Topo
pesquisar
Texto-A+A

O que é Neolítico?

O que é História?

O Neolítico, também conhecido como Idade da Pedra Polida, foi o período da Pré-História em que ocorreu a chamada Revolução Agrícola.
PUBLICIDADE

Neolítico é uma divisão cronológica da chamada Pré-História da Humanidade, compreendida entre 10.000 a.C. e 4.000 a.C. Neolítico significa “pedra nova” ou ainda Idade da Pedra Polida.

Tais denominações indicam que as divisões nesse período da existência humana foram feitas a partir do desenvolvimento de artefatos produzidos pelos homens, bem como pelo desenvolvimento de algumas práticas referentes à sua ação sobre a natureza.

O fato de utilizarem artefatos construídos a partir de pedras polidas dava maior precisão ao corte dos instrumentos de caça, pesca e também de utilização cotidiana. A maior parte dos artefatos era feita de sílex ou quartzo, mas também de ossos de animais e marfim, chegando ao final do período ao desenvolvimento de artefatos de metal.

Além do tipo de artefato, o que geralmente é utilizado como marco divisório entre o Neolítico e o Paleolítico, o período antecedente, é a chamada Revolução Agrícola. Tal revolução não teria ocorrido rapidamente, como é comum pensar quando se refere ao termo revolução.

A Revolução Agrícola do Neolítico teria sido um longo processo de desenvolvimento da agricultura por parte das pessoas que viveram nessa época. Essa revolução compreendeu a capacidade de perceber os fenômenos naturais, elaborando teorias iniciais de causa/efeito, principalmente a partir da observação de alguns fenômenos, como a germinação.

Não houve também uma mudança brusca de passagem da fase caça/coleta para a agricultura, havendo uma simultaneidade entre ambas as práticas. Mas uma das principais mudanças da Revolução Agrícola do Neolítico foi o começo da sedentarização das pessoas em locais determinados para a espera do processo de produção dos alimentos, compreendendo o preparo do solo, a semeadura e a colheita.

Os impactos nas organizações sociais ocorreram principalmente na divisão do trabalho, de acordo com os sexos e com a necessidade de guardar os alimentos, o que ocasionou o desenvolvimento da cerâmica e da domesticação dos animais. Embriões de organizações de clãs, as grandes famílias, surgiram no período.

Habitações foram sendo construídas próximas umas às outras para auxiliar na defesa contra grupos humanos rivais. Muros e cercas de proteção foram criados, sendo ainda desenvolvidas técnicas mais avançadas de agricultura, aumentando aos poucos os excedentes agrícolas. Seleções de espécies vegetais e animais foram também realizadas, o que auxiliou o aumento populacional. Novos meios de transportes também foram desenvolvidos, como barcos, jangadas e botes, o que possibilitava a pesca em rios, lagos e mares.

Por volta de 6.000 e 5.000 a.C., o metal começou a ser empregado em algumas aldeias. Inicialmente, passou-se a produzir o cobre e posteriormente o ferro. Com isso, desenvolveu-se uma rústica prática de siderurgia, impulsionando o desenvolvimento da prática do artesanato e a facilitação da prática da agricultura. A defesa contra grupos opositores também ganhou força com as novas armas desenvolvidas a partir dos metais.

Não há como estipular uma data precisa para o fim do Neolítico, já que muitas das caraterísticas do período até tempos recentes ainda eram verificadas. Mesmo a adoção da escrita como possível marco divisor gera controvérsias, pois coloca a invenção da escrita como uma causa de mudanças socioeconômicas, quando possivelmente teria sido uma consequência de longos processos históricos.


Por Me. Tales Pinto

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PINTO, Tales Dos Santos. "O que é Neolítico?"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/historia/o-que-e-neolitico.htm>. Acesso em 28 de marco de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA