Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Alexandre Magno

Biografia

PUBLICIDADE

Poderoso imperador macedônico, nascido em Pela, na Macedônia, filho de Felipe II, um dos poucos homens que se pode afirmar que definiram o curso da história humana. Seu gênio militar se impôs sobre o império persa e assentou as bases da majestosa civilização helenística. Aos 13 anos, seu pai contratou um dos homens mais sábios de sua época, Aristóteles, para se encarregar de sua educação. Extremamente inteligente o notável príncipe aprendeu as mais variadas disciplinas: retórica, política, ciências físicas e naturais, medicina e geografia, ao mesmo tempo em que se interessava pela história grega e pela obra de autores como Eurípides e Píndaro. Também se distinguiu nas artes marciais e na doma de cavalos, de tal forma que em poucas horas dominou o famoso eqüino Bucéfalo, que viria a ser sua inseparável montaria. Na arte da guerra recebeu lições do pai, militar experiente e corajoso, que lhe transmitiu conhecimentos de estratégia e lhe inculcou dotes de comando e começou a demonstrar seu valor aos 18 anos, quando, no comando de um esquadrão de cavalaria, venceu o batalhão sagrado de Tebas na batalha de Queronéia (338 a. C.).

Assumiu o reino da Macedônia aos 20 anos, após o assassinato do pai (336 a. C.) e se dispôs a iniciar a expansão territorial do reino apoiado em um poderoso e organizado exército, dividido em infantaria, cuja principal arma era a zarissa (lança de grande comprimento) e cavalaria, que constituía a base do ataque. Cruzou o Helesponto (334 a. C.), na batalha de Isso (333 a. C.) derrotou Dario pela primeira vez, a seguir conquistou a Síria (332 a. C.) e entrou no Egito. No delta do rio Nilo fundou Alexandria (332 a. C.), com o propósito de realizar o sonho de unir a cultura oriental à ocidental, e a cidade logo se projetou como pólo cultural e comercial. A seguir voltou a Mesopotâmia, onde novamente enfrentou e aniquilou de vez o poder de Dario na batalha de Gaugamela (331 a. C.), determinando a queda definitiva da Pérsia. Com a morte de Dario (330 a. C.), foi proclamado rei da Ásia e sucessor da dinastia persa.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Casou com Roxana (328 a. C.), filha do sátrapa da Bactriana, com quem teve um filho. Partiu então para a longínqua Índia (327 a. C.), país mítico para os gregos, no qual fundou colônias militares e cidades, entre as quais Nicéia e Bucéfala, esta erigida em memória de seu cavalo, às margens do rio Hidaspe. Ao alcançar o rio Bias, com as tropas cansadas decidiu regressar à Pérsia, viagem em que foi acometido de uma febre desconhecida que se mostrou incurável e o matou aos 33 anos, na Babilônia. O mundo jamais viu outro governante de existência tão curta, formar um império tão grande, pela Ásia e norte da África, da Índia até o Egito, eliminando o império persa e estabelecendo completo domínio sobre a Grécia, Palestina, Egito, Pérsia e Mesopotâmia e chegando até a Índia, fundando várias cidades e tornando-o o maior império territorial até então conhecido, com o mérito de manter esta unidade imperial sobre um território tão amplo e complexo, respeitando os vencidos e seus costumes e religiosidades. Suas conquistas trouxeram a influência da civilização grega no Oriente tornando-o fundador do helenismo, o fenômeno cultural, político e religioso que se prolongou até os tempos do império romano.

Fonte: Biografias - Unidade Acadêmica de Engenharia Civil / UFCG

Ordem A - Biografia - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ESCOLA, Equipe Brasil. "Alexandre Magno"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biografia/alexandre-magno.htm. Acesso em 02 de agosto de 2021.

Assista às nossas videoaulas
Artigos Relacionados
Entenda o contexto histórico da Batalha de Queroneia, conflito decisivo para a construção do Império Macedônico.
Conheça quatro casais da Antiguidade Clássia e da Idade Média que marcaram a História e saiba detalhes sobre os motivos dessa notoriedade.