, que apresenta a febre hemorrágica da dengue como uma de suas formas clínicas, é transmitida por meio da picada do mosquito Aedes aegypti contaminado.

Leia também: A relação entre impactos ambientais e o surgimento de doenças

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Exemplos de febres hemorrágicas

  • Febre amarela: é uma doença viral transmitida por meio da picada de mosquitos em áreas urbanas ou silvestres. Nas áreas silvestres, a transmissão ocorre por mosquitos do gênero Haemagogus ou Sabethes; na área urbana, a transmissão é feita pelo gênero Aedes. São sintomas da febre amarela: febre alta, dor de cabeça, dor muscular, vômito, fadiga e fraqueza. A doença pode levar a complicações como icterícia (coloração amarelada da pele e mucosas) e hemorragia.

  • Febre hemorrágica da dengue: A dengue é uma doença viral transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti contaminado. Ela apresenta duas formas clínicas principais, a chamada dengue clássica e a febre hemorrágica da dengue. Dentre os sintomas da doença estão dores musculares, dor de cabeça, prostração, dor atrás dos olhos, febre e manchas na pele. Na febre hemorrágica da dengue temos febre alta, hemorragia e aumento anormal do fígado.

A dengue é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.
A dengue é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.
  • Febre hemorrágica brasileira: doença provocada pelo vírus da família Arenaviridae que pode ser transmitida pela inalação de partículas formadas a partir da saliva, fezes e urina de pequenos mamíferos contaminados ou pelo contato prolongado e próximo com o doente por meio de suas secreções ou excreções. São sintomas: febre, dores no corpo, dor de cabeça, manchas vermelhas, sensibilidade à luz e sangramento de mucosas. À medida que a doença avança, pode-se observar confusão mental, convulsões e alterações comportamentais.

  • Febre tifoide: doença contraída, principalmente, por meio de água e alimentos contaminados pela bactéria Salmonella enterica sorotipo Typhi. Dentre os sintomas atribuídos à febre tifoide, podemos citar febre alta, dor de cabeça, retardamento do ritmo cardíaco, manchas no corpo, aumento do baço e tosse seca. A febre tifoide pode apresentar complicações, sendo a hemorragia intestinal a principal delas.

  • Leptospirose: é contraída a partir do contato com urina de animais contaminados com a bactéria Leptospira interrogans. São sintomas: febre, dor de cabeça, dor muscular, calafrios, vômito, icterícia. Na forma grave da doença, observa-se uma manifestação clássica (síndrome de Weil) com a presença da tríade icterícia, hemorragia e insuficiência renal.

  • Malária: doença causada por um protozoário transmitido por meio da picada de um mosquito do gênero Anopheles infectado. Seus principais sintomas são dores de cabeça, febre alta, calafrios, sudorese, cansaço e vômito. Nos quadros graves da doença, o paciente pode apresentar hemorragias, convulsões, falta de ar e alterações de consciência.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Febres hemorrágicas"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/febres-hemorragicas.htm. Acesso em 13 de agosto de 2020.

Assista às nossas videoaulas
Doenças e patologias Febre hemorrágica brasileira
A dengue é uma doença transmitida pela picada do mosquito do gênero Aedes.
Doenças e patologias Dengue
O Aedes aegypti é o transmissor da febre amarela em áreas urbanas
Saúde na escola Febre amarela
A febre é um aumento anormal da temperatura corpórea
Saúde e Bem-estar Febre
Bactérias causadoras da febre tifoide.
Doenças e patologias Febre Tifoide
A falta de infraestrutura básica proporciona a proliferação de doenças
Doenças e patologias Leptospirose
Hemácias destruídas pelos protozoários causadores da malária
Doenças e patologias Malária